Não sabia que Helena Matos era accionista do Correio da Manhã

Esperar que seja a justiça a resolver o problema Sócrates não só é uma péssima ideia como um risco demasiado elevado.”

(Helena Matos)

Helena Matos tem presença assídua na comunicação social: escreve no jornal digital da direita passista, o Observador, tem uma rubrica diária na Antena 1 e faz comentário político semanal na RTP 3. Alguém saberá porquê. Do que já ouvi e li dela, formei a opinião de que é confusa na exposição das ideias, não se percebendo por vezes onde quer chegar, apesar da voz e da dicção claras e do discurso aparentemente articulado. Quando se cala, ouço-me invariavelmente a perguntar “Quê? Não percebi nada.”. Vê-se bem que é de direita, é certo, mas os assuntos não parecem estar arrumados na sua cabeça e frequentemente mistura alhos com bugalhos. No entanto, no assunto «Sócrates», esta mulher é cristalina e transparente, à luz da psiquiatria, entenda-se: odeia-o. Talvez porque tema adorá-lo e/ ou invejá-lo. É grave, porém, o ódio ser de morte.

O artigo acima lincado é um bom exemplo do que acabo de dizer. Já vamos ao brilho de Sócrates no Marão, que, pelos vistos, a ofuscou. A que propósito é mencionado Pablo Iglésias, líder do Podemos, quando o tema é a inauguração do túnel do Marão e a presença de Sócrates? Responda quem souber.

[…]As democracias tornaram-se o berço de ouro dos radicais, sobretudo daqueles que a rebaixam e destratam: que melhor símbolo dessa esquizofrenia das democracias que a forma como Pablo Iglesias, líder do Podemos, se apresenta e fala nas audiências com o rei de Espanha? Sim, esse Pablo Iglesias que chega à Zarzuela com ar de quem acabou de sair da cama é o mesmo que põe laço e smoking para ir às festas do cinema e da televisão! É tudo uma questão de prioridades.[…]

Mas vamos lá então ao eterno sufoco desta mulher. Bastou Sócrates aparecer num ato oficial e pronunciar uma frases de circunstância para os microfones que logo esta alminha entrou em polvorosa e rapidamente no delírio de imaginar que, se alguém na Justiça se lembrar de não o acusar de nada, de não o julgar e, sobretudo, de não o condenar, os políticos deste país estão feitos. Siderados. O homem arrasa tudo! Isto é Sócrates visto pelos olhos dela.

O último parágrafo, que destaco para memória futura e prova da alucinação que Sócrates provocou nalgumas mentes, é do mais cruel e transparente que já li: é perigoso deixar o caso da estadia de Sócrates em Paris (será só isto?) à Justiça, não vá o homem ser ilibado ou pior, escapar mesmo à acusação de crime, não havendo sequer julgamento. Isso não pode ser. É inadmissível, pensa Helena com base na imensidão do que sabe. O melhor, o mais seguro, é acusá-lo mesmo na praça pública, no Pelourinho, e enforcá-lo. Melhor ainda: não o enforcar, mas ir enforcando para doer mais. Helena tem medo. Helena treme. Helena adora o Correio da Manhã. Helena pagará para manter o Correio da Manhã.

57 thoughts on “Não sabia que Helena Matos era accionista do Correio da Manhã”

  1. Penélope, duas perguntas.

    Glup, o Big Show SIC do túnel do Marão resume-se para ti ao que disse a Helena Matos* e à falsidade de teres visto apenas o José Sócrates «pronunciar uma[s] frases de circunstância para os microfones»?!
    (já foste ao P. de domingo e de hoje, por exemplo?)

    E é esta “a análise” que é feita a posteriori por ti no Aspirina B, igual ou pior do que a do Observador?
    (igual, pois serve apenas os instintos dos fanáticos de lá e de cá?)

    * Ao seu nível, nenhum.

