Para além de cobarde, serei gay?

Dou por mim a fugir de encontros com gajas boas como o milho transgénico, ou até melhores, e a tentar marcar blind dates com marmanjos a transbordar de testosterona. Se não for gay, sou a vergonha da heterossexualidade nacional. E cá estou para mais um convite a um cidadão que declara querer conhecer-me na intimidade.

João Távora, manda-me um email com o local, o dia e a hora dessa sessão de bengaladas. Levarei o BI no bolso, fica descansado, juntamente com o número de contribuinte e o NIB. Só te peço que – antes ou depois de começares à bengalada, escolhe a sequência que mais te agradar – me expliques a parte do conspurca a blogosfera. Será que leste no Aspirina B algum autor a violar a correspondência privada, a difamar dezenas de ex-colegas de escrita e a caluniar indivíduos, famílias e relações pessoais? Se sim, depois não te esqueças de me dizer quem foi o pulha que fez isso, por favor, para ver se descubro quem foi o pulha que o permitiu.

Vamos a elas, Távora.

66 thoughts on “Para além de cobarde, serei gay?”

  1. Valupi,
    Afinal os Távoras ainda mexem. Mas nesta guerra quem faz de marquez para dobrar e vencer o Távora? Só vale bengaladas, nada de fogueira.

  2. Valupi
    Vai,com bengala ou sem bengala,acaba mas é com essa canalha.Se quiseres diz-me onde,que dou uma ajuda.

  3. Eh pá eu também vou, mas é para dar um enxerto de pancada aí no fortalhaço do Valupi…olha que eu atinjo sempre no centro e é fácil, porque regra geral, só encontro cerejinhas….

  4. E tu nandita, conta aí minha? Quem és tu? És fruto da lei dos paneleirotes ou simplesmente um travesti, armado em inteligente da esquerdalha? Ouve lá, conta aí, ouvi dizer que há um inquérito que esteve parado um ano. Achas que teva alguma coisa a ver com o Sócrates?

    Quando me disseres quem és, eu digo-te quem sou! Para já sou o Valupi II.

  5. Caro Valupi,
    Vou-lhe contar uma história verdadeira, com personagens verdadeiros.
    Armindo Rodrigues, poeta, comunista, antifascista, era amigo do Raul Rego.
    Este, director do República, travou brava luta contra as manobras dos comunas após o 25 de Abril de 1974.
    Um dia, por uma tarde soalheira, Raul Rego cruza-se, no Chiado, com o poeta.
    Importa dizer, que , Armindo Rodrigues , era besta para 1,80m; já o Rego, era homem aí para 1,60m.
    Raul Rego estendeu a mão, franca, para cumprimentar o amigo. Este, de rajada, barafustou:- Não aperto a mão a fascistas.
    A resposta do Rego foi instântanea e fulgurante: uma soberba canelada na perna direita do poeta, que o mandou de cangalhas para a claçada e daí para o hospital.
    Moral e pedagogia da história?
    Quando se encontrar com o merdoso do João Távora, um conselho lhe dou: – A primeira canelada tem de ser sua.
    Abraço,
    J. Albergaria

  6. Caro João Távora,

    Ando por aqui a intoxicar-me, que de quando em vez gosto de atentar contra a saúde. Olhe deixe-me pegar nas palavras do Sr. J. Albergaria. Quando encontrar o Valupi, não perca tempo. Quando o gajo olhar para si, atire-lhe a canelada bem no centro, faz sumo de tomate cereja em dois segundos, ninguém dá por nada, e a agressão entretanto prescreve. Parece que o Minsitério Público anda a guardar inquéritos na gaveta. Eu não sei, só ouvi.

    Aquele abraço, como agora se diz.

