Para quem ainda tinha dúvidas acerca da psicopatia política de V. Gaspar

Toda a gente já percebeu que a proposta de OE para 2013 é fruto da insistência obstinada na receita – agora a dobrar – que falhou em todos os objetivos no OE para 2012.
Toda a gente.
Já se disse quase tudo.
É impressionante, por isso mesmo, perceber que a destruição de um país seja vista como um meio para uma ressurreição, talvez evangélica, porque não há “médio” ou “longo” prazo real, isto é, no país real em que toda a gente vive, no qual, por efeito do “sistema”, o morto desate a viver à grande.
Mas Vítor Gaspar, a verdadeira única alternativa de Passos, sofre de obstinação e de psicopatia política. Como dizia, ontem, Miguel Sousa Tavares, dele já só resta dizer que é como o homem da anedota, que vai na autoestrada e ouvindo na rádio que nessa autoestrada circula um carro em sentido contrário, afirma perplexo: – que disparate, vão todos!
Toda a gente percebeu o erro da proposta do OE para 2013, toda a gente sabe que é inexequível, toda a gente explicou tudo, gente de todos os quadrantes políticos, mas Gaspar acelera em sentido contrário, sem qualquer réstia de carácter empático.
Para quem ainda tivesse dúvidas da psicopatia política do homem que afirmou não haver alternativa a esta proposta, todas as dúvidas caíram por terra no mais recente e extraordinário episódio do personagem.
Perante uma confissão de culpa, ou de erro em alguns pressupostos, por parte dos nossos credores, como foi o caso do FMI, que faz Gaspar?
Aproveita a oportunidade para os confrontar com isso mesmo e tentar negociar condições mais favoráveis?
Não.
Toma a atitude do FMI como uma afronta.
Como é possível?
É. É Vítor Gaspar.

One thought on “Para quem ainda tinha dúvidas acerca da psicopatia política de V. Gaspar”

  1. Fez pior, não se deve subestimar o mago Gaspar, conseguiu um e.mail do capataz
    da troika que nos acompanha, a confirmar que é preciso mais austeridade!
    Numa penada, livrou-se do “aperto” de não ter estudado a mensagem do P.R. no
    facebook e, não ter “ouvido” a afirmação da directora-geral do FMI sobre os erros
    na quebra do PIB das medidas de austeridade! O seu plano ganha algum vento para
    ir avante…apesar dos últimos números do INE mostrarem uma quebra de 2% no
    consumo em Setembro pºpº.! E o Moedas a tocar o sino no Wall Street, já houve
    um charter de investidores americanos para colocar cá umas “massas”!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.