  2. Valupi,

    Esta alucinada está mesmo a sugerir que a Direita mande eliminar fisicamente José Sócrates.
    É a minha interpretação desta frase imunda com que termina um texto em que se vê como ficou em pânico após a aparição de Sócrates no Marão.
    Ela já o vê a disputar as próximas eleições presidenciais contra Marcelo Rebelo de Sousa (cujo corrupio também a deixa zonza e ansiosa) e mais, ela vê-o a ganhar (a ganhar às custas da tal cratera que foi aberta ao centro do espectro político) !!!
    E se isso acontecer, ó desgraça, ó martírio, fujam todos porque a vingança será terrível, ele é Ivan O Terrível !
    Mas esta gaja não é um ser isolado, ela faz parte de uma certa facção perigosa que andou por aí à solta durante 5 anos. Agora estão com muita dificuldade de encontrar a porta dos curros. É surreal mas estes espécimes são uma ameaça para levar a sério.

    Quanto ao Manholas, foi patética a figura da Tânia Laranjo e colegas no Marão. Pareciam cães sem dono.
    E o artigo do Octávio, ui, que azia descomunal.
    Ai se o Ministro da Segurança Social resolve aplicar-lhes a LEI.

  3. Eric

    É evidente que a presença de José Sócrates no Túnel do Marão tem muitos significados e muitas consequências
    Mas este, o de deixar a Direita radical completamente em transe não é de modo algum um significado ou consequência menores.

    É claro que poderíamos estar aqui a falar do facto de a sua presença no Marão, por ser o homem mais responsável “por ter feito acontecer”, e consequentemente da forma como foi recebido pelos destinatários da obra … etc, etc, etc … significados e consequências …
    Mas olhe que o estado de histeria da Helena Matos corresponde plenamente às reacções tresloucadas de Passos Coelho e de Durão Barroso. E se começarmos desfiar o novelo por aí vamos ter a tudo que interessa …

  4. Jasmim, deverias ler o que escreveram sobre o teu comentário na box do Observador.
    Se o fizeres, ou se alguém se der ao trabalho, perceberá que o facto de uma postante do Aspirina B “pegar” hoje na tua tese de ontem não tem por onde se lhe pegue. Redundantemente, de propósito.

  5. Tanta admiração com a rainha do Blasfémias, tudo se resume a um
    amor não correspondido pois, se repararem a helena matos agarra-
    -se a aspectos circunstânciais no que, se refere a Sócrates há canos!
    Quanto à sua posição política de bezerra de direita tudo se deve a
    uma emulação com outra direitolas a tal bonifácio e porque gosta
    de champanhota!!!

  6. Sem o ódio que o Correio da Manhã, diariamente, Helena Matos e João Miguel Tavares, pelo menos, uma vez por semana, e uma série de franganotes vai espalhando em jornais e televisões, José Sócrates estaria, a esta hora, politicamente esquecido. É uma satisfação verificar que um dos principais combustíveis que mantém a sua chama política acesa, e cada vez mais acesa, é, paradoxalmente, o fel que esses desgraçados derramam no espaço público. Continuem.

  7. … «politicamente esquecido», isto merece ser discutido Lucas.

    CM, Helena e JMT e os antros respectivos ganham a vida com isto, e não é só de pilim que falamos, mas tenho imensas reservas quando o Valupi escreveu há dias no Aspirina B que o José Sócrates é o mais importante protagonista da política portuguesa actual (palavras minhas, de memória).

    Não o é, claro, seja no complexo quadro político actual onde o PS está a jogar neste momento (e, geracionalmente, o tempo não pára: Medina, Pedro Nuno etc.) seja nas especulações múltiplas que possamos promover sobre o futuro do país (em 2020 ou em 2024/26, como serão então a/s esquerda/s e a/s direita/s?).

    Se hoje estaria esquecido, provavelmente não, mas no fim da linha decerto que ele não voltará a ter um papel politicamente activo (sublinhado).

    Assino por baixo, em notário se necessário.