    Valupi II

    Deslum

  7. Valupi,
    Voltamos à história do que é uma identidade na internet, como se reconhece e, mais curioso, como se demonstra num espaço físico que tal nos pertence.
    Se tivermos em conta que aquilo que consideramos ser a identidade de um outro não passa de uma projecção que criamos sobre o mesmo (um imaginário, digamo assim), a assunção de um nome, por si só, apenas pode auxiliar na simbolização de uma personalidade. Isto seria válido tanto para nomes reais como para pseudónimos.
    Vejamos o caso em questão: Távora. Poucos nomes tão simbólicos existirão neste país. Por si só, nada me diz da personalidade do João Távora, mas permite-me projectar nele todo um historial que consigo com alguma facilidade associar a um determinado posicionamento sócio-político.
    Valupi, por outro lado, não carrega qualquer referencial a não ser aquele que vem sendo construído neste blog. Na prática funciona como a maioria dos apelidos deste país: o nome não define a personagem, cria apenas um rótulo pelo qual é possível indicar a entidade.
    Daí questionar esta necessidade de saber quem é Valupi fora deste blog: será que o conhecimento do nome da pessoa me leva a pensar de forma diferente sobre ela? Se o que está em causa são as ideias e não a pessoa, tal não deveria acontecer.
    Outra questão, mais práticas prende-se com a possibilidade de prova que Valupi é tal pessoa fora da internet: como se faz? Estão os dois a olhar para um computador enquanto tu introduzes a palavra-passe de acesso ao blog? Caso contrário não me parece possível.
    Ou a assunção de que, se leste o e-mail do João Távora é porque és o(ou a, não sei) Valupi? Mas, se eles acham que Valupi é um colectivo, este meio de prova é nulo….
    E o que impedirá o João Távora de postar no blog o teu nome real?
    Será que isso implicaria passares a assinar pelo teu nome de família?
    Ou, mais importante, alteraria a perspectiva que os leitores e bloggers nacionais têm de ti?
    Provavelmente, se o teu nome tiver apensa uma simbologia tão vincada como a de um Távora, ou se fores uma personagem que se mexe na esfera pública com assiduidade, isso acontecerá, mas e se tal não for?….um problema interessante.

  8. Ao antitretas,

    Pá, tu lá percebes de MERDA PÁ. TENS A MAIOR FABRICA REPRODUTORA DE MERDA PÁ. IMAGINA QUEM È BOSS Da MERDA PÁ? O GAJO QUE AFUNDOU PORTUGAL PÁ. O PORREIRO QUE DIZ QUE SE SENTE SOZINHO A PUXAR PELO PAÍS PÁ. VAI LÁ AJUDÁ-LO PÁ. QUERES VER QUANDO O VITORINO E OS SILENCIOSOS SE MANIFESTAREM E PONTAPEAREM O MELHPOR PRIMEIRO MINISTRO DE PORTUGAL PÁ – O PORREIRO PÁ, TU ATÉ VAIS FICAR COM AMNESIA E VENS AQUI DAR RAZÃO A QUEM SE SENTE LESADOPOR ESTA MERDA DE POLITICA XUXA, CHUPISTA E DITADORA PÁ? EXPLICA-ME LÁ AS ESCUTAS PÁ, EXPLICA-ME LÁ O FREEPORT PÁ, EXPLICA-ME LÁ O INQUERITO – CRIME PARADO PÁ, EXPLICA-ME LÁ A PT PÁ. NINGUÉM TEM CULPA NÃO É PÁ? ORA PORRA, NINGUÉM ME CONSEGUE EXPLICAR ESTA MERDA, JÁ QUE OS JORNALISTAS SÃO UNS CRIATIVOS PUBLICITARIOS DO CARAÇAS E ANDAM TODOS A INVENTAR PÁ. PORREIRO PÁ, SE OS GAJOS ESTIVEREM ENGANADOS, PROCESSA-OS PÁ, MAS VAIS TER QUE PROCESSAR MUITOS PÁ. E DEPOIS PROCESSO EU PÁ, POR DANOS PÁ, AO MEU DIREITO Á CIDADANIA PÁ, PELO MEU DIREITO Á BOA FÉ DA ADMINISTRAÇÃO PUBLICA PÁ, PELO MEU DIREITO À iNFORMAÇÃO PÁ, PELO MEU DIREITO AO RESPEITO PÁ.
    PELO MEU DIREITO A SER FELIZ SOCIALMENTE PÁ, PELO MEU DIREITO A NÃO VER O MEU PAÍS A SER ENXOVALHADO PÁ. QUERES MAIS PÁ?

