9 thoughts on “Uma pergunta simples”

  1. houve um casamento heterosexual, o carlos e a cátia, aparentemente invadido pela paneleiragem que nos governa.

  2. Passou-se!
    Gastaram-se uns largos milhares de euros, incomodaram-se centenas de pessoas, para uns papalvos se divertirem a fingir que governam.

  3. isso mesmo, ouça, guxa, finalmente alguém que sabe. Quase penso que você esteve lá, sabe? È uma risota, ver estes comentários das pessoas que não sabem o que se passa nos centros decisores, do poder e assim.. o guxa é uma lufada de ar fresco, no meio desta pobreza. é evidente que o povo tem imensa piada, com os cartazes e tudo, mas sabe, guxa, no fundo, e isto sem armar, o povo apoiante ficou com medo por causa daquela meia dúzia de estraga festas dos cgtp e assim. Se não fosem eles, o nosso Pedro tinha sido um sucesso. Mas esteve muito bem no almoço. Temos de repetir, sei lá, em Óbidos, que é fantástico. E també tem montes de história, percebe?

  4. Estes farsantes foram a Alcobaça gastar o nosso, comer à nossa conta, gastar gasosa que nós pagamos, em carros que nós pagámos, com motoristas que nós pagamos.
    Mas quem não há-de chamar filhos da puta a estes cabrões? Quem não chama sou eu porque depois posso ser chamado à pedra. Senão era o que me apetecia chamar-lhes, mas fica só no meu pensamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.