  8. os banqueiros roubaram milhares de portugueses com as suas tramoias.há politicos com sinais exteriores de riqueza evidentes e a vida continua para eles. josé socrates, depois de varios meses preso sem culpa formada, e agora em liberdade, pelos vistos, tinha que ir para as ilhas selvagens,para não falar com ninguém,nem ser visto ou ser cumprimentado . termino com estas palavras: os transmontanos de direita e de esquerda não compreenderiam que o mesmo fosse inaugurado sem a sua presença. a partir de ontem a vida dessa gente nunca mais será como dantes.bem haja josé socrates e o povo o povo portugues que sem queixume,não se importou que parte do dinheiro dos seus impostos tenha sido lá gasto.há uma excepção de nome passos coelho,que para ir ao pote fartou-se de falar nas obras megalómanas. há mais alguma construida com esta dimensaõ? as auto estradas de socrates foram tambem todas para o interior.

  9. Scarlett: Cathleen, who’s that?
    Cathleen Calvert: Who?
    Scarlett: That man looking at us and smiling. The nasty, dark one.
    Cathleen Calvert: My dear, don’t you know? That’s Rhett Butler. He’s from Charleston. He has the most terrible reputation.
    Scarlett: He looks as if… as if he knows what I look like without my shimmy.

    Do que a Helena Matos, uma southern belle das Avdas Novas, precisa é de sexual healing.

  10. Gosto da maneira de escrever de Helena Matos. Presumo que para quem escreve, como vexa, nao seja o exercício que mais gosto de ler , ataques a outros escribas; ja nao acho mal debater argumentos e assuntos, e para nos leitores, ver outros argumentos e mesmo o que mais nos interessa. Talvez a ideia seja atiçar a turba contra os terríveis inimigos (direita?) e compense. Mas e muito reles acredite.

  11. ò cristóvão, já tinhamos percebido que gostavas de te lambuzar com merda, mas era escusado vires para aqui limpar a beiça. um ganda avé caralho pra ti e para o cabrão to teu amigo bolicoiso.

  12. “ele não voltará a ter um papel politicamente activo”

    Ó Eric, a política não é só exercício do poder, é também participação cívica. A denúncia da infâmia, o exemplo de resistência e firmeza, e o farol na cara dos filhos de puta que pululavam na escuridão desta cidade, sem sabermos, que a situação de José Sócrates proporcionou, são contributos políticos importantes para a História da política portuguesa. E já ninguém lhos pode negar.

  13. “ele não voltará a ter um papel politicamente activo”

    Eu é que gosto destas sentenças definitivas sobre o futuro !!!

    Quem sabe que loucura nos virá a todos tentar ?

  14. Se o Sócrates fizesse o favor, mesmo vendado e de nariz tapado, de se meter na cama com esta tiazona, ela melhorava. Porque o problema só pode ser esse. O Freud é que sabe.

  15. leiam esta merda dum gajo que chegou a governante por serviços de arruaceiro à democracia (via cavaco) e vejam se não vomitam logo no 1º §. enquanto houverem olindas & éricos para consumir estas análises profundas, haverá espaço para lenas matos, tavares & sucedâneos.
    http://ionline.sapo.pt/509949

  16. Lí o artigo, o gajo tem cara de lingrinhas e utiliza sofisma, como toda a gente sabe, o governo não é contra o ensino privado nem quer encerrar colégios privados, apenas pretende colocar cobro a um escândalo que é do tamanho do Brasil, e que consiste em o ensino privado ser financiado com dinheiro público, portanto, negócios privados financiados pelo Estado .
    Aliás, a maior parte desses colégios tem ligações à Igreja Católica, e daí que o CDS e o PPD/Partido Coelhónico, naturalmente aproveitem a bengala para atacar o governo.
    Vai ser um deus-nos-acuda para tirar a mama, por exemplo, ao Colégio de Nossa Senhora dos Pirolitos . Tantos anos já passados e ainda não se conseguiu estabelecer de uma vez por todas, a separação entre o Estado e a igreja católica. A superstição continua a reinar, pescadores naufragados são resgatados do alto mar e os resgatados, vão agradecer a N. Sr.ª de Fatima, em vez de irem agradecer ao piloto de helicóptero que os os localizou e recolheu do alto mar .
    Uma lástima. Oremos .

