Após a heresia, Barroso renova os votos de fé em Merkel

“What is happening in France and Portugal is not Merkel’s or Germany’s fault … The crisis and their problems are not a result of German policy or the fault of the EU. It is the result of excessive spending, lack of competitiveness and irresponsible trading in the financial markets,” he said.

He added that Chancellor Merkel is “one of the only [leaders], if not the only leader at the European level who best understands what is going on.”

(Barroso, em entrevista ao jornal alemão “Die Welt am Sonntag“)

A Europa é dirigida por lacaios sem orgulho nenhum, cujo único objetivo é assegurar futuros lugares. O que aconteceria de tão grave se Barroso, o presidente da Comissão Europeia, mostrasse alguma dessintonia em relação a Angela Merkel, sobretudo agora que milhões de desempregados e pobres forçam a entrada nas folhas Excel? Possivelmente algo de bem melhor do que aquilo que está a acontecer neste momento em muitos países europeus, cada vez mais em quase todos. Possivelmente também uma melhor imagem pública do próprio. Ah, mas talvez perdesse a oportunidade de uma terceira candidatura ou o apoio a um novo cargo internacional, ambos desfechos importantíssimos para o problema de dezenas de milhões de cidadãos europeus.

7 thoughts on “Após a heresia, Barroso renova os votos de fé em Merkel”

  1. “It is the result of excessive spending, lack of competitiveness and irresponsible trading in the financial markets,”

    spending = ferrostaal, steyr-daimler-puch, siemens, hugo-boss, mercedes, míele (contrapartidas alemãs para a autoeuropa, continental, bosch, enercon se manterem cá e beneficiarem de fundos comunitários destinados a portugal)

    competitiveness = opel-azambuja, rohde-feira, steiff-oleiros, bawo-estarreja (deslocalizações)

    irresponsible = deutschebank, commerzbank (swaps)

    o valor dos negócios das 15 maiores empresas alemãs que produzem em portugal é de 4,5 mil milhões e o schauble quer cortar 6,0 mil milhões, faz sentido na óptica do colonizador, mas ainda não chagámos à madeira.

    http://expresso.sapo.pt/ha-mais-de-300-empresas-alemas-em-portugal=f765873

  2. Como se não bastasse a tragédia “um governo, uma maioria, um presidente”, ainda temos que gramar na UE um presidente da comissão. A direita faz o pleno e torna-se descarada.

    Por seu turno, uma parte da esquerda faz de tudo para ser oposição (oposiçãozinha, moderada, diga-se) à direita. Outro descaramento: oposição, oposição, é ao PS.

    No actual contexto, uma esquerda digna da história que transporta, não deveria retratar-se, emendar a mão?

  3. É o tempo dos cipaios, Penélope. Gelatina em estado puro, ainda que a matéria-prima seja constituída por coliformes fecais de ratazanas de esgoto.

  4. roteia,essa oposiçao sofre de doença incuravel.gostam de levar no focinho! só conseguem cicatrizar as fridas, quando empurram o ps para a oposiçao!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.