Re-intermitência

 

 

 

“Merda”, exclama a mulher que, inadvertidamente, piso no pé à entrada da livraria. “É para já”, aquiesço. E passo-lhe para a mão, em poucos instantes, um exemplar do último livro da Fátima Lopes.

18 thoughts on “Re-intermitência”

  1. É uma virtude tê-lo aí, Luis.
    Grande abraço.

    Bela pergunta, meu amigo Trolha, bela pergunta.
    Abraço.

    Vá: deixa-te de ficções, Flor.

    Há dias assim, Maria. E o teu: como está a ser?

  2. eu que faço parte do público, João, ponho o dedo no ar (e na goela) por apreciares Daniela Steel em versão portuguesa. a mim, faz-me flatulência. :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.