  17. Que homem e camarada era, para o feliciano, o aplaudido e incentivado grande mário nogueira nos tempos em que espreitava diariamente para fazer arruaças a Sócrates ou semanalmente montava e agitava uma manif de profs pcp, blocas e psd para pedir o fim Sócrates.
    Que felicidades feliciano sentias quando as tuas professoritas desciam a AV. da Liberdade dançando e gritando histerizadas como loucas bacantes, em cortejo báquico seguindo o seu e teu deus dionísio mário nogueira, pedindo a cabeça de Maria de Lurdes e a a cabeça, tronco e membros de Sócrates.
    Como tu eras feliz e o mário era o teu herói que depois foi teu padrinho colocando-te novamente na posse do pote tão querido teu e da tua gente.
    Foi mesmo, o mário desse tempo era a tua querida helena matos. Desempenhava o mesmo papel da helena sempre contra Sócrates. Nesse tempo o mário era um deus destruidor que arrastava atrás as pequenas, médias e grandes bacantes helenas matos enfurecidas contra Sócrates.
    A helena continua a mesma bacante que, louca fascinada pelo Homem impossível o quer esquartejar e comer o seu corpo como, no mito, fizeram a Penteu.
    Muito provavelmente a helena, dada a sua fixação, acorda todos os dias, desiludida, do sonho tido no qual apanhara e despedaçara, lutando como uma guerreira amazona contra a s outras guerreiras bacantes, pela posse e exibição triunfal do sexo de Sócrates.

  18. antonio cristovao: Mas você pode aqui “debater” a frase citada da Helena Matos, a de que não é boa ideia a Justiça resolver o problema de Sócrates. Pode talvez especificar. Força nisso, homem.

  19. o problema da porteira helena são os que se esganiçaram menos e obtiveram mais. o joão tavares foi abençoado pelo vitor gaspar, então ministro das finanças, que o tirou de arrumador no parque do diário de notícias e lhe deu direito a estacionar nos parques das televisões, até o badocha amorim conseguiu passar na porta do parlamento, enquanto a gaija não passa de porteira de serviço em pugramas de ressabiados para ressabiados. daí as amarguras, da pírua com ambições a patroa, no que escreve, diz, transpira e veste entre o parolo suburbano e o sofisticado kitsch judite soiza. a sorte do telespectador é aquela merda não ter cheiro e a dos leitores é comerem as castanhas sem ler a embalagem.

  20. ò penélope, o cristovão não debate nada. o cristóvão só sabe grunhir uns acordes, poucos, tipo lá-lá-lá, dumas cenas que conseguiu soletrar no prepúcio dos roteiros do bolicoiso.

  21. Jasmim, passando mais uma vez por cima das tuas tiradas piolhosas, exactamente o que é que não percebeste?

    Se quiseres fazer uma cronologia comparada preenches os quadradinhos, depois de o fazeres, e a cada momento, poderás especular sobre os cenários possíveis que quiseres.*

    Faz um esforço: o acordo parlamentar é de 2016: idem, o PR vai até 2021 ou 2026.

    * Sócrates está out, sabes disso?

  22. Ó Lucas, é inútil ensinares a missa ao padre. Quer dizer, eu sei (mas há quem não o consiga fazer, vide supra).

  23. A história secreta da #geringonça, excelente trabalho do Expresso online.
    2016-05-10-A-historia-secreta-da-geringonca

    Cristina Figueiredo
    Paulo Paixão
    Rosa Pedroso Lima

    &

    HÉLDER OLIVEIRA
    (ilustração)

  24. um trabalho de merda dos espessos, qualquer estagiário com imaginação que lesse a imprensa, no raio de 30 dias das eleições, faria uma redacção igual, semelhante ou parecida. citar fontes anónimas para credibilizar a treta é uma manobra direitola para fazer crer que sabem muito e que há gajos na coligação que dão com a boca no trombone são ricardices de quem anda a ver passar combóios convencido que vai lá dentro.

