45 thoughts on “Contra a tutela das mulheres”

  1. A coisa era sobre taxas moderadoras.

    Se parto uma perna e vou as urgencias, pago uma taxa moderadora.
    Se caio dum andaime e vou as urgencias, pago uma taxa moderadora
    Se levo uma bala e vou as urgencias, pago uma taxa moderadora.

    Se por whatever reason resulta que a mulher quer abortar o seu filho, que razao havera para nao pagar taxas moderadoras.

    Demagogia, populismo de pacotilha. As minorias ululantes e lobby LBGT em todo o seu esplendor.

  2. Isabel,
    que nunca a voz lhe doa no combate à esta direita bafienta e nojenta que se preocupa muito com a IVG, mas não mexe uma palha para combater a fome dos que já nasceram, fazendo de conta que se importa praticando a caridadezinha.
    Bem haja,

  3. o anti fraldas detectou que o massamólas andou a mijar fora do penico. querem a massa de volta e procedimento criminal
    http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/pgr_revela_que_inquerito_sobre_caso_tecnoforma_foi_arquivado.html
    o ministério público já se tinha anticipado a dizer que não investigava porque prescreveu
    http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/pgr_revela_que_inquerito_sobre_caso_tecnoforma_foi_arquivado.html
    falta o comunicado do ministério da bubadeira a garantir que o governo é bués de honesto e que investigações & perseguições só são permitidas aos xuxas com parecer prévio do mono de belém.

  4. eu vim trazer mebocaína. :-)

    a caça ao flagelo que também é o aborto parece-me mesmo bem. vivam as mulheres que preferem prevenir a abortar!

  5. Cara Senhora deputada, uma palavra: cale-se. Não ofenda as leis divinas, pois não percebeu, ainda, que pela sua atitude está colhendo das mesmas?

    VIVA A VIDA. QUEM ABORTA POR ABORTAR que pague pela sua imprudência e NÃO PONHA OS OUTROS A PAGAR-LHE DECISÕES OFENSIVAS DA ORDEM DIVINA.

    ( Enfoque-se, antes, em AJUDAR quem PRECISA de ALIMENTAR OS FILHOS! POLÍTICAS DE EMPREGO E SOCIAIS, em vez de GRITAR FOLEIRAMENTE doutrinas anti -vida e, por isso, ofensivas.)

  6. E…NUNCA se ATREVA a flar de POLÍTICAS de NATALIDADE. Vai contradizer-se e aí é que tem que ir para o Brasil…

  7. pré vem-te à vontade que a alteração à lei vai ser revogada antes de ser publicada e não te esqueças de esfregar o grelo com mebocaína para aliviar o ardor e prevenir a tosse. caralhos fodam esta beata de merda com a mania que é polícia de costumes.

  8. Foda-se olinda não me digas que nesta merda de alteração à lei consegues ver prevenção!

    Espero que não sejas assim tão cegueta como o cardeal que por aqui anda.

  9. Ó anémico, HEREGE! Excomungado, só podes ser. No dia em que apareceres perante quem JULGA, Ó HEREGE, quero ver se tens esse dialeto tão VULGAR quanto satânico. Já que se está em tempo de veraneio, porque não procuras um vulcão, e mergulhas no mesmo? Sempre te vais ambientando, PÁ.

    ( A tua mãe pôde pagar as taxas moderadoras, já viste? Olha a tua sorte! )

  10. Grande discurso, grande Isabel! Você é das imprescindíveis. E sim, representa-me bem e fala em meu nome. Muito obrigada.

  11. Concordo com as intervenções da deputada Isabel Moreira quando o assunto é igualdade de direitos/deveres dos homossexuais e a adopção por casais homossexuais. Agora em relação á lei do aborto não concordo em nada consigo.
    Porque é que eu, que não concordo com a lei do aborto, tenho de pagar as taxas moderadoras e outros direitos que a Sra. quer fazer passar? Abortar não é doença, é uma opção e acho que não tenho de pagar por isso.

