Metáfora escaquística

Se o debate Manuel Alegre-Cavaco Silva fosse uma partida de xadrez, seria aquilo a que se costuma chamar “empate de salão” — um nulo insosso, sem qualquer risco ou rasgo, selado com salamaleques mútuos algures entre o décimo quinto e o vigésimo lance.

One thought on “Metáfora escaquística”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.