É O FERNANDO PESSOA, ESTÚPIDO!

fp.bmp

Hoje, no dia em que se assinalam os 70 anos da morte de Fernando Pessoa e que a sua obra cai no domínio público, o É A CULTURA, ESTÚPIDO! “ressuscita” o mais importante poeta português do século XX em mais um debate no Jardim de Inverno do Teatro São Luiz, pelas 18h30. Entre outros temas, discutir-se-á a forma como o legado do escritor será recebido pelas próximas gerações. No centro das conversas estará ainda o futuro da própria ideia de literatura e o lugar que esta poderá ocupar na cada vez mais vasta panóplia de oferta cultural. A sessão, organizada em parceria pelas Produções Fictícias e pela Casa Fernando Pessoa, será moderada por José Mário Silva, com Pedro Mexia no papel de “agente provocador”. Os convidados especiais são José Afonso Furtado, director da Biblioteca de Arte da Fundação Gulbenkian, além de especialista em questões da Edição no mundo digital e novos suportes para o livro; Richard Zenith, tradutor, investigador e editor de Fernando Pessoa; Manuela Parreira da Silva, professora da Universidade Nova de Lisboa e elemento da equipa que tem estudado e editado o espólio do poeta; e Fernando Cabral Martins, ensaísta, “pessoano” e um dos responsáveis pela Pós-Graduação em Edição de Texto da Universidade Nova de Lisboa.
Antes da sessão, o Teatro Municipal de São Luiz e a Casa Fernando Pessoa desafiam actores, autores, artistas e outras personalidades para virem ao Jardim de Inverno, entre as 16h00 e as 18h30, para lerem um poema, à sua escolha, de Fernando Pessoa. A sessão é aberta ao público. Entre muitos outros, estarão presentes Gonçalo M. Tavares, Fernando Pinto do Amaral, Graça Lobo, Nuno Lopes, Sérgio Godinho, Inês Pedrosa, Virgílio Castelo, Pedro Lomba, Rogério Vieira, Sofia Grillo, Manuel Marques, Carlos Martins, Jorge Vaz de Carvalho, Pedro Mexia, José Mário Silva, Nuno Artur Silva, Sílvia Pfeifer, Custódia Gallego.
Para encerrar as comemorações, e assinalar os 12 anos da Casa Fernando Pessoa, será apresentado o espectáculo «Wordsong/Pessoa», pelas 21h00, na Casa Fernando Pessoa.

[Todas as informações sobre o «É a Cultura, Estúpido!», bem como os relatos das sessões, encontram-se no blogue do projecto, aqui.]

2 thoughts on “É O FERNANDO PESSOA, ESTÚPIDO!”

  1. Bem….«E a cultura…estúpido» tem o seu acento de interesse. Porém, até os estúpidos têm cultura, ou não fosse a «coisa» tão subjectiva. Sócrates é estúpido e tem uma espécie de cultura – a de enganar.

    Cavaco é outro estúpido e tem uma espécie de cultura – a de fingir que nada sabe do que se passa, mas com ares de vidente quando as cosias acontecem »eu avisei que ia acontecer».

    Mário Soares é outro estúpido – pôs-nos na UE, mas é sem dúvida um homem com cultura – esteve no exílio e aprendeu a falar francês.

    O Valupi também é estúpido mas tem uma cultura curiosa – quere ensinar-nos a não ter medo dos nossos órgãos sexuais.

    Passos Coellho é estúpido, mas tem a cultura impingida pelo Angelo Correia.

    E os exemplos sucedem-se.

  2. Hipocrisia europeia

    Os governos europeus democráticos…
    têm a laboração em precariedade… 12/03/2011
    mas… compactuam com os opressivos asiáticos!
    a crise também é causada por esta verdade.

    Eles é que têm o dinheiro…
    à conta de condições desumanas!
    por cá nenhum foi parar ao cangalheiro…
    ás tantas come-se chineses em bifanas.

    Depois é aceitar certa gente…
    e nem se interrogam do seu historial!
    o povo é assaltado de repente…
    muita miséria se vê em Portugal.

    Comecemos pelos pontos fulcrais…
    um deles é a segurança social…
    Há reformas chorudas de mais…
    para bem de uns… passam outros mal.

    O ministério do trabalho não funciona…
    são muitos os contractos precários…
    enfiam-nos um barrete ou uma boina
    e é assim que se explora os otários.

    É muito apadrinhamento…
    e «toda a gente» compactua…
    vê-se doutores do desalento…
    esta verdade é: nua e crua.

    Escreverei até que a escrita me doa…
    até os dedos ficarem cansados…
    a democracia anda à toa…
    os governantes… parece que andam embriagados.

    Veja a minha história no Google sff : elisiopanao
    Elísio Panão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.