    PORTANTO PÁ EU ATÉ POSSO SER MERDA PÁ, MAS TU NÃO ME FICAS ATRAS PÁ. ÉS MERDA E DA GROSSA PÁ, SABES, DAQUELA QUE CUSTA A PASSAR, PORRA, DESAPAREÇAM E DEVOLVAM-NOS O PAÍS PÁ.

  9. Caro Valupi,

    Já te esta contei umas boas vezes, mas sabedoria desta nunca é demais, mais ainda quando a fonte é popular e vem da América, essa terra que só nos tem trazido sonhos.

    E o ditado popular lá em terras do tio Sam diz qualquer coisa assim.

    “Não vale a pena vestir um smoking e saltar para dentro de uma pocilga para lutar com um porco, porque mesmo que ganhes a luta, o porco vai continuar a ser porco e o tu ficas com smoking todo cagado.”

  10. Valupi II, não gosto que me gritem… eu aos gajos como tu mando-os ir levar no cu!!
    João, tens razão aos porcos só se deve dar importância às febras e ao entrecosto

  11. Que grande filho da puta de cusco é esse Távora! Não têm vergonha nenhuma nas trombas. Que cambada de escroques. Que pidezecos de merda. Nem bengaladas merecem, nem uma cuspidela na cara, é mesmo a ignorância completa o que merecem, desprezo total.

  12. Valupi
    Como o atitreta ,tambem acho que andas a perder tempo com esse FI….da P….,portanto,avante,prá frente é o caminho,deixando esses trastes nas covas,sitio onde eles estão bem.Se quiseres ajuda pra partir a tromba a esses gajos,diz.
    Ao Valupi II,GRITO CONTIGO E DA-ME GOZO,PORQUE GRITAR COM GAJOS COMO TU É UM LOBI(PASSATEMPO).OS TRASTES SÃO PARA SEREM GOZADOS.

  13. Anti TRETAS,

    NO CU LEVAS TU; PORQUE ÉS FRUTO DA LEI PANELEIRA DO SOCARTES E DE TAL MANEIRA QUERIAS LEGALIZAR A IDA AO PANDEIRO, QUE AJUDASTE A APROVÁ-LA.
    OUBE LÁ MEU GANDA CAGÃO, EU PREFIRO RIBBS, SABES, DAQUELAS COM MOLHO A SÉRIO, QUE SE COMEM NO PRATO. TU ESTÁS HABITUADO É À VASELINA. A TOMÁ-LA E A PÕ-LA EM TUDO O QUE É BURACO E BURAQUINHO.

    VALUPI II

  14. ALGARVIO,

    VOU-TE CONTAR UMA ANEDOTA: ALGARVIOS, CÃES DE CAÇA E CARRAÇAS É TUDO A MESMA RAÇA.

    TÁS A VER? oLHA ACABEI AGORA DE FAZER A DESCARGA E A MERDA É SEMPRE BEM MANDADA. CADA VEZ QUE ARREARES O CALHAU PENSA EM MIM A CAGAR EM TI E A MANDAR-TE ONDE DEVES ESTAR: NA RATARIA, A CONVIVER COM A MERDA.

  15. EI LITLLE JOHN HAVE YOU EVER BEEN TO AMERICA, ASSHOLE?

    WHAT DO YOU KNOW ABOUT TUXEDOS OR PIGS IN THE MUD? BET YOU KNOW ASSHOLE, YOU´RE FULL OF PRUNES, MOREON.

    BY THE WAY, WE DON´T CALL IT UNCLE SAM ANYMORE, WE SAY UNCLE…OBAMA. SCHMUCK.

  16. LUIZINHO, LUIZINHO, FOSTE AO CASORIO HOJE, FOSTE? OLHA LÁ, O QUE ERA A TUA MÃE QUANDO TE PARIU, PÁ? ENTÃO ANDAS A CHAMAR A MÃE DO TABORDA À CONVERSA, Ó BESTA. E SE CHAMAREM A TUA? Ó PANELEIROTE?

