15 thoughts on “Realidades óbvias”

  1. Esperar resposta para depois rebater com elementos da Lua, todos fazem.

    Diga-nos você, Daniel Santos, porquê que não é mentira .

  2. Então foi por isso que a inquisição laranja andou este tempo todo a tentar queimar o homem…
    Qualquer um topa quem andam mesmo ceguinhos de todo.

  3. No que respeita ao vosso heliocentrismo, nada a acrescentar. Aliás, isso talvez explique a primeira frase.

  4. Ouvi hoje duas pessoas do PSD dizerem que não há maneira nenhuma de votarem Passos Coelho. E se forem mais de duas a pensar assim no psd? Está tudo a ficar ceguinho por aquelas bandas?

  5. levou pois. e ainda bem que o psd “derrubou o governo e fez vir o fmi” , porque parece que o programa do fmi , para além do carcanhol vir e ser mais barato, é mais suave que o pec 4 , e provavelmente que o 5 6 e 7 ….e 100. o socrates até disse que era tudo muito bom , uma maravilha que nos vai fazer sair da crise. faz favor de agradecerem ao passos e ao seu derrube.
    e as vezes não basta ter um par de olhos. há quem precise de óculos também.

  6. Pais, ou País? Essa é que é a Questão…

    Já para não falar da Outra: se Santana Lopes (ou Durão Barroso e Ferreira Leite) tivesse continuado a “governar” com P. Portas, como estaríamos nós hoje?!! É melhor nem sequer pensar nisso, senão nem no Séc. XXII nos livramos dos pesadelos…

  7. Azar de muitos é o que o governo que vier a estar à frente do País vai ter de apresentar um PEC V, um VI e por aí fora a não ser que não exista défice excessivo.
    É que são obrigatórios e devem ser apresentados regularmente de acordo com o Tratado de Roma

  8. Azar, azar, mas mesmo azar, é que o memo da troika diz o que tem de acontecer, mas não diz como fazer.

    Estou para ver as propostas dos partidos que quiseram o FMI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.