Confirma-se o sacrilégio


Já houve mundos a acabar por menos: “Jobs unveiled the first Intel-based Mac, an updated iMac. The machine will come in the same sizes as its Power PC processors and will cost the same, but Jobs said it will be two to three times faster because it uses Intel’s dual-core Duo chip.” E lá entra o bicho maldito nas nossas lindas maçãs.
De seguida, porque não suporto ver uma tal imagem afixada aqui, podem ver o momento em que o CEO da Intel, num grotesco disfarce que denuncia a sua aliança com as forças do Mal, entrega o primeiro processador a Jobs. Bem; pelo menos não é um Pentium…


6 thoughts on “Confirma-se o sacrilégio”

  1. O Mac sobreviverá a tudo e a todos. Acompanha-me há uma década e será o computador dos meus filhos.

  2. Sinceramente não vejo qual o drama, se a Mac é tão boa, então continuará o bom trabalho. Se optou pela Intel, é porque é a melhor opção.
    Afinal quem sabe ao certo de onde vêm os processadores actuais (Motorola made in china)….

  3. Sinceramente não vejo qual o drama, se a Mac é tão boa, então continuará o bom trabalho. Se optou pela Intel, é porque é a melhor opção.
    Afinal quem sabe ao certo de onde vêm os processadores actuais (Motorola made in china)….

  4. É uma cena atávica, Júlio: a MacMalta passou anos e anos a rezar pragas ao império Wintel e agora isto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.