  17. ENTÃO MEUS? QUE TAL A ASPIRINA HOJE, HEIN? TÁ TUDO COM DOR DE ALCE, NÃO É?

    PRESCRIPTION: SÓ MESMO A MERDA PARA CURAR A MERDA. PROCUREM O POST DO TABOSA, AQUELE EM QUE CABEÇA DA ESQUERDALHA TEM UMA SANITA COM MUITA MERDA CASTANHA A SAÍR.

    BEIJINHOS A TODOS, TURDS.

    EH PÁ AGORA VOU CHAMAR-ME ZAZIE

  18. Epístola do apóstolo São Paulo aos Gálatas

    UN PEU DE DOCTRINE, MES FRERES, PRETEZ BIEN ATTENTION ET FAITES VOS PRIERES POUR AUJOURD´HUI:

    Irmãos: Foi para a verdadeira liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permanecei firmes e não torneis a sujeitar-vos ao jugo da escravidão. Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Contudo, não abuseis da liberdade como pretexto para viverdes segundo a carne; mas, pela caridade, colocai-vos ao serviço uns dos outros, porque toda a Lei se resume nesta palavra: «Amarás o teu próximo como a ti mesmo». Se vós, porém, vos mordeis e devorais mutuamente, tende cuidado, que acabareis por destruir-vos uns aos outros. Por isso vos digo: Deixai-vos conduzir pelo Espírito e não satisfareis os desejos da carne. Na verdade, a carne tem desejos contrários aos do Espírito e o Espírito desejos contrários aos da carne. São dois princípios antagónicos e por isso não fazeis o que quereis. Mas se vos deixais guiar pelo Espírito, não estais sujeitos à Lei de Moisés.

    DEUS CONVOSCO

  19. Valupi II
    Apareca cá por baixo que trato de ti,dou-te os cães de caça e as carraças á moda do Algarve,que é com um rabo de arraia,entra bem o pior é ao sair.TRASTE.

  20. Andam para aí uns luises, de quem não se conhece o nome do pai nem da pai, a insultarm gente que dá a cara. Está tudo dito. Não são localizáveis. Nem os incógnitos seus pais que não lhes deram a educação minima exigivel.

  21. Ó João Machado, vai-te foder pá, em que é que tu dás a cara? Não dou a cara mas não me meto na vida dos outros, não sou um cusco nojento, um merditas.
    Se estás assim tão interessado podes ligar e pedir-me a morada, não tem nada que saber.
    Como de momento estou fora podes ligar para 00447971000868 e combinamos algo. Manda-me o mail que mando-te a morada se estás assim tão interessado, até mando fotos, Já te aviso que não sou bonito e não gosto de paneleiros. Não marques encontros paneleiros que eu não tenho a paciência do Valupi e não vou ser meigo a malhar-te por esses cornos abaixo.
    E para o paneleirote do Valupi II é o mesmo.

  22. Eh PA AGORA ESTAS A METER-TE COMIGO Ó MEU CU ROTO.mAS GOSTO DE hOMENS SIM, PÁ, MAS DE BARBA RIJA, TÁS A VER, Ó CAGÃO.
    COME NA MERDA E LAMBUZA-TE NELA.

  23. Luís,

    Não vale a pena. Estes morcões ou morconas, são umas porteiras que vivem disto.

    Uma vez também apanhei com o endemoninhado do Ricardo Alves, a chamar-me cobarde por qualquer treta que o tinha contrariado nas caixas do Blasfémias.

    Fez a mesmíssima rábula da “cobarde escondida atrás de um nick e que mais não sei quantos.

    Respondo-lhe imediatamente para se encontrar comigo daí a meia hora na Brasileira do Chiado, a ver se não lhe repetia o mesmo, frente a frente.

    Cá em casa até brincaram comigo, pelo disparate que era um encontro virtual para insultar um palerma que não me é nada.

    Pois bem. O imbecil largou logo e calou-se.

