Haja alguém que não ande distraído

Lá teve de ser Sócrates a lembrar o relatório do Eurostat que dá conta do ‘notável’ recuo do abandono escolar em Portugal, fruto das políticas adoptadas nos últimos anos. É que o tal relatório parece ter passado despercebido aos líderes da oposição. Talvez tenham achado pouco, ou pensem que, no lugar do Governo anterior, teriam feito melhor, embora não digam como. Seja como for, é incompreensível que ignorem os dados do relatório e não os esfreguem na cara dos actuais governantes. E são todos defensores da escola pública, imagine-se se não fossem. No caso dos líderes da esquerda pura não espanta, só um milagre os levaria a elogiar algo vindo de um governo socialista. Já no caso de Seguro é ridículo, é como se fosse líder de um partido completamente novo, que terá começado do zero com a sua chegada à liderança. De um novo partido que se juntou à velha coligação negativa contra os Governos de Sócrates, e que não precisa para nada de relatórios, ainda por cima, vindos de entidades estrangeiras para reforçar os seus argumentos contra as políticas desastrosas do actual Governo. As sondagens que o digam.

9 thoughts on “Haja alguém que não ande distraído”

  1. joão lisboa,como homem já todos sabemos que es uma merda.pôr no mesmo plano socrates e m.relvas só pode ser obra de um filho da puta como tu!

  2. guida,tudo de bom que o ps faça,não convem aos partidos “do quanto pior melhor” e por isso calam-se,perante estes resultados de um governo de direita.a pobreza elevada e um desemprego galopante,é campo fertil para falsos profetas.

  3. das bordas,e os os militantes do pcp quem elegeram? tiveste direito a voto? jeronimo é um homem mais preparado para defender politicas do passado do que para defender soluçoes para o futuro.jeronimo não seria lider de nenhum partido da europa ocidental.ele é um boneco a mando do comite central do pcp

  4. A propósito das palavras de Sócrates ontem na RTP, peço licença ao leitor Olavo M (do Câmara Corporativa) para transcrever um dos seus comentárioas de há dias. Faço-o para chamar a atenção para um facto que quanto a mim não deve passar sem registo pelo que revela de respeito pelo adversário, algo que esse mesmo adversário não sabe sequer o que é. É este o comentário a que me refiro:

    “De e-mail enviado pelo leitor Olavo M.:
    ‘Mesmo a sério, vale a pena! Ainda não vi esta notícia (e o vídeo) apanhado pelos media portugueses.

    A ouvir especialmente por quem ainda tem dúvidas de que o Gaspar está do outro lado da mesa, nas negociações com a Troika.

    Começa com declarações de um representante do FMI a reconhecer que “austerity alone as a way of solving Ireland’s economic crisis was a mistake and is counter-productive.”

    Depois (em bom inglês, reconheça-se), surge o Gaspar a falar (a ritmo normal, como nunca o ouvi em Portugal), a dizer: “Nada disso! Eu é que sei!”

    Finalmente, o comentador irlandês afirma que o Gaspar é mesmo “a troika finance minister”.

    Ainda tem dúvidas de que lado da mesa está Gaspar nas negociações com a troika?”

    Pois bem, quem se recordar das declarações de Sócrates, lembrar-se-á de que, referindo-se ele à austeridade cega que estamos praticando, fez passar exactamente o video que o mail anterior refere. Teve, porém o cuidado, a delicadeza e o respeito pelo adversário suficientes para evitar que fosse passado todo o video, eliminando precisamente aquela parte em Vitor Gaspar aparece a defender as suas conhecidas posições sobre o assunto o que leva o jornalista a apelidá-lo irónicamente de….”a Troika Finance Minister”.

    Peço a quem me lê que veja o video e se pergunte como atuariam, em idênticas circunstâncias, os pulhas que andam à solta neste país.

  5. As minhas desculpas!
    Não consegui fazer o link correto do video a que acima me refiro. Podem encontrá-lo no Câmara Corporativa na data de 13.Abril sob o título A PALAVRA AOS LEITORES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.