Alexei Bueno nas Escadinhas do Duque

Tinha que ser escritor este bandeirante

Nome herói de romance em homenagem

Assim a Rússia já não fica tão distante

Numa vida que é também uma viagem

Nas Escadinhas do Duque é rei à mesa

Dá lições de poesia em breve seminário

Entre cerveja e amendoim nasce a beleza

Da Poesia que o Mundo vê ao contrário

Somos poucos aqui um grupo acantonado

Na mesa posta por D. Rosa na sexta-feira

Viajamos num bacalhau bem temperado

Pelo azeite tão puro e leve duma oliveira

No Camões a mulher feia vende cocada

Desesperam por um visto os brasileiros

Que pena a vida não poder ficar parada

Aqui onde os poemas nascem inteiros

4 thoughts on “Alexei Bueno nas Escadinhas do Duque”

  1. Pois é. o Problema não é a razão de ser do senhor; é o espaço que ele pretende ocupar. Aqui está a mais. Linite-se a comentar o trabalho dos outros. Safa!

  2. Direi mais ao senhor Carlos Santos. Já reparei que mete sempre o bedelho quando se trata dos posts do JCF. Fora do contexto, como diz a claudia. Mas, principalmente, fora do bom-senso, sinónimo de boa-educação. Falta de respeito para quem escreve e espera, no mínimo, que respeitem aquilo que escreve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.