Parece que a culpa afinal é dele…

George Washington.jpg

Ao defender as escutas a cidadãos americanos ordenadas por Bush II, o Attorney General Alberto Gonzales citou uma longa série de exemplos de presidentes americanos que, em tempo de guerra, ordenaram a intercepção de correspondência alheia, sem esperar pelos tribunais; começando por George Washington. Para o ano, talvez se esteja a justificar o assassinato de prisioneiros, com o argumento de que o primeiro presidente também se viu envolvido nessa prática (num episódio que viria a dar origem à Guerra dos Sete Anos)…

PS: nem de propósito. Acabo de ler no DN que, a partir de 17 de Fevereiro, os “combatentes inimigos” detidos em Guantánamo podem ser condenados à pena de morte.

2 thoughts on “Parece que a culpa afinal é dele…”

  1. Luís,

    Só esqueceste este parêntese, a seguir ao nome de Washington: (na foto acima, envergando a fatiota de irmão do grau 32 da Maçonaria, sobre uns sapatos lindíssimos de meter inveja a bailarinas do Bolshoi). Quanto ao resto, está tudo bom. Fico à espera duma foto do Mário Soares a ser iniciado pelo Álvaro Cunhal entre a lição de português e trabalhos manuais.

  2. O título sob o qual encontrei a foto também era giro: “George Washington in full masonic regalia”…
    Mas tens aqui outra bem gira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.