  25. ignatz,
    Precisamente, também comecei a ler a coisa e logo passei a olhar de través pela composição esgalhada à la mode de “cm”, enfeitada pelas espertezas ricardolas a querer fazer crer que esteve por dentro do conhecimento do assunto em pormenor mas que, uma leitura mesmo rápida, detecta logo a intrujice da longa redacção.
    O que a manta de retalhos, retirados da imprensa e colados pelos pouco imaginativos da impresa, não fala e está no fundamento do acordo que foi possível agora é o facto histórico passado e brutalmente negativo para toda esquerda que foi o chumbo do PEC IV. Esse sim, foi o pai e a mãe deste acordo pois todos tremeram face à possibilidade de mais 4 anos 4 de passos e portas à frente dos destinos do país.
    A quem iam agora o pcp e o bloco culpar por nova viabilização de um governo já reconhecido como salazarento?

  26. Ignatz, quem ainda tem a idade mental de adoradores de bambis como tu exibiste no Aspirina B naturalmente que acha «bué» o cartoon. Já sobre o resto, está quieto que muitas letras juntas precisam de atenção, cenas dos (intelectualmente) crescidos.

    Entretanto ficou também explicado às massas de onde vem a tua admiração pela Ana Malhoa, bué de tenrinha.

    https://www.youtube.com/watch?v=hztvti2Sj6Y
    ( como diz o Wally West no Youtube: «Isto foi aí à 18 anos e 5kg de silicone atrás…», mas diverte-te amiguinho)

  27. José Neves, as «espertezas ricardolas a querer fazer crer que esteve por dentro do conhecimento do assunto em pormenor» são bastante despropositadas (o que é típico em ti, pois o Ricardo Costa anda agora na SIC).

    Notas ao vento, importantes. A Cristina Figueiredo acompanhou durante anos o PS, o Paulo Paixão acompanha o BE e a Rosa Pedroso Lima o PCP. Melhor no Expresso era impossível, pois.

  28. Adenda, a pena de João Garcia no Expresso.sobre a próxima edição da “Visão”.

    «Com reações fortes, este texto regista a forma como a protagonista diz ter vivido e sentido o que a envolveu no Processo Marquês e foi a forma que encontrou para, segundo afirma, reagir às acusações que lhe fazem. Diz que o escreveu com “repugnância” e “tristeza” já que se sentiu obrigada a entrar em domínios da sua vida privada.»

    Aqui: http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-05-11-Diretor-da-Visao-explica-a-capa-com-esclarecimento-de-Fernanda-Cancio

  29. “A 3 e 4 de outubro, nuns casos, a iniciativa dos contactos parte do lado do PS; noutros, é do Bloco. Segundo relata agora um dos envolvidos nas conversações, elas foram no máximo do conhecimento de três a quatro pessoas em cada partido. O relacionamento é feito sobretudo por telefone. Naturalmente, nele participam António Costa e Catarina Martins, mas não falam entre si. Há também encontros presenciais.”

    este § é o máximo, deve ter sido redigido pelo róró teixeira depois de ouvir umas escutas telefónicas aos amigos do costa e da catarina.

  30. A Nanda veio com este paleio agora porque deve estar (ou esteve) em causa a constituição dela (ou não) como arguida. Esta entrevista é uma tentativa (ou é a contrapartida) efectuada sobre (ou a ser dada) ao Ministério Público para NÃO ser constituída arguida, ao contrário da Sofia Fava.
    A Fava é mãe dos filhos e além disso deve ser um osso bem duro de roer. Pelas escutas telefónicas percebe-se que o RoTex e o CAlex devem ter trepado paredes quando a interrogaram, e assim sendo ora toma !
    A Nanda deve ter ido para lá chorar no colo do Patilhas e do Ventoinha e esta entrevista deve ter sido o preço a pagar pela sua libertação …
    Isto digo eu que não conheço o conteúdo da dita cuja, apenas li a capa e não gostei de uma frase que lá está.

