São estas pequenas grandes faltas de vergonha na cara

No “i de ontem Catroga dá uma grande entrevista e brinda-nos com estas duas afirmações:

“O Governo de Sócrates assenta numa estratégia de meter medo às pessoas”.

Quando perguntado sobre o por quê das sondagens que não reflectem o horror ao PS, responde:

– “Hitler, até ao final, também resistiu”.

Palavras para quê? Leiam a entrevista e maravilhem-se com a evidência de que, quem imputa o medo aos outros é quem usa, esse sim, o medo como arma, ou não estivesse o citador terrivelmente amedrontado.

12 thoughts on “São estas pequenas grandes faltas de vergonha na cara”

  1. Respondendo à mesma questão e na entrevista dada ao Público, também esta semana, Catroga respondeu assim: “Repare: o Hitler tinha o povo atrás de si até à derrocada, até à fase final da guerra. Faz parte das características dos demagogos conseguirem arrastar multidões. José Sócrates, honra lhe seja feita, é um grande actor, um mentiroso compulsivo, que vive num mundo virtual em que só ele tem razão. Tem uma máquina de propaganda montada há seis anos, poderosa. E o PSD tem uma máquina artesanal no campo da comunicação”

    Faz falta ao PS uma eminência, mesmo que parda como a do Catroga, para se desdobrar em entrevistas. Catroga, só nesta semana foi entrevistado pelo Público, i, Negócios da Semana na SIC N e aida um dos convidados principais do Prós e Contras. Pelo menos isto. Veja-se, portanto, a assimetria para com o PS.

    E hoje renovada polémica com a TSU, afinal Catroga quer 8 pontos e não só 4…

  2. Catroga teria sido um bom aprendiz de Goebbels, mas esses tempos já foram enterrados há muito (ele é que se calhar nem deu por nada…). Quem ainda hoje invoca absurdas comparações com Hitler, numa discussão política, já nem sequer cai num estafado ridículo. Apenas de auto-desqualifica até à irrisão. Catroga é o Bufão-mor do neo-cavaquismo. Cheira tudo insuportávelmente a mofo.

  3. Catroga, o bufão!
    Triste sina de quem é conhecido por acumular com a sua opulenta reforma uma tal quantidade de tachos que dariam para um pequeno banquete.

  4. Catroga é mesmo um bronco enorme.

    Hitler suicidou-se, mas gente como Sócrates, Vale e Azevedo Loureiro e outros teem uma carapaça mais rija!

  5. Além de lagarto também é bufão, tal como Catroga, só mais novo, por isso mais responsável.
    Salva-se o ser ateu.
    Será?

  6. A violência verbal de se usar o nazismo, mas especialmente Hitler, como insulto revela o carácter de quem assim se expõe na sua miséria. A miséria, ficamos a saber, de não conseguir sentir – e por isso não conseguir pensar – o que foi a inominável desgraça que agora se explora na sede de poder.

  7. O outro dizia que não tinha pressa de ir ao pote. Mal nós sabíamos que, afinal, dentro do pote só estava a boca deste.

    Já agora: nazi é a mãezinha que não os soube educar.

    E falam estes lorpas da falta de educação das gerações mais novas.

  8. Não era para responder sobre as consideraçõe que Catroga fez sobre Sócrates e quem votou nele para 1º. Ministro. Julgo que responder a dementes em dementes nos tornamos. Depois de muito pensar e antes de vomitar de nojo pelo que disse resolvi fazer este comentário.
    Catroga que vá chamar Hitler aos seus. Quando se vê um velho deve-se ter consideração por ele. Agora quando se vê um velho senil devemos de o internar num hospício próprio.
    Numa roda de amigos dei conhecimento desta minha ideia e recebi como resposta: ainda queres melhor hospício que o PSD!

  9. O homem (?) foi repousar para o Brasil, coitado! Foi “despachado” para não vomitar mais disparates dos seus reles fígados!
    De facto precisa de aprender com novos “marketeiros” porque os que os seus apaniguados contrataram são tão incompetentes como ele (menos numa coisa: olhar para o seu umbigo).
    O fulano não sabe o que quer. Tão depressa diz que são 4%, como a seguir diz que são 8% que se deve baixar a TSU. Por isso é que o outro (PPC) diz que é ele quem manda e o que os “serventuários” se devem calar… e fora daqui que se faz tarde…

  10. A poderosa máquina de propaganda do PS são simplesmente os discursos irracionais, incompetentes e falhos de alternativa de toda a oposição. Mas contra isso o PS nada pode fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.