Momentos altos de televisão

1. Ontem, na SIC-N, Mário Crespo conversava com Maria João Avillez sobre a entrevista de Passos. A conversa prosseguia amena, como não podia deixar de ser, com Maria João a controlar mais do que o habitual o tom laudatório com que comenta as intervenções deste filho de médico. Mesmo assim, às tantas, pergunta Crespo, não se contendo: “Estaremos perante um novo Sá Carneiro?”
Devo dizer que a resposta esteve muito longe, tão longe do Sim, que foi um enfático e repetido Não… Tontice nem sempre é sinónimo de burrice.

2. Também ontem, noutro canal, o deputado Carlos Abreu Amorim, que, devido à sua compleição física, tem riscos de enfarte, mostrou como se disciplina para preservar a saúde e a receita é muito simples: não pronuncia o nome de José Sócrates em nenhuma circunstância. Tendo jurado a si mesmo que não o faria, mesmo quando parece incontornável para efeitos de acusação, ontem cumpriu e não o fez. O resultado foi hilariante. Valha-nos Zeus, que o peso das superstições ligadas a Satanás ainda é grande.

7 thoughts on “Momentos altos de televisão”

  1. juntou-se a aviddez com a vontade de comer do crespim e mais o apetite do cabreu na defesa do regime. resumindo: uma puta, um cabrão e um insuflável.

  2. Se a pitonisa cavaquista nega que o Coelho possa vir a ser um Sá-Carneiro, estamos conversados. Quanto ao Amorim deputado, desde que utiliza o Blasfémias como fonte de propaganda para dizer onde vai receber umas coroas em palestras e apelar à presença dos incautos parece que tem tempo disponível a mais para tratar de assuntos relevantes.
    Não há nada como um tachito para os manter satisfeitos.

  3. O Crespo, a Avilez e o Amorim cheiram mal da boca. Quando chegar a TV com cheiro o Balsemão vai ter que tomar medidas profiláticas, se não é a debandada.

  4. SEmpre a considera-los,concordando a 1000(mil)% com os vossos comentários.Bem hajam por estarem lucidos em tempos de inlucidez.Para os antigos-asfixiados,puta que os pariu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.