  31. Mas agora faço uma reflexão muito mais importante que esta.
    Depois da gloriosa inauguração do Túnel do Marão que deixou a Direita à beira de um ataque de nervos (imagino o estado em terá ficado a Troika de Investigadores) é este o contra-ataque ??????
    Que fraquinhos que eles estão, não acham ?
    Já gastaram toda a nitroglicerina ?
    A sério ? já não têm mais bombas para estoirar ?
    Parece que não !

  32. É. O contraste entre o activismo dos Jugulares enquanto José Sócrates foi Primeiro Ministro, até atingirem os seus objectivos fracturantes, a prontidão pavloviana com que sempre acorreram a qualquer arranhão que algum polícia tenha feito num bandido e a indiferença com que assistiram ao seu enxovalhamento em praça pública, permitido (promovido) pela justiça portuguesa, é um bocado confrangedor. Uma espécie de pastilha elástica que se mastiga e cospe fora, na melhor tradição utilitarista que caracteriza a tribo a que pertencem. Que falta faz João Pinto e Castro a esta cidade.

  33. Jasmim, estás a difamar e caluniar a Fernanda Câncio. Estás, portanto, a imitar aqueles que dizes combater no que a Sócrates diz respeito. Aconselho-te a teres mais respeito por ti própria. E aviso-te de que não permitirei que continues a caluniar a Fernanda.

  34. Não estou a caluniar ninguém.
    Estou a fazer a minha interpretação para a saída desta entrevista nesta altura.
    É mais um momento extremamente curioso !
    E o Manholas lá está, a dar destaque à frase que justifica a existência desta entrevista.
    Não nasci ontem e quem não quer ser lobo que não lhe vista a pele.
    Isto é um mundo muito cão, mesmo.

  35. Além do mais esta entrevista da Fernanda Câncio vale ZERO em relação áquilo que ela diz ser o seu objectivo. Na minha opinião até vale menos que zero. Vale menos um, ou menos dois, sei lá, porque tem o resultado oposto ao supostamente pretendido pela entrevistada. Já ninguém falava da Fernanda Câncio e se continua a não ser arguida mais lhe valia estar calada e não dar entrevista nenhuma. Assim só consegue o contrário daquilo que diz pretender, o que das duas uma: ou é uma burrice é uma um frete.
    Cada um que escolha, a mim tanto me faz.

  36. Jasmim, a tua interpretação é caluniosa. E revelas ter um entendimento completamente paranóico do processo judicial e seus inerentes procedimentos para todas as partes. Basta lembrar-te de que o texto da Fernanda nasce das tentativas do CM para a envolver como arguida no processo mais as sistemáticas calúnias contra ela que tem lançado. No seu texto também aparece a denúncia da cumplicidade do MP com crimes. Esta parte, pelos vistos, ainda não tiveste oportunidade de ler.

  37. Não, não li. Aliás se fores acima reler o que escrevi eu disse que não li.
    O que me saltou à vista foi uma frase assassina.
    Entretanto já li alguns excertos e a coisa só piorou.
    A Câncio tem todo o direito de fazer o que acha que é melhor para si (tal como outros fizeram), e eu tenho o direito de pensar o que quiser sobre o assunto.
    Só quem não souber como funcionam o MP e a Justiça em Portugal pode neste momento não ter um “entendimento paranóico” deste e de muitos outros processos judiciais.
    A título de exemplo eu gostaria muito de conhecer o nome dos juízes da Relação e o acordão que pôs hoje o José Veiga cá fora. Só por mera curiosidade. Só a título comparativo. Ou isto ou anda tudo em roda livre ou é uma imensa feira da ladra.

  38. Valupi, em todo o caso os teus comentários não resumem obviamente tudo o que a Fernanda Câncio escreve na Visão ou o… que cita (e citar aqui sem mais nem menos é escrever também, se calhar mais importante no caso vertente).

    [… e é nick, assim.]

  39. poizé, o teu modelo de excelência jornalística é fabricação de aldrabice para alimentar bovinos como tu. alguns já te topam à distância, os restantes não devem demorar. vai pensando noutro nick.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.