  12. Básico

    A Saúde Materno-Infantil é ISENTA de taxas moderadoras !
    Porquê descriminar um acto em concreto de entre todos os outros para o submeter a taxa ?
    Para quebrar o sigilo e colocar um estigma na testa da mulher que recorreu a ele ?
    Desculpem a linguagem mas não me contenho: para a pqp a hipocrisia e a manipulação da direita.
    As betinhas de Cascais vão a Madrid ou a Badajoz sem ninguém saber, e as pobres vão voltar a morrer num vão de escada sob o escárnio dos beatos ?
    Repito pra pqp a direita. Se não fosse por muito mais que isto, isto já me bastava para votar no PS.
    Este governo tem de ser chutado a pontapés !

  13. E se alguém aqui quiser que eu lhe explique porque é que a IVG é Saúde Materno-Infantil faço o favor de perguntar que eu respondo.
    Além de Saúde Materno-Infantil foi durante décadas um problema de Saúde Pública !

  14. VERDADEIRA ANÓNIMA,

    Muito bem. Muito bem.

    Pagar pelas opções das OUTRAS?! Desde quando? Sobretudo quando TAL ofende as crenças de pessoas como eu. Viva a VIDA. DEUS fez-nos para VIVER. Deu-nos a VIDA. Só ele a pode tirar! Das exceções CUIDA ELE, mas nessa altura, a MULHER saberá como fazer e, certamente, será recompensada por isso.

  15. JASPUM PIMBA, não diga disparates. Eu «lá» preciso que VOCÊ me EXPLIQUE o que quer que seja?
    E esta deputada que RALHA e RALHA , DEVIA preocupar-se com REALIDADES que valem a PENA!
    Ó sabichões que vêem tudo! Que tal falarmos aqui da diminuição do grau de deficiência das pessoas? É só um exemplo. E não me venham com a TRETA que a culpa é do atual governo…

    COMUNA! XUXA.

  16. «As betinhas de Cascais vão a Madrid ou a Badajoz sem ninguém saber, e as pobres vão voltar a morrer num vão de escada sob o escárnio dos beatos ?»

    Ó JASPUM PIMBA! Olha, diz às alegadas pobres que se CONTENHAM nas operações de cama!! Quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele. Adota as pobres – como lhe chamas – PÁ, e paga-lhes as opções delas. EU NÃO PAGO. Socialismo é isso, só que no caso, é CERTAMENTE CHUCHISMO.

  17. Ja agora, e atendendo ao problema social que e a droga, o alcoolismo, a depressao, a asma, as unhas encravadas, se calhar tambem deviamos isentar estas chagas socias de taxas moderadores, e comparticipar todo o tipo de custos associados ao seu tratamento.

  18. Básico, de facto as unhas encravadas são um tema que pode interessar à deputada ISATELL MOREIA.

    ( Acredito que ela aceite que o verniz já será mais matéria de estética… )

  19. jpferra, vejo um método de barreira – um preservativo gigante – que poderá ser inibidor, sim, da prática do aborto. a raiz da questão reside na prática corrente do aborto, foda-se. :-)

  20. Pas de palavrões ma chère.

    Ó FERRACOLHO, eu tenho um método mais eficaz para GAJOS COMO TU, PÁ.
    Cortar-te o mindinho que tens aí – presumivelmente – no meio dos cotos. Se o preservativo te faz impressão…. ( acredito que num preservativo gigante, te percas lá dentro. A Olinda aí podia ter sido mais generosa contigo, claro).

  21. a vaca quer uma camisa de vénus do tamanho duma tenda de casamentos, sempre dá para para fazer uma festa com todos sem abrigo da rua do cais da ribeira nova. valha-nos isso.

  22. Ó FERRACOLHO, pois não ficas, és cegueta. nada sabes e és muito curto no pavio. Tamanho do mindinho entre cotos, hum?

    ORDINÁRIO DO IGNAQUERECONATZ, pára de bater com a cabaça, pá, dá-lhe descanso….

  23. O cegueta
    Vá dizer às tias e betinhas de Cascais que elas se abstenham de dar as suas quecas. Porque é que vem dizer isto às pobres ?
    E você precisava muito de umas lições, sim, mas tem razão, para que é que eu vou perder tempo com alunos cábulas ?