    Pois agora aproveita essa treta de desafio que lhe fiz para lançar o boato que um dia até me quis encontrar com ele para lhe bater com as minhas doc martens

    abahahaha

    Juro. Eles são umas mariazinhas com conversa de talho.

  24. Ah, e costumava chagar a cornadura (não é eufemismo, são mesmo cornos) do Bode Esperança.

    Mas era uma cena no gozo em que ia apenas uma vez por ano insultá-lo lá, ao antro de insultos que ele dedicava aos católicos.

    E, também no gozo, por coisas perfeitamente estalinistas que o bode dizia, a provocar, disse-lhe que tivesse cuidado, pois se alguma vez me cruzasse na rua com ele, ainda lhe pregava uma rasteira

    ehehhehe

    Não é que o imbecil do Ricardo Alves fez correr esta treta numa versão completamente deturpada, por toda a blogosfera.

    É assim, estes tipos só merecem ser feitos em cacos pela sátira.

  25. Luisinha:
    Gosto muito de valentonas à distância. No estrangeiro. Quando vieres cá a Portugal, contacta o CF. Eles fazem-te chegar até mim, para um chazinho de urtiga,
    Entretanto, tem tento na lingua, não sejas malcriado que a mamã fica triste, não penses em política que sonhas com os maus e as fotografias fazes um rolinho com elas a abafas a palheirinha como já se percebeu que gostas. Está bem?
    Então adeus e até ao teu regresso. A conversa morre aqui e recomeça no chá de urtigas.
    Ponto final

  26. Esqueceu só dizer que ainda gastei uns trocos a ligar para o número que deixaste aí. Mas não estavas ou não quiseste atender. Ficou o recado.
    Ponto final definitivo.

  27. Este povo droga-se nas horas! Vocês vão mas é todos fazer Yoga para relaxar! Mas isto é a caixa de comentários do Público ou do DN ou é a caixa de comentários de um blog sério? Se querem

  28. Ó meu granda morcão, atão andas aí a deixar números de telefone e emails e vem tudopara tras e não atendes. Ouve lá, ó scumbag, escondes-te atras do reposteiro é?

    Queres ver que tens musculo no braço e onde precisas tê-lo, tens pele para linguiça???

    ÓMEU GRANDA CAGAO ROTO, QUAUNDO VIERES CÁ PASSA PELO CF, QUE TE CASTRO EM DOIS TEMPOS. AINDA POR CIMA SE ES FEIO COMO A MORTE, FOGO, NEM TE DOU DIREITO A ABRIR A BOCARRA, Ó COMUNA!

    TÁS A VER UMA MÃO? AGORA ESTICA OS DEDOS! SOPRA EM TODOS. ESPERA AÍ QUE EU DOU-TE UM PEIDO NESSA PORRA DA MÃO. OK, QUAL FOI O DEDO QU EFICOU DE PÉ? TÁS A VER? É ESSE MESMO. ENFIA-O NA BUNDA, QUE DE FEIO QUE ÉS NÃO HÁ-DE HAVER PANELEIRO QUE TE QUEIRA.
    EAT SHIT, SCHMUCK.

  29. E TU ZAZIE! MAS TU ÉS GAJO, GAJA OU FAZES DOS DOIS. TENS CÁ UMA LINGUAGEM, PÁ.
    VALES NADA MINHA. ANDAS AÍ ALARGAR POSTAS DE PERÍODO, ACABOU-SE -TE O BERBEQUIM, PÁ, E METES-TE A TARALHÃO. MAS TU METES MEDO A ALGUÉM? E ENTÃO SE FORES GAJA. MOSTRAM-TE A CABEÇA ZAROLHA E FICAS LOGO DESNORTEADA.
    SE FORES HOMEM, SÓ PODES SER DRAG QUEEN, PÁ, MOSTRAM-TE A CABEÇA ZAROLHA E FICAS LOGO DESNORTEADA. AINDA POR CIMA SE TE PASSAREM A MUSICA DOS ABBA E O GAJO PUSER UNS ÓCULOS Á PINTAS E SAPATOS DE TACÃO, COM O DEDO MINDINHO COM UNHA BICUDA E CHEINHA DE CERUMEN DO OUVIDO, É PÁ, FICAS PERDIDA.

