Chefe é chefe

Já sabíamos que o “Laboratório de Ideias” do PS esteve pensado para ser o veículo da promoção interna do Carrilho, assim mostrando aos socráticos que se deviam preparar para serem tratados abaixo de cão. A sonsice vingativa não correu bem, porém, tendo Carrilho de alegar uma estupidez qualquer para desistir do lugar. Agora, Seguro anuncia que o “Laboratório de Ideias” está cheio de chefes de família, que o Secretário-Geral é um chefe de família e que os chefes de família distinguem-se por fazerem contas à vida.

A facilidade, a genuinidade, a espontaneidade – aliás, o orgulho – com que Seguro se identifica com uma visão patriarcal da família é coerente com o culto de personalidade de que é o primeiro e mais entusiasmado militante. Tendo em conta que o homem afiança estarem dezenas, ou centenas, ou milhares de outros chefes de família a debitarem sentenças no “Laboratório de Ideias”, é altamente provável que ainda se veja este PS a defender que devem ser os maridos a decidir se as mulheres podem ir trabalhar ou estudar. Tudo em nome do corte com o passado que nos levou à bancarrota.

4 thoughts on “Chefe é chefe”

  1. a diferença entre chefe e chefete é nenhuma – há é a semelhança do riso que ambos esses estados do querer ser perante os outros me provocam. e depois do riso vem um grande divórcio. só gosto de chefs nas comidas. :-)

  2. Acabou! Além de Estalinista a esconder a história agora deu em Salazarista Vá mas é trabalhar para as Caldas
    .PS com Seguro, nunca mais !

  3. Bem vistas as coisas o Tózé julga-se o Luis XIV do século XXI ! Ele é o SOL que
    ilumina o “rebanho” do PS ! Repare-se na ênfase que ele dá ao eu decidi, escrevi,
    mandei e faço pelo PS! Não passa de uma figura sem verdadeira estrutura política
    e intelectual para vir a ser P. Ministro numa altura é que será urgente fazer reformas
    de fundo para que o País possa progredir!!!

  4. Cada vez compreendo menos a desistência de Costa. Será que ele percebeu a tempo que os militantes do PS estão de alma e coração com aqueles que renegam o passado da governação do PS, mais concretamente, do PS de Guterres e Sócrates? Teremos no horizonte a fusão dos partidos dos jotinhas Passos & Seguro? Pelo que tem afirmado, Seguro faria tudo o que Passos está a fazer mas de forma mais suave. Portanto, é só uma questão de sincronização…entre este PS e este PSD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.