12 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. o santos silva manda chamar o embaixas iraquiano e diz-lhe para retirar a imunidade aos filhos, caso recuse é devolvido à procedência com a família e o próximo só recebe acreditação depois de paga a conta dos estragos.

  2. Diz o artigo 31, “1”, da Convenção de Viena”:

    “1. O agente diplomático gozará da imunidade de jurisdição penal do Estado acreditado. Gozará também da imunidade de jurisdição civil e administrativa, a não ser que se trate de:

    (…)

    4. A imunidade de jurisdição de um agente diplomático no Estado acreditado não o isenta da jurisdição do Estado acreditante.”

    Portanto, o diplomata Iraquiano que comete um crime no estrangeiro deve ser julgado no Iraque segundo as leis iraquianas.

    Ora se não estou em erro, no Iraque, a pena para o crime em questão poderá ser a decapitação dos indivíduos numa qualquer praça pública.

    Aguardemos pois.

  3. Julgar os atos praticados por “agentes inimputáveis” calculando a indemnização máxima prevista pela lei,

    Depois, levar a conta aos pais. Não pagando, são todos expulsos de Portugal.

  4. O governo que se abstenha. à Justiça o que é da Justiça!
    Não é?

    É que a hipocrisia irrita-me. Se fosse o filho de um político a levar a coça, gostava de ver.

  5. O governo deve pedir o levantamento da imunidade às criaturas suspeitas.
    Se tal for recusado deve EXPULSAR o embaixador e as crias, e só deve permitir a entrada de um substituto depois de receber a indemnização devida e de o fazer passar por um crivo à altura !

  6. Uma vez, segundo dizem os entendidos sabedores, que o governo não pode aplicar a sua justiça aos países e seus representantes perante os tratados diplomáticos, só tem um caminho a tomar.
    E é entregar o caso a quem é espertalhaço a cagar-se na Lei e tem jeito vivo e mente ligeira para aplicar a injustiça de maior sacanagem possível à vista desarmada e ninguém ver.
    Isto é, devem entregar o caso no MP ao cuidado da vi dala, do alex andre e do tei xeira.
    E os putos, tipo soldados do daech, podem até nunca ser condenados mas, de certeza, vão andar toda a vida enredados no processo que nem saberão para que lado fica Meca para rezar.

  7. Pensando melhor … é meter a fotografia dos gajos na 1a página do Manholas vários dias a fio até esturricar, e eles não poderem dar um traque sem vir no esgoto a céu aberto, e sentirem-se perseguidos para qualquer lado para onde virem que serão eles a querem dar de frosques.

  8. Eu cá para mim, seria apanhar o ADN do embaixador e dos “arguidos” para verificar se são filhos dele…. Se não forem não haverá imunidade …. Se forem , o melhor será um uma “claque” apanhá-los e dar-lhes o tratamento igual ao da vitima… O resto são tretas….Proteção nunca …

  9. Salvo melhor opinião, deve entregar o caso aos israelitas, que segundo o método judaico-ó-farisaico, aplicarão a melhor justiça .
    O ideal seria os ora dois plagiadores dos filhos do Saddam – um deles, Uday, terá morto um guarda-costas a pontapé – provarem da mesma medicina, ou seja, depois de atropelados por desconhecidos, serem declarados persona non grata e despachados para parte incerta, isto é, um buraco no Neguev . Ora que caralho … o Santos Silva já fez fraca figura com tibiezas e hesitações e teve mesmo o grave deslize de dizer que se calhar até já sairam do País. Ora que caralho! Então ele não sabe ? Que pergunte à colega da Administração Interna, o SEF existe para quê ? Não é precisamente para controlar quem entra e quem sai ?
    O Min. dos Negócios Estrangeiros ( não confundir com o Ministério dos Negócios Internos, que é um organismo de reserva de actuação de ex-governantes sérios e éticos, género Portas, Maria Luis, enfim, por aí adiante ) não dá para estas coisas, é só salamaleques e paneleirices, e não fará nada, enfim, é só bom ordenado e bom berço.
    E então se for o Martins da Cruz a ser chamado para dar ” parecer ” então é que