Vinte Linhas 729

Eusébio – Uma canhestra tentativa de reescrever a História

A imagem de Eusébio da Silva Ferreira com a camisola do Sporting de Lourenço Marques vem provar que foi de facto o Desportivo que o rejeitou pois o seu amplo sorriso não engana. Aquela história de o Sporting de Lourenço Marques ser (para Eusébio) um clube racista que tratava mal os negros e os mulatos lembra a do alto magistrado da Nação que repetiu sobre os seus rendimentos algo como «Mil e trezentos euros, ouviu bem?».

Estão bem um para o outro, equivalem-se no discurso destrambelhado e fora das coordenadas da verdade. A verdade é que nem o presidente de alguns portugueses ganha 1.300 euros por mês nem o Eusébio foi tratado com maldade ou desprezo no Sporting de Lourenço Marques. Aquela patacoada de dizer (hoje) que falou com o treinador do Beira-Mar para não marcar (nos anos 70) grandes penalidades ou livres contra o Benfica, é apenas uma canhestra tentativa de ele (Eusébio) se tornar simpático ao terceiro anel do SLB. As pessoas percebem que falar assim do que se passou na cidade de Aveiro e (já agora…) em Tomar é uma maneira canhestra de tentar esquecer quem é que (em Lisboa) de facto não lhe proporcionou um fim de carreira digno no Benfica.

A História só existe com documentos, sem documentos existe a lenda. Apenas isso. Esta fotografia é um documento e prova que o Eusébio mentiu quando se referiu ao Sporting de Lourenço Marques. Bastaria a lei ser diferente em 1960 para ele já não ser menor e assim já não dependia da mãe para assinar. Muitos de nós ainda sabemos que só aos 21 anos se podia tirar a carta – por exemplo. E muitos foram emancipados pelos pais para esse efeito. O Eusébio com 70 anos é que já não vai a tempo de se emancipar destas patacoadas tristes.

12 thoughts on “Vinte Linhas 729”

  1. oh marreco! tás a falar de quê? não há ninguém na tua família que te interne ou família abastada que te adopte. podias ir queimando os livros que não vendes para ver se isto aquece.

  2. O Eusébio foi enrolado pela pouca vergonha que a politiquice e jornalismo nazional actual sem classe e sem vergonha nos enrola a todos.

    Aliás, enrolados em papel de jornal daquele com que antigamente ainda usavamos na casa de banho, por motivos ecológicos.

    E sobre o cotão dos bolsos de Cavaco Silva, é bom que se torne moda, a ver se os colegas dele fazem o mesmo, ponham todos os trocados em cima da mesa.

    É que nem as acções do BPN deixaram de ser analizadas.

    Claro que isto é um ponto de vista de quem vê o Sporting como uma cópia do país.

  3. vê lá se te queixas das transferências da brigitte bardot para o centro comercial de belém ou do dótor broges para presidir a comissão de saldos, duas perdas irreparáveis no fmi, não sei se a lagardére se aguenta sem estes melros.

  4. Oh escrevinhador de meia tigela e fanático dos lagartos. Não acertas uma. O que tu tens e se reflete neste arrazoado sem nexo e mal escrito é a tua dor de corno por o Eusébio te ter mandado às malvas e os lagartos às urtigas. Não te cabe na caixa corneana que Eusébio o melhor jogador português de sempre tenha jogado no glorioso.
    Mas tinhas tantas coisas em que falar para comparares com o teu PR e logo foste buscar um símbolo do futebol português que pretendeste achincalhar. Mas quem sai merdoso e a meter nojo é quem não tem o mínimo de senso e de respeito pelos outros. Fala do Casal Ribeiro da Sacor que tinha legionários a proteger as instalações da Sacor e era diretor do teu clube. Fala do Gois Mota que entrava na cabine dos árbitros de pistola em punho.Fala do Azevedo a quem vocês trataram mal depois de ser o melhor guarda-redes da sua é poca e acabou por se transferir para o Oriental. Fala do Pinto da Costa com quem vocês se dão e são grandes amigos. Põe aqui as suas escutas telefónicas. Diz-me com quem andas…

  5. Quando o Eusébio veio para o Benfica, era presidente do glorioso um grande e honrado colonialista e dado às políticas africanas salazaristas e pidescas.

