Um livro por semana 89

«Em Teoria (A Literatura)» de Manuel Frias Martins

Manuel Frias Martins, doutorado em «teoria da literatura», é vice-presidente da Associação Portuguesa dos Críticos Literários e professor da Faculdade de Letras de Lisboa. Este volume bilingue (português e inglês) recolhe reflexões recentes do autor sobre temas como a tradução, a definição de literatura ou os novos horizontes da teoria literária: «Independentemente das questões de valor estético, julgo que é à presença da ficcionalidade que se deve a identificação milenar da literatura. Neste sentido, sem ficção nunca houve nem haverá literatura. Apesar daquela universalidade, aquilo que é ou não autêntica literatura esteve, desde sempre, dependente de códigos epocais dominantes. Embora mutáveis, esses códigos marcaram e marcam fortemente a evolução literária ou o diálogo intra-literário entre diferentes gerações de escritores e leitores. Isto quer dizer que os dispositivos expressivos da literatura se modificam e se transformam em função das modificações e das transformações da sociedade humana. Tanto a ideia genérica que temos do nosso presente como as congeminações que hoje podemos fazer acerca do futuro podem ser epitomizadas no extraordinário horizonte de possibilidades abertas à humanidade pela informática e pela comunicação multimédia e interactiva. São múltiplos os sinais que nos dizem que o texto electrónico irá introduzir mutações importantes nos géneros literários e implacavelmente redefinir a escrita, a leitura e também a profissão literária.»

(Editora: Âmbar, Colecção: Referência)

6 thoughts on “Um livro por semana 89”

  1. “Em teoria entre parênteses a literatura” é o título de livro mais imbecil que este ano vi (ainda está longe o Natal). Não queria deixar de partilhar convosco esta singela opinião. Boa estadia em Fortaleza, Zé do Carmo.

  2. Bom…eu não lí esse livro ainda…mas quando chegar na minha livraria aqui no Brasil eu lerei…
    Por falar em Brasil…6 a 2….que coisa feia ein colonizadores…rsrsrsrsrsr
    Ps.:Esse C.Ronaldo é ruim d !!!
    Abraços aos Luzitanos de plantão.

  3. Nik: o Manuel Frias Martins é um dos mais originais e arrojados teóricos portugueses de Teoria da Literatura. Acho piada é a esses posts do jcf que parecem notas da lusa. Duas frases sacadas a partir da capa e contracapa, uma citaçãozita e tá feito. Quem disse que era difícil postar?

  4. Ok, JPC, se tu o dizes, acredito, mas eu desatino bastante com a língua de pau de certos críticos (ou todos?), inclusive a deste. Que lapalissade esta frase: “Isto quer dizer que os dispositivos expressivos da literatura se modificam e se transformam em função das modificações e das transformações da sociedade humana.” De arripiar de banalidade. E estoutra: “São múltiplos os sinais que nos dizem que o texto electrónico irá introduzir mutações importantes nos géneros literários e implacavelmente redefinir a escrita, a leitura e também a profissão literária.” Quem diria? Para já não referir que não aceito a tese de que literatura é ficção sempre. A Arte de Furtar, obra maior da nossa literatura (e sociologia) por acaso não é literatura? Ou será que falar das várias “unhas” dos vários ladrões já é ficção?

  5. Deparei com estes comentários e gostaria de dar a minha opinião singela. Manuel Frias Martins é um competentíssimo teórico da literatura e o livro Em Teoria tem ensaios magníficos em português e inglês sobre esta matéria. Lembro-me de um ensaio excelente em inglês sobre a Jangada de Pedra do Saramago e outro em português sobre a tradução literária. Mas magnífico mesmo mesmo é o livro dele intitulado Matéria Negra: Uma Teoria da Literatura e da Crítica Literária. É um livro genial em qualquer parte do mundo. Claro que se pode dizer mal por dizer mal, mas a qualidade intelectual está acima disso.

  6. Ei pessoal, andava procurando coisas de teoria e vim aqui parar. Vou ler esse tal de Manuel Frias Martins. Estou aqui em Portugal e o livro existe em muitas bibliotecas. Com tanta conversa deve ser cara bom mesmo. O Nik parece ser invejoso e merdoso.
    ZB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.