    TOMA LÁ A ASPIRINA. QUISSO PASSA-TE. OLHA BRASILEIRA NÃO, MAS CARTIER JÁ LÁ VOU.

  30. «este blogue é antianalgésico, pirético e inflamatório. Em caso de agravamento dos sintomas, escreva aos enfermeiros de plantão. Apenas para administração interna; o fabricante não se responsabiliza por usos incorrectos deste fármaco.»

    POIS É! INFLAMATÓRIO. O REMÉDIO É QUE NÃO FAZ EFEITO NÃO É? E OS ENFERMEIROS DE PLANTÃO, ESTÃO TODOS KNOCK OUT.

    NUNCA MAIS SE METAM COM O CORTA FITAS, SEUS MORCÕES. A CLASSE POR LÁ É OUTRA. E TU ZAZINHA, VAI LA´LER AS TUAS GINAS PORCALHONAS NAS SANITAS DA RATARIA, QUE NINGUÉM ESTÁ INTERESSADO EM SABER DA MERDA QUE ESCREVES E FAZES. PERCEBESTE?

    zAZIE II

  31. Este merdas acaba por ajudar ao tiro no pé daquelas porteiras, armadas em fidalgas.

    Fica tudo dito. Citam o JPP com as taras dos anónimos e depois albergam estes morcões analfabrutos.

    Este deve ser um hoolighan da bola, pago pelo FCP. Há outro que é marginal e costuma parar pelo Blasfémias.

    É tipo de estrume que justifica ser censurado.

  32. zazie e jrrc, estão a descurar o efeito catártico das caixas de comentários. Este ser precisa de cá estar, está embriagado com a liberdade de poder comentar num regime de democracia directa. Vamos ver se ele dá valor à experiência.

  33. Eu também tenho este mau hábito de não deitar para o lixo trampa do género. Ainda assim, se fosse, nunca lhe chamaria censura.

    Vou indo que o morcão excita-se se lhe respondem.

  34. És uma descabelada, minha filha. Vai rapar a essa parreca de língua, sua trombuda aspirínica.

  35. zazie, não tens culpa de a tua mãe não te ter dado educação e formação. Andas assim mal vestida hoje. Queres que te empreste os meus Prada, filha? É que tu e essas vestimentas às três pancadas…

  36. Sim toina “Educadinha” mas não dizes isso no Corta-Fitas que aí censuras tudo.

    Vou indo porque só vim cá defender o Valupi (por ser um blogger impecável).

    Mais nada e nada de misturas com política.

  37. Que cambada de artistas, ninguem me manda um emailzinho com a morada. É só mesmo goela, só treta, que tristes.
    Só tenho uma mensagem no voice mail do João, mas que também não diz nada de especial, só para aparecer, aonde é que eu não sei.
    Ó João, tens alguma razão, fui exageradamente malcriado contigo, mas tu mereces porque pões-te para aí a dizer que as pessoas não dão a cara, etc, mas eu já dei muita mais cara que a que tu dás e vais dar. Não penses que há “anónimos” como eu que se for preciso aparecem para seja o que for.
    És um bocado burreco, pá. Que culpa tenho eu de não estar aí nesta hora? E se estivesse aí, eu no norte e tu no sul, que grande diferença faz? Foda-se!
    Tu é maluquinho como o outro, não és?
    Sei perfeitamente que exagerei mas é isso que merecem uns cuscos sem vergonha nenhuma, que não têm a mínima ideia da ridícula figura que fazem, pelo menos é o que parece, uns autênticos pides, uns controladores de não sei bem o quê. Porque é que ficam tão obcecados com a treta de um gajo mandar uns bitaites na boa, sem chatear ninguém, e que se chatear também facilmente se descobriria os dados que interessam aos cuscos, se fosse caso de polícia, ou mesmo que nem sequer se chegue a isso, porque eles também podem ser fornecidos de boa vontade?
    Não adianta, o melhor é mesmo ignorar pessoas assim, não percebem que se fodam.

