Jornalista

Tu estás aqui sem defesa, amparo ou abrigo
A tomar nota escrita de todos os pormenores
Os cartões amarelos, as jogadas de perigo
Os golos, as substituições e os espectadores

Faça sol ou chuva, seja Inverno ou seja Verão
Visto de esguelha, sem lugar para te sentares
Às vezes acabas por ser envolvido no palavrão
Que é dirigido ao árbitro e aos seus auxiliares

Um dia mais tarde quando tiveres envelhecido
Ninguém se lembrará dos insultos desse dia
Na tua memória porém nada ficará esquecido
Por isso será maior o tamanho da tua alegria

A crónica pequenina que tu escreves e assinas
Depois de falares ao capitão e ao treinador
Vai ser lida por quem afinal tu nem imaginas
E será guardada num coração seja onde for

12 thoughts on “Jornalista”

  1. isto deve ser uma fotografia do prosopoeta a vender uma assinatura do círculo dos leitões ao treinador na forma de homenagem a tim ou a balada do desgraçadinho que jogava como guarda-redes dos insultos atirados ao árbitro, nos jogos que viu à borla. o colete deve ter sido emprestado prá fotografia pelo carteiro do bairro.

  2. Já sei qual a fonte que origina os insultos do jcF aos seus comentadores: a dos futebóis! Diz ele neste inspiradíssimo poema com foto e tudo onde se auto dedica como jornalista:

    «ninguém se lembrará dos insultos desse dia
    na tua memória porém nada ficará esquecido».

    E foi isso: o jcF não esqueceu os insultos ouvidos e eis que os devolve agora aos seus leitores com a gentileza de todos conhecida. Ou julgavam que ele se ficava? Na foto até parece um indivíduo da EMEL a multar um fulano que estacionou junto ao muro das irmãzinhas, lá no Príncipe Real. Ora, reparem bem…

  3. Achei imensa piada ao L.R.! Quem não achou graça foi o meu caro jcFrancisco! Descontraia-se, vá, e sorria, ao menos. Olhe que esta de parecer estar a multar o senhor da foto, está «deliciosa». Realmente, pela cara do sujeito, só parece ser multa… Mas não precisa de vir dizer que se trata de uma importante figura pública que lhe concedeu uma entrevista no dia tal do ano tal. Nós já sabemos…

  4. Ó sua mula velha trata-se de uma entrevista no final de um jogo, multada devia ser você pois insistir no coice…

  5. deve ter sido um jogo arbitrado pelo xampô sartre, odivelas vs s. julião do tojal, a contar para o campeonato-de-poesia-de-porta-de-retrete.

  6. Não é poeta, é jornalista – carteira profissional 4149. Cada coisa no seu lugar, cada lugar na sua coisa. Já agora – foi um torneio de Sub 21 e o jogador que se vê é o Santamaria, de seu nome Ricardo Oliveira Duarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.