Asneiras

Sei que é demais pedir a Luís Delgado alguma ponderação nas suas opiniões ou sequer que se dê ao trabalho de ler umas páginas antes de escrever coisas como “pela primeira vez na História, um grupo de radicais afronta, diariamente, o mais poderoso e organizado exército do Médio Oriente”, esquecendo a invasão de 1982.
Mas, ao menos, bem que podia deixar de usar os termos “míssil” e “rocket” como se fossem sinónimos. Não são.

2 thoughts on “Asneiras”

  1. O Delgado é uma besta, com alguns clones melhorados à volta. O papel dele(s) é confundir. Mísseis e rockets, mas sobretudo pessoas.

  2. Se fossem só calinadas balísticas e históricas. É o protótipo do comentário do fulano muito desiludido e amuado porque Israel não bateu a gemada em cinco dias como nos velhos tempos, e no fim, depois da lengalenga do costume para entreter putas pouco exigentes, avisa-nos que a “Guerra Santa” do Hezzbolah vai ser a nossa perdição. Tanto carácácá pseudo-informado para acabar em nada, pura cantilena de Armagedão com molho de Apocalipso.
    Não haverá por ai nenhum leitor que aconselhe o homem a ler jornais que pagam rasoavelmente bem para se contarem coisas mais realistas, antes dele se pôr a escrever as suas patavinices e abrir as comportas aos seus reservatórios inesgotáveis de aborrecedora conversa. Não, não precisa ir já a correr ao Al Já Zero. Até o “revolucionário” e “extremista” jornalista do Wall Street Journal, que ele deve admirar, escreve coisas como esta em cima do joelho:

    “Generally speaking, wars are lost either militarily or politically. Israel is losing both ways.”

    E imaginem se em vez das katiushas recondicionadas (e mais uns pingos daqui e dali, graças a tecnologias chinesas por troca de barris) que andaram a churrascar alemães com assobios durante a guerra, os “terroristas” também tivessem os chocolates bélicos suiços ofertados pelos super-ricos, ou à beira da bancarrota, segundo muito boa gente, USA.

    Senor Luis Rainha, por favor não me venha com mais material deste senão vou cancelar a minha assinatura.

    TT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.