12 thoughts on “Pistis Sophia”

  1. Sempre a achei a mulher mais atraente do mundo. Agora incomoda-me que esteja, aos 71 anos de idade, como estava aos 40. Não pode ser verdade e eu não ando com mulheres que me mintam.

  2. Aldeia das viúvas

    Creio não ser novidade que as mulheres vivem mais tempo que os homens. Já li algo sobre o assunto, mas não me lembro onde e quando. Porém, se dúvidas tivesse, elas ficariam desfeitas ao visitar a bonita aldeia beirã de Monte do Trigo, no concelho de Proença-a-Nova. Só recentemente me apercebi de que grande percentagem dos habitantes, já de idade avançada, é formada por mulheres. Poderia apresentar uma estatística de toda a aldeia (é pequena), mas limitei-me a contabilizar a Rua da Sobreira: das dez casas lá existentes, sete são habitadas por viúvas. Esta realidade pode ainda ser confirmada no cemitério da aldeia – aos domingos, a percentagem de mulheres é muito maior que a dos homens.
    Vultos negros vagueiam pelas ruas. Quando nos cruzamos, a conversa desagua quase sempre nos males de que padecem – os da alma e os outros. Recentemente, formaram uma pequena comunidade e rezam o «terço» ao fim da tarde. Depois, recolhem e não saem mais, porque o perigo de assaltos já não é exclusivo das grandes metrópoles.
    [Gosto de visitar a aldeia, mas sou incapaz de viver lá muito tempo. Ao fim de uma semana, o lado urbano chama por mim. Mas faz-me bem respirar ar puro e dialogar com gente de outras vivências.]
    As viúvas são pessoas tristes. Toda a vida amaram «aquele» homem e vivem das lembranças do passado. A religião católica é a sua âncora, mandam rezar muitas missas em memória dos falecidos.
    Quando estou na aldeia, fico com a mente disponível para a reflexão. Não acredito em deuses, mas dão muito jeito… Que seria destas mulheres sem o seu deus protector?!

  3. Dá realmente que pensar… Podendo ser uma lindíssima mulher de 70, e aí não teria muitas rivais, para que vai querer rivalizar com uma geração tão distante? Conheço uma senhora que quando lisongeiramente lhe dizem “Ah, tirava-lhe 10 anos!” costuma responder: “Não me tire nenhum que me fazem muita falta e gosto deles!”

  4. Muito bom ver as mulheres quebrando o tabu da idade…nao sei se isto se traduz em vida sexual ativa depois dos setenta mas….é bom saber que a auto estima pode prolongar-se um pouco mais de tempo.Pena que ainda sejamos julgadas pela aparencia….acho um peso,um fardo isso de ter que ser bela o tempo todo ,a vida inteira…Quem disse que beleza traz felicidade?E a pernonalidade,o trabalho,a vida em si?Bem,de qualquer forma,melhor ser sex simbol aos setenta do que viver uma vida anulando-se mas…será que ela ainda é desejada???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.