És grande, Pacheco

Então, primeiro abanquemos aqui: Central de contra-informação: vida e obra dos “blogueres «da corda»”. O que lá temos escarrapachado é uma versão do famigerado Carlos Santos, esse um caso de aguda patologia que chegou a ser explorado abjectamente pelo jornalismo de esgoto. Fernando Moreira de Sá joga numa divisão abaixo, a da maciça estupidez. No entanto, como ele em gáudio infrene celebra na entrevista, a sua e a restante estupidez do bando onde fazia pela vida era quanto bastava para dar a volta aos tontos dos jornalistas. Claro, há sempre um tempero que se pode acrescentar como hipótese a tão desgraçada imagem da imprensa: esses jornalistas não eram nada parvos, eram outra coisa. Pois.

E de seguida aterremos aqui: COMO ENTAO SE DISSE. É o Pacheco. O grande Pacheco. A dizer que ele já tinha dito. Que já tinha avisado. Que ele é que tem razão. E que Sócrates é que tem a culpa.

Não, o Fernando Moreira de Sá não merece mais do que estes 5 minutos de infâmia. É um pobre coitado que expõe candidamente o nível político e ético de Passos, Relvas e respectiva camarilha. E se não expõe, então será alvo de um caudal de processos nos próximos dias. Mas não vai ser, pois não? Ora, mas como se ele continua na posse dos seus computadores e telemóveis heróicos e trabalhadeiros? Pois é, maneiras que. Só que não estamos perante uma, perante uma, como é mesmo que se chama, perante uma… novidade. Uma novidade, exactamente. Não estamos perante uma novidade, certo? Ou seja, isto de ver aqueles que fizeram da calúnia e do ódio a sua práxis política a revelarem-se o que são é velho de 5 anos.

O que deve importar é o grande Pacheco. Porque a quem muito é dado muito deve ser exigido. E o Pacheco tem muito para contar, fruto saboroso dos muitos livros que possui, do muito que viveu, do muito que pensou, do muito que recebe pelas muitas actividades por onde espalha o seu inesgotável brilhantismo e pelo muito público que lhe dá atenção. Foi assim que andou a escrever e a vocalizar a troco de dinheiro que certos blogues de uma certa “FRENTE DA CALÚNIA” eram o braço armado do pérfido socratismo. E foi assim que, em nome do Povo, o grande Pacheco foi violar e escarafunchar a privacidade de Sócrates. Saiu do transe a garantir que tinha descoberto provas de algo diabólico. O facto de o seu comparsa de voyeurismo, o comunista João Oliveira, ter garantido precisamente o contrário não o perturbou. E depois foi descansar. Tinha conseguido o que queria, isso de hoje poder alarvemente bufar que ele é que sabe, que Passos é que safou o criminoso do Sócrates, que Sócrates é que criou o modelo para as pulhices dos ranhosos do laranjal.

O grande Pacheco é o nosso grande caluniador. E nunca irá pedir desculpa pelas mentiras que espalhou impunemente. Aliás, ao dia 14 de Novembro de 2013, continua a repeti-las. Que a comunicação social premeie este emporcalhamento sistemático do espaço público, e que o António Costa aceite credibilizá-lo partilhando o mesmo programa, eis algo que faz do infeliz do Fernando Moreira de Sá quase um santo.

16 thoughts on “És grande, Pacheco”

  1. o moreira de sá é um aldrabãozeco que dá a cara por uns trocados. interessante era investigarem as negociatas dos caixões martins e outras vedetas especialistas em comunicação da treta. o que vale é os gajos acabarem por botar a boca no trombone quando a coisa não lhes agrada ou acharem que o reconhecimento do trabalhinho foi injusto. cenas destas é o pão nosso da bloga direitola.
    http://oinsurgente.org/2013/05/13/quem-paga-as-campanhas-do-psd-em-gaia-e-no-porto/

  2. o guru da marmeleira é o maior, diz que foi o inventor da bloga nacional e parece que encabeçou um movimento para fuzilar os anónimos. tamém acho que já era altura do costa mandar bugiar a quadratura e participar num programa que não sirva para o pacheco retocar a imagem do cavaco e o idiota do xavier glorificar o governo.

  3. Concordo absolutamente.

    O Pacheco é o bandalho-mor, um alucinado filho-da-puta, que vai acabar muito mal, como todos os canalhas que se julgam intelectualmente superiores aos facínoras puros e duros e que vão chafurdar na merda com eles, pensando-se a salvo pela sua superior dotação meníngica. Mas nunca estão.

