Uma noite no football

Pela primeira vez num quarto de século, fui assistir a uma partida de futebol profissional. Ficou-me na retentiva o simpático rapaz vestido de verde que fez o primeiro golo do SLB e a assistência para o segundo. Imune a essas desventuras, a claque do Celtic acabou o jogo com palmas e cânticos; afinal, e ao contrário do que pensam os tugas, futebol é festa, não drama e depressão. Mas também eu cantaria se soubesse que estava prestes a regressar a um país civilizado. Cá fora, os adeptos do Benfica agradeciam a visita dos irlandeses com simpáticos “Celtic go home”. Enfim; a tristeza do costume.

2 thoughts on “Uma noite no football

  1. “Cá fora, os adeptos do Benfica agradeciam a visita dos irlandeses com simpáticos “Celtic go home”. Enfim; a tristeza do costume”.
    Triste, triste é o Celtic de Glasgow ser ESCOCÊS, ó Luís.

  2. Realmente, os rapazes podem equipar de verde e até serem conhecidos por serem o clube dos católicos de Glasgow, mas a nacionalidade nem está muito em causa.

    Estes intelectualóides que se põem a escrever sobre futebol… tss tss… :)

    Ó pás… ouvi algures que o clube foi fundado por irlandeses e pumba: lá saiu asneira.

    LR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.