  38. Ai Luís, estás com uma depressão daquelas que nem te digo. Que discurso.
    Eu fornecia de boa vontade o meu IP, mas sou toina em tecnologias. Espero que a zazie e o val mo dêem. :-) LOL. É tão bom ser etiquetada sob um número. Já me querem cadastrar e tudo.

  39. Estas Educadinhas, em se apanhando em blogue alheio parecem as malucas das inglesas quando aproveitam os gigolos nas férias.

    ahahahaha

    Muito “entupidas” andam elas o ano inteiro, para parecerem betas perdigotas.

    “:O)))))))

  40. É uma chatice terem de passar o tempo a mandarem aquelas florzinhas pirosas aos bloggers e nem poderem dizer o que lhes vai nas entranhas.

    Malucas do caneco, estas Carlotas Jaquinas virtuais.

  41. zazie, já tenho o número do bi, da segurança social e das finanças, mas ainda me falta o do IP. Sinto-me mesmo incompleta… :-(

  42. Tens muita classe ó zazie. Sabes qual é o teu problema? Falta de pirilau.
    Vês fantasmas, acusas pessoas, invejas pessoas, tás mal. Parque da saúde contigo, pá. Toma banho primeiro, chiça, ainda por cima, não lavas o cabelo, imagino por dentro.
    Pá, cheiras pior que a rua do Arsenal, e olha que esta é bem característica pelo cheiro a bacalhau, mesmo assim cheira melhor do que tu.

  43. Ó palonço, do Luís, meu, sou maluco. Pois é pá. isso deve dizer-te tudo, não é? Mas és burro que nem calhau, é que sou inimputável, portanto, pá vê lá se és tu que atinas, meu latrinas, que eu de vez em quando vidro-me, não sei se tás a ver a cena.
    És tu a e parva da zazie, a gaja que tem nome de cadela e me anda aí a confundir. É burra todos os dias.

  44. Ão, Ão Zazie. Diz pá, és cadela, és cão? No pedigree, i am sure.Look, scumbag, just go around the corner, find a dick, shove it up your ass and then buy some pads for your nasty big and dirt mouth.
    As for you Valupi, just kiss my griss.

  45. Porra, a Zazie a esta hora já fez evacuar a barraca onde mora. A gaja hoje não parou de falar de coentros, de salsa. Só não fala em alho, porque fica logo com vontade de chorar . Vou passar a chamar-te Zazie Oscar Alho.

  46. oh tou-te a ber, olha que a gente só fala do que nos faz falta pá! Além disso sou amigo da Zazie. Deixa-te de caralhadas, vai com o Espírito Santo e sê feliz.

  47. Oh JUL. Just shut the fuck up. Diz a essa gaja, que dá pelo nome de Zazie, nome de morcona, cadela, porteira, puta de mesa e tudo o mais que ela chama a comentadoras que nem sequer andam por aqui mas que ela lê, que vá levar onde levam as galinhas! Se és amigo dela, faz-lhe um favor. Entope a gaja até à garganta, a ver se a pintelha se cala.

    Quanto às caralhadas que falas, enfia-as onde tu estás habituado. Eu cá gosto da palavra raíz no sítio certo, tás a ber, meu, mas também gosto de caralhetas. Vai à sopa da pedra e vais ver que me dás razão.

    Zazinha, quando decidires meteres-te com alguém, pensa duas vezes, e já agora sempre podes usar roupinha da contrafacção. Tás a ber, pá? Dedica-te aos coentros e planta urtigas no cú, para estares o tempo ocupada e não te meteres com ninguém.

    Coça-te filha, coça-te,fecha os olhos e simplemente pensa em meias de leite. Agora volta para a portaria cumprimenta as pessoas como deve ser.

    Já puseste água oxigenada no bigode?

  48. É verdade ó morcona da Zazie! O QI negativo abunda aí nessa cabeçorra ordinária e foleira.

    Se fosses inteligente e esperta, o que não és e pensas que és, já terias percebido que Portugal é bué da pequeno. O cocanha, como o nome diz, revela aquilo que gostarias de ter, mas pelos vistos, ficaste-te só pela aglutinação da parole.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.