Votar PS como voto de protesto

Nestas eleições, o voto mais sensato, e útil, é no PS como protesto contra a oposição. Votar contra a oposição é um gesto sofisticado — diria mesmo cool, se soubesse o que é o cool — revelador de uma alma convictamente democrática e profundamente europeísta.

40 thoughts on “Votar PS como voto de protesto”

  1. Esta frase , mais parece um slogan dejá vu e bem piroso é uma patética tentativa de fazer propaganda política, é o apelo a um Partido vendido o que de pior apareceu em Portugal

  2. Olha, o gajo-que-dizia-que-não-ia-votar-no-PS anda a fazer de papagaio do Gepetto e diz-nos, agora, que o voto «útil» e «sensato» é no PS…

  3. não percebo como é que se pode votar de protesto «em mais do mesmo».

    há pois, protesto contra a oposição que não deixa a “maioria governar”…

    és mesmo um brincalhão, Val.

  4. Pois é isso mesmo que irei fazer, irei castigar esta oposição medíocre e rasca. A mais rasca e estéril do nossa história democrática. Irei castigar este comportamento bota-abaixista de quem anda há mais de 4 anos a apoucar, insultar e a dizer mal de tudo o que é feito.
    Quem passa a vida a dizer mal dos outros não pode esperar que na hora da verdade as pessoas confiem neles, pelo contrário, só acicatam a nossa desconfiança e o nosso desprezo pela sua maledicência.

    Amigos, só em minha casa serão 7 votinhos para o verdadeiro partido da Liberdade e do Povo. 7 votinhos para o Partido Socialista.
    7 votinhos contra os lorpas da Roubalheira e contra os lorpas dos Corporativismos.

  5. guida, bem-vinda a um movimento que irá convencer 10 milhões de portugueses, ou mais.
    __

    olho, também podes pertencer a este movimento. Sinto que estás cada vez mais perto de votar PS.
    __

    Fernando P, exactamente.
    __

    ds, disse que não ia votar PS para as Legislativas (a menos que eles apresentem uma solução para a tragédia na Justiça).
    __

    luis eme, e eu não percebo como se pode querer derrubar um Governo benéfico para Portugal sem haver qualquer alternativa. Com certeza que o PS não esgotou as possibilidades de governar o País, e outras opções serão possíveis, mas onde estão elas? Essa é outra tragédia, a par e na base da tragédia da Justiça, isso de não existir oposição construtiva.
    __

    baladupovo, muito bem.

  6. Val, tenho a sensação que a mensagem vai sair em duplicado. Desculpa!
    Sabes que partilho dessa tua opção política. A minha dúvida hoje é mais angustiante: deve o voto ser voluntário ou obrigatório? O debate é interessante. O meu contributo no albergue do costume: http://tinyurl.com/pa8xtk Abraço, Carlos

  7. Ah, está bem… Então isso quer dizer que, para ter o teu voto, basta ao Pinóquio prometer uma qualquer solução para a Justiça – como prometeu criar 150000 empregos; como prometeu referendar o tratado europeu; como prometeu revogar o código do trabalho do Bagão Félix; como prometeu não aumentar os impostos; como prometeu combater o desemprego; como prometeu governar à esquerda, etc, etc. Só te quero dizer uma coisa, Valupi: a oposição contra quem tu protestas não é responsável por haver pessoas (como tu) que gostam de ser enganadas…

  8. Eu não sabia exactamente porque ia votar no Sócrates/Vital. Agora já sei. Obrigado pela dica, Valupi. Vou votar contra a campanha negra, aproveitada, de uma forma tão manhosa que só visto, pelo bloco dos partidos da oposição. Porque os executores da campanha foram outros. Pelo menos explicitamente. Magistrados. Policias Investigadores. Jornalistas.

  9. Eu sei que o poder judicial é tão ou mais manhoso que o poder executivo, que, praticamente, não é controlável. Mas ou o obrigamos a reformar-se ou temos de o aceitar tal como é. Creio bem que não é o Partido dito Socialista que conduzirá essa necessária Revolução.
    O PS tem-se mostrado pior do que a conta; mais papista que o Papa; mais direitista que a direita; mais arrogante e sobranceiro do que qualquer outro partido portugUês. O PS é, com certeza o partido de gente discreta e nenerável, mas incapaz de um um grande dsignio nacional e de gestos de magnanimidade para o povo.
    È por isso que amanhã vou votar contra o PS!
    O resto é conversa de fiéis e convertidos.

  10. Pois amigo
    Votar PS é votar na política da rasteirice e na política da lama. Votar PS é dar créditos a mais fartar vilanagem.
    Para ser representado por alguém com dignidade política e por estar farto de todos estes socialistas que só nos arruinam e nos roubam, voto PSD. Para mim basta!

