7 thoughts on “Eppur se muove”

  1. Curioso: estive a fazer um “search this blog” aqui no Aspirina e foi parar a resultados de uma busca no “A Invenção de Morel”. É engraçado :-))

  2. Rui,
    Esse fio ficou cruzado logo no início quase simultâneo dos dois blogues e a marosca nunca foi composta. Coisas de irmãos siameses…

  3. O aspirina é um erro grosseiro. Os múltiplos leitores muito teriam a ganhar com a leitura de todos os comentários inseridos, mesmo nas suas vertentes porventura mais controversas. Creio que assim existiria um público para tornar mais visível o blogue. Porém, o senhor Venâncio & Companhia seguem um sentido radical, malévolo, sinal de uma auto-repressão intelectual, sem nunca saírem do plano estrito do blogue, acabando por nos evidenciar as verdadeiras raízes das suas relações com o país. No fundo, de que têm medo os senhores do Aspirina?

  4. Este fulano quer conversa. Pois dêmos-lhe alguma.

    Saiba sua senhoria que aqui só se apagam o «spam» (frequente) e comentários ofensivos e discriminatórios (felizmente raros). Como sua excelência está cada vez mais domesticável, e inofensivo, cai largamente dentro da nossa tolerância. Fica um mistério: que faz mover este incrível sujeito. Nomina stultorum in omnibus sunt? Será então verdade?

  5. Freddie:
    Ó homem, porra! Você édaquele tipo de bichos que acaba a provocar anticorpos. A malta já percebeu (pelo ruído das suas engrenagens mentais em acção) que você é dos poucos tipos realmente profundos, demolidores, e tal. Nada como esta malta do Aspirina, que são uns conas de geleia, sempre a camuflar a ignorância e a miséria…
    Vá lá, dê-lhes você forte, acabe com eles duma vez, esses invertebrados! Mas foda-os… ou saia de cima! Ou, ao menos, mude de posição, homem! É que o mundo é um pouco mais vasto do que a fortaleza do seu crânio blindado.

  6. Fernando

    A propósito dos 80 anos do nascimento de Luís de Sttau Monteiro, não queres deixar umas palavrinhas em post para a malta saborear? Não tem de ser nada de extenso, como é óbvio, apenas ter a oportunidade de colher a tua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.