Vinte Linhas 649

Muito longa memória para José Guilherme

No dia 29 de Julho morreu um grande amigo meu e eu não tomei conhecimento dessa morte nem no próprio dia nem nos dias a seguir. Soube hoje de maneira insólita, através do seu telemóvel. Falei com a viúva que me explicou um pouco do seu sofrimento mas nem o modo simpático como fui atendido me afasta do sentimento de ter andado distraído desta amizade nos últimos meses. Conheci o Zé Guilherme em A BOLA há muitos anos ainda ele não era delegado em Portugal da Federação Europeia de Historiadores e Estatísticos de Futebol. A vida deu algumas voltas e em Janeiro de 1997 fui para a redacção do Jornal Sporting. Grandes conversas nós tivemos nas manhãs de quarta-feira na Travessa da Queimada quando eu trocava um jornal «leonino» por um exemplar de A BOLA. Conversa aberta aos amigos Ivo, João Paulo e Lauro. Mesmo com o Zé Guilherme no RECORD continuámos amigos. Estivemos juntos em várias cerimónias como por exemplo a entrega (pelo Zé Guilherme) de um galardão da FEHEF na Casa do Brasil ao treinador Luís Filipe Scolari. Tínhamos em comum a paixão pela História e pela Estatística do Futebol. Mas hoje havia um motivo para trocar pontos de vista. Comprei os cadernos de A BOLA. Lá chamam «Campeonatos» aos torneios particulares e experimentais que, com o nome de I Liga, se realizaram no nosso País entre 1934/35 e 1937/38. A verdade é que entre 1921 e 1938 se disputou em Portugal o Campeonato de Portugal que, esse sim, dava o título de Campeão de Portugal. Não há dois campeonatos no mesmo ano desportivo mas como o Benfica venceu 3 das 4 Ligas entre 1934 e 1938, os historiadores dos encarnados resolveram apagar o Campeonato de Portugal para dar relevo à Liga. Pela primeira vez eu não tenho quem me dê razão. Ai que saudades, Amigo Zé Guiherme!

7 thoughts on “Vinte Linhas 649”

  1. Não sei se te chamas mesmo Júlio mas uma coisa sei – a História é sempre escrita pelos dominadores e são eles (SLB) que dominam a História do desporto em Portugal. Não sabias? Ficas a saber. Já agora sabes que só existe História com documentos? E não há nenhum documento a referir o SLB antes de 13-9-1908? Rançoso não – a verdade é dolorosa. E só há uma verdade.

  2. diria mais, até a morte de um amigo serve para auto-elogio & promoção. eram tão amigos que só descobriste que o gajo tinha morrido de crancro passadas duas semanas, de “…maneira insólita, através do seu telemóvel”, deve ser o novo serviço tmn de notificação de funerais realizados. estavas na quarteira de vacances e não dáva muito jeito um funeral em queluz, foi o que foi e a tua sorte é os mortos não falarem.

  3. meu abraço amigo e solidario, nada tem a ver com clubites…
    Isto a propos de comentarios anteriores
    que não me impedem de apreciar teu, JCF, sentido humano e fraternal
    na morte de JGuilherme, que alias nem conheci …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.