26 thoughts on “Tríptico competentiae”

  1. com o cavacóide ao piano e a leiteira em vocalista fazia-se um belo quinteto de possidónios, o ervas na bateria, o 15-é-a-seguir-ao-14 no baixo e o massamá no contra-baixo.

  2. (psst, os Loucos do meu País já vão em 120. Ainda o J. Camacho estava receoso de que se afugentasse as visitas). ignatz, deixei lá uma muito linda, cheia de amor universal, podia ser um tema para essa banda maravilhosa que sugeres fazer uma cover-dedicavam uns aos outros.

  3. curto à brava essas d’amor universal, se for do reino de deus melhor. memórias de piss and love nas ruas de s. francisco do carmo e convento dos rades trinos da redenção dos cativos com ovo equestre. por mim iam todos na próxima ramona.

  4. caramba, também às vezes és de uma crueza, pá. Olha que eu também lá espetei a nina (não é das minhas preferências, mas vinha a propósito) e também elogiei os melros e os que os ouvem e ainda falam a linguagem (em música), o que já não é para todos. Embora, no tal caso tenha dois sentidos – blackbird em amaricano também quer dizer garota negra (bird – calão para miúda).

  5. então o Joaquim era a gaivota, e nós éramos o quê, nessa arrepiante guerra dos pássaros? (não me importo de ser o pardalito, mas na condição de virar falcão se me subir a mostarda ao bico)

  6. que música incrível…e pensar que há clássicos de Walt Disney com música de Bartók, só para dar um exemplo…

  7. devias dizer: un conejo porque no?
    pues porque en português já é mau, em castellano é um assassinato desta pérola (estou especialmente ofendida porque os meus preferidos são precisamente o Bugs Bunny e o Pato Maluco).
    Diz um comentador aí no link:
    Viva el doblaje antiguo. En verdad los actores eran profesionales, pero siempre la mayoria de los gritos, lloriqueos, aullidos, risas macabras de los personajes de Looney Tunes eran hechos por el difunto y legendario actor estadounidense, Mel Blanc, La original voz de los Looney Tunes, pero en la versión gringa. Mel era conocido también por crear la risa del pajaro loco.

    Desculpa, estamos em culturas opostas: qual é a diferença entre calar o Mel Blanc em doblaje antiguo e em doblaje modierno? Mas que mal é que os actores estrangeiroa fizeram aa Espanha, para lhes estragarem o trabalhinho todo? (acredita que isto, em castelhano, perde a graça todo, pobre coelho). Viva a versão gringa!!!!

  8. tás armada em tansa ó quê? se bem m’alembro tu eras a granfina e eu o palerma da bodega bay que tu resolveste engatar numa loja de periquitos. o resto já não recordo porque vi o filme há bués. pera lá lembro-me do db2 do taylor, acho que vi o filme 10x por causa do carro*.

    *esta parte é dedicada ao melro que não gosta de aston martin(s)

  9. nada disso, esqueceste-te da parte em que digo que também gosto do pato maluco (larga uns perdigotos, mas tem o seu charme)

  10. Edie, que vou fazer-lhe, assim com essa doblagem foi como o conheci, e acho que só fala assim o demo do coelho. De criança não gostava dele, e tal vez sería pela doblagem, não sei?. Agora sim que gosto.
    Mas agora gostei muito desta que escutei agora por curiosidade; fez copy, e botei uma boa gargalhada.
    valeu á pena, sim. Tudo obrigado o Sr. Passos Bunny.
    boa noite para tudos os doentes, sigam a tomar aspirina.

    http://www.youtube.com/watch?v=4p5r0jts2N0&feature=relmfu

  11. reis,

    touché. Isto ainda é pior, mas é uma invenção recente, não cresci com estas dobragens de retardados, pelo menos tem algumas legendas ara os putos intelectuais…

  12. ignatz darling.

    sabes perfeitamente que não é só ” só cabong, catrapuz e bummm”. E tal afirmação até fica mal vinda de um rato que atira tijolos.

    “mas isto sou eu, o cruel.” – tás a ver, quando amuas, ficas como o daffy duck.

  13. fazias sucesso com o pato tatuado no artelho adornado com uma pulseira de tornozelo com bico de melro pendente em safira amarela. não dês ideias que começo a ajavardar o assumpto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.