  24. Bom discurso. Ha muito tempo que não vinha ca. E’ impressão minha, ou a caixa de comentarios do blogue esta atacada por uma tinha ?

    Boas

  25. ” O Olinda
    Você decida-se! Ou é “foda-se” ou é contra o aborto!”

    uih… uih… depois deus lia esta merda, fazia queixa ao sacristão e ficava sem massagista da celulite. o amigo do brochista já foi visita lá de casa mas fugiu com receio de ser violado pelo pojadouro.

  26. de facto, e acabando de ouvir e ver a Isabel em directo, o sentido descendente e a pico da minha admiração que lhe nutri durante anos ganha cada vez mais força: além de histérica e nervosa só se sabe ouvir a si mesma. não sabendo comunicar é conflituosa e manipuladora, uma verdadeira entropiadora que só quer mostrar obra. eu, como mulher, sinto-me ofendida é que a Isabel considere que eu preciso da sua tutela e não da do estado – aquele mesmo a quem é exigida a tutela durante a gravidez. viva a coerência! viva a obrigatoriedade de a mulher tomar consciência de que não pode, de forma desportiva, limitar vidas. já que a lei lhe permite, seja em que contexto for, redimir-se do que na maioria das vezes é uma falta de precaução então que lhe dê instrumentos para que a reflexão seja mesmo pesada e inibidora de uma próxima vez para as reincidentes e completamente determinante para as aventureiras que sabem que se acontecer há bom e legal remédio.

  27. OLINDA! MUITÍSSIMO BEM! MUITÍSSIMO BEM!

    ( Não gosto quando diz os palavrões! Porém, tem um sentido de humor inteligente, perspicaz e uma forma de se expressar muito interessante. O que escreveu acerca da autora cai nesta que nem uma luva. Na verdade, não é apelativa, afasta, peca na forma e tem à sua volta uma «energia de maus vinhos». Retira-se-lhe uma alma esmagada de RAIVA, REVOLTA, que tenta disfarçar ou exercitar com discursos propositadamente escolhidos para chamar a atenção. Por isso, ela não vale. as MULHERES dispensam-na como tutora do que quer que seja quanto a si próprias…pois se nem dela mesma, ela consegue tratar e/ou tomar conta! É de muito fácil leitura.)

  28. Ó JASPUM PIMBA, eu não careço de lições de gajas e/ou gajos que se vendem na rua e se descosem de asnada em asnada. O vão de escada ou o beco da rua são teus, que eu não os uso como locais de aprendizagem ou para práticas ordinárias com figuras como tu. Agora que te esclareci vai tratar do teu herpes.

  29. ai olinda olinda nossa que cegueira mais atroz, ainda de viesse do cegueta, já não admirava, mas pronto.

    “Vivemos numa sociedade em que os homens acham que os ovários e o útero são da humanidade e o seios e a vagina são deles.”*
    (Albino Aroso, 1923-2013)

  30. Cara Olinda,

    Será a sua sensibilidade que manda, concordando que TODA a palavra tem um conteúdo e um espírito que a enforma e subjaz. Note, porém, que tudo é uma escolha. Como as roupas, p.e.

  31. FERRACOLHO, tu és o exemplo de como até o mais vil dos palavrões faz sentido.
    De facto, há espécies como essa que descreves que assim atuam. São aquelas cuja ausência tornam infelizes pessoas como a Isatell Moreia. Candidata-te, nunca se sabe, consegues acalmar-lhe aquele tom de voz e aspeto proletário tão five minutes ago.

    (Trata, primeiro, do teu herpes, não vamos, seguidamente, ter mais uma intervenção da deputada que vise a comparticipação das taxas moderadoras para o controle desta doença…).

    PASTA BEM.

  32. não tenho essa perspectiva da época, jpferra – até porque o machismo e o feminismo são as duas caras da mesma moeda e por entre tanto sexismo resta mesmo pensar e sentir como gente assexuada. sou mesmo assexuada, portanto. nestas questões, claro.:-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.