    Era da familia Vieira de Brito esse presidente do clube dos 6 milhões de gente feliz.

  6. Essa do “amplo sorriso” do Eusébio é cómica. A mim parece-me que ele está com ar de quem precisa de ir à retrete. Mas mesmo que se estivesse a rir à gargalhada para o fotógrafo, o que é que isso provava em relação ao racismo ou não racismo do clube dele? Aliás, naqueles tempos, a maioria dos brancos de Moçambique (e até dos monhés e chinocas) eram racistas. Muitos deles ainda hoje o são…

    O Sporting foi comido no caso Eusébio porque 1) o Benfica actuou de forma golpista e mafiosa, porque 2) o rapaz e a mãe do rapaz, bugiando-se para a palavra dada, escolheram o clube onde julgaram ouvir mais dinheiro a tilintar e porque 3) a coisa foi mal conduzida Lisboa e em Moçambique pelos leões.

    Embora se desconheçam certos pormenores (e não nos possamos fiar em historiadores com clubite aguda), dá para ver que os nabos do Sporting deixaram fugir a caça. O Sporting sabia que ele era um jogador muito prometedor, talvez um fora de série, mas se calhar nunca imaginaram que ele ia marcar os tais 733 golos em 745 jogos oficiais em toda a sua carreira. Porque se tivessem imaginado só metade disso, tinham mandado alguém competente e com plenos poderes a Lourenço Marques para assegurar a assinatura, garantir o embarque e acompanhar a estrela e a mamã até Alvalade. Ficou-lhes a lição para o futuro. Só têm é que fazer o mesmo ao Benfica, se é que não fizeram já…

  7. Oh sportinguista ateu o que é isso de colonialista? Tiveste poucos nas tuas hostes para estares a lembrar coisas tristes? fala do Sousa Cintra. Como é que enriqueceu. Queres saber? Vai ao Algarve ver as urbanizações incompletas que lá deixou. Vai ao Pinhal Novo ver a merda do bairro Cintra. Como é que um tipo que andava a carregar no botão do elevador do Tavares Rico enriquece da noite para o dia? Como vês não é preciso ser colonialista, ou melhor, pode-se ser colonialista aqui mesmo. E tens lá mais. O outro que não lembro o nome mas sei que era da Comundo. Conheces? E o Gonçalves também conheces?
    O que eu contesto ao jcm é ele ser um grande lagarto e depois não tem nada para falar da lagartagem e vem falar dos outros como se lá em casa não tivesse telhados de vidro.
    E o Matateu que vem dizer que os lagartos não se pusseram a pau, deixaram-se levar. Mas para que é que eles queriam o Eusébio. Tiveram lá o Figo e foi-se, o Futre, o Simão, o Ronaldo, o Moutinho (o fruta podre), e muitos outros e tratam-nos tão mal que à primeira eles se querem ver livres desse clubeco.

  8. Ó anónimo 2, quem é que te disse que os presidentes pós João Rocha, são gente decente?

    Ó anónimo 2, porque é que dizem que Eusébio disse que no sporting eram racistas?

    Tambem podia dizer o mesmo dos benfiquistas, porque os argumentos podem ser iguais.

    Claro que eu não ouvi essa boca ao Eusbio.

  9. Eu não digo que as pessoas no Sporting são racistas. Em Moçambique e não só a maior parte dos portugueses que lá viviam eram racistas. Ponto final. E assim sendo, se calhar também estavam dentro do Sporting como do Benfica. E o que é que tem o Eusébio dizer isso? O Eusébio é pessoa que não estudou, teve pouca educação e portanto tem dificuldade em expressar-se. Para quê vir este jcm armado em educador das massas tecer considerações sobre esse assunto? Para quê deitar achas na fogueira se o tema não interessa para nada? Só interessa ao jcm que para além de racista, esse sim um GRANDE racista e também um fanático dos lagartos.
    Portanto se ele não tiver juízo como parece que não tem haverá sempre alguém que lhe mande umas arrochadas bem aviadas e merecidas porque um homem que se diz culto não deve ser rasteiro quando fala de futebol.

  10. Anonimo 2 certamente tinhas toda a tua família em moçambique para saberes que havia assim tantos racistas por lá e não só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.