  11. Quando apelas ao voto útil, apelas ao pior que se pode ter em democracia.

    O Voto representa convicções. É demasiado importante para ser utilizado como útil.

    Sofisticação, segundo o quê? O manual da Bobone? Tem juízo e larga o vinho.

    Só alguém que sofra insanidade mental pode apelar ao voto no lente baldas.

    Quem quizer protestar contra o governo vota em quem?

    O tua ideia é fraquiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinha (comecei por escrever raciocínio, mas percebi que de ti tal coisa jamais sairia, por isso mudei para ideia) . Estas eleições não são para o PE? Se sim, porque se há-de votar contra a oposição portuguesa?
    Para além de fraquiiiiiiiiiiiiiiinha a ideia é perigosa, imagina que o PS não ganha a eleição, vais dizer o quê? Que a oposição ganhou a eleição?

    larga o drunfos

  12. Ó IBN Erriq

    Ainda não deste conta que o disco rachou nessa do «larga o vinho»? És assim tão falho de imaginação que não consegues inventar outra? Larga essa do vinho, pá! Monotonia enjoa.

  13. Caro Valupi, primeiro dia pré-libertação, ainda há algum trabalho a burilar.
    ABAIXO quem manda acabar o vinho, o vinho não pode acabar nunca, o ópio do povo é sagrado, voto a favor do vinho. Voto a favor mesmo dos que bebem mais do que podem. O Cavaco tinha má cara, deve ser dos que bebem para lá da conta.
    Valupi segue correio via email.

  14. Amanhã, pela primeira vez em muitos anos, vou votar em quem nunca votei. Amor por novas experiências? Não, horror às velhas! Vou votar contra os corporativismos, vou votar pela mudança, vou votar contra a saloice, vou votar contra periferia, vou votar contra os chico-espertismo, vou tentar castigar a mais abjecta campanha de desinformação alguma vez feita neste país. Vou mostrar um amarelo à esquerda imbecil e um vermelho à direita prepotente e trauliteira. E depois do meu dever cívico “comprido”, pois ainda faltam mais dois “comprimentos” irei de Alcântara a Belém aos pastéis, sempre tendo em atenção que quando entrar na Praça do Império voltarei a cabeça para a esquerda porque o espéctaculo com que me posso eventualmente deparar à direita não é bonito de se ver. Temos de mudar a principal figura do cartaz!

  15. a luta continua!
    abraço nik e parabens teu brilhante trabalho de pesquisa e analise!
    Valupi, aquele abraço sempre, extensivo toda malta com “dores de cabeça”!
    é uma maravilha estar aqui convosco”!
    Aspirina sempre!!!!

  16. Prefiro a razão à negação e o mérito ao protesto. Contudo, também vou votar como protesto contra a nossa direita marada e esquerda parada. Mas vou faze-lo sobretudo contra uma certa direita neofascista que, de forma preocupante, está a proliferar na UE. Vital Moreira e a lista do PS é, sem dúvida, quem mais garantias me dá. Estamos a falar de europeias, claro. Mas quem sempre desejou transformar estas eleições numa avaliação da actual governação foi a oposição. É natural. E assim será.

    Façam as fitas que fizerem, esta governação tem muitos méritos. Mais ainda do que jornalistas ou analistas que os pretendem desvalorizar e esquecer. E eles que não se esqueçam de incluir nas análises que vão fazer aos resultados, o facto de passarmos por um momento único das nossas vidas em termos de crise sistémica e de mudança de paradigmas de desenvolvimento. Mas nós sabemos que os analistas políticos da nossa praça não querem saber disso para nada na altura do seu juízo. Não estão para aí virados porque a sua extraordinária visão não alcança mais de um palmo em redor do seu umbigo.

    A nossa democracia é ainda muito jovem mas a sua história já tem muito para nos ensinar. E a verdade é que não há alternativa. A oposição não quer e/ou não sabe governar. Os argumentos estão por aí. E são tantos. Sócrates, pelo contrário.

  17. Adorei este último Cartaz:

    Um homem gordo e bem cevado como um Javali,

    aponta o dedinho balofo para um telefone de mesa e por cima

    vem assim escrito:

    SE QUER SABER AS IDEIAS DA OPOSIÇÃO PARA PORTUGAL E PARA A EUROPA…
    ..por favor MARQUE 0 (ZERO)

  18. hellooooooooo acordem!
    q ideia patética e risível, meninos ps… a quem se dirigiu esta v/ campanha tolinha???
    caso para dizer q a megalomania e falta de sentido do ridículo do pinokrates vos toldou os neurónios lol
    os caçadores (n sei se de votos se de risos) saíram caçados nas europeias! aguardem as legislativas lolol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.