    Os chacais tipo-SS gostavam mais de fuzilar os seus camaradas caídos em desgraça, do que alvejar os próprios inimigos!

    O Pacheco está condenado.

    E o Costa deveria abandonar a pocilga quanto antes, para não ficar com o cheiro agarrado à camisinha.

  4. Parabéns por este excelente naco de prosa que tanto me fez rir não sendo humor mas sim sarcasmo sem fim o que é melhor ainda.

    De facto, a matéria fecal que existe na “choldra” do Eça e na “piolheira” do Bragança, é lídima representa do caceteirismo miguelista (não o do miguel reles, mas sim o do Miguel Bourbon).

  5. é mais uma evidência da estratégia da insídia permamente e persistente que os pulhas puseram em marcha para se alçarem ao pote. estratégia essa que foram beber ao mineteiro-mor pacheco (como maquiavélico que é, agora diz que teve razão) e à fox news. claro que tiveram muitos apoios. a comunicação social (praticamente toda!) foi a principal. mas também o cavaco e o seu fel. e também a justiça, com o seu procuradorzeco de aveiro. e a esquerda pura que alinhou alegremente com todo este esgoto. toda esta festa levou o país para a insanidade. até o resgate foi comemorado com euforia e os estrangeiros olharam, surpreendidos, para portugal como um hospício de gente masoquista (o andré macedo, outrora também a alinhar na pulhice, confirma o masoquismo). a espanha e a itália cerraram os dentes, uniram-se internamente e evitaram mandar-se deliberadamente para os braços da troika. por cá levaram sorridentes os carneiros ao sacrifício. para gáudio de muitos e benefícios monetários de uns quantos (catroga, fal&bloggers).

    tudo isto me dá vontade de vomitar.

  6. ouvi hoje um pouco do quadratura do circulo e a intervençao final de pacheco pereira a malhar no governo.confesso portanto que não sei se o poste teve a ver com outras intervençoes do pacheco no quadratura ou fora dele.agradeço ao ignatz a oportunidade que nos deu, de vermos a estrategia utilizada pela da direita para chegar ao poder,onde esse moreira de sá teve um papel preponderante.efectivamente o ataque foi muito bem orquestrado,e por isso foram quase todos recompensados. até o comuna antonio figueira do cinco dias,( é so merda…) foi para o governo.para terminar, continuo convencido, que estes “truques” do governo , são “esgalhados” por um miguel relvas inteligente, como todos os bons vigaristas!

  7. E, jà agora,”Valupi”, diz là o teu nome verdadeiro, mostra là a tua carinha e a lista dos outros nicks com que trabalhas para o Sr. Engenheiro.

  8. até parece que estamos a ver a tua, Susete, e a dares conhecimento para quem trabalhas (como se emitir opiniões de bom carácter fosse, e é, nicho de alguma coisa – de gente com e sobre bom carácter, pois claro).

    e tu, Víctor, agora que já viste as cuecas podias dedicar uns minutos à verdade limpinha que aqui se escreve e lê.

  9. susete ramos, e tu para quem trabalhas? para o jeronimo do pcp ou o do pingo doce? o quadratura do circulo,é um programa original.tem um politico lobo xabier,que foi posto ali para defender “interesses particulares” atraves do cds.pacheco pereira,seria o maior defensor deste governo, se o banana do pm o tivesse aproveitado como deputado.é um homem ferido no orgulho e no bolso.ainda recordo no cavaquismo as varias apariçoes por semana, no telejornal da tv publica(não é exagero) a defender o indefensaveldesse governo de má memoria. como os estragos na sua vida ainda não eram de grande monta, esteve na agenda de um candidato acabar com o tacho da sua mulher no fantasporto. para o evitar, fez campanha contra “o grande filipe meneses” que de provavel rei do norte,passou a ser conhecido até a eternidade como “o rei do porco assado”. os elogios a rui moreira e manuel pizarro apos a vitoria eleitoral,foram muito oportunos…por tudo isto,só posso dizer que antonio costa,ao alinhar no quadratura do circulo,perde “uma hora” num local muito mal frequentado.o tempo o dirá! Nota: as criticas de pacheco a socrates,são necessarias para manter a ligaçao com o ppd/psd para o pós passos coelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.