23 thoughts on “Aguardemos pois. De preferência sentados…”

  1. por acaso conheci um dos signatários – Manuel Falcão- mas esse está agora instaladíssimo e não tem motivos de queixa. Penso que todos foram devidamente recompensados e vivem agora no país das maravilhas – uma dimensão paralela ao nosso próprio país.

  2. Para que servem os espiões, as escutas telefónicas, as carrinhas à porta dos advogados, ó pazinhos, estes gajos do PSD continuam a travalhare da mesma forma, morcões, se fosse à jornalista partia a cara ao jornalista, ao avrigo do principio da igualdade de armas

  3. Um jornal que não defende um seu colaborador, que depois de pressionado (hoje parece que é normal no tempo de Socrates deu inquerito parlamentar) ainda é feita uma ameaçada de devassa da sua vida privada,não é um jornal mas um pasquim de merda.

  4. ignatz, eu também, mas por vezes, aparecem uns fãs talentosos, como aqui o Metheny e…
    http://www.youtube.com/watch?v=MYcZ6s3z1jg

    “The Beatles were huge for me. Without them, I don’t know if I even would have become a musician or a guitar player. When their hits started coming out, I was 8 and 9 years old and it had a tremendous impact on me. I saw the movie “A Hard Day’s Night” multiple times when it came out and I always loved that song. It is kind of impossible to imagine doing a record like this without including at least one Beatles song.” – Pat Metheny

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.