Este mundo ainda consegue tocar-nos de maneiras inesperadas

De que sente mais saudades uma menina angolana nascida na República Checa, com um avô alemão e quatro anos de Portugal?
“Da neve”.
Ouvido hoje na TSF, numa bela reportagem a propósito de escolas com miúdos de várias nacionalidades.

2 thoughts on “Este mundo ainda consegue tocar-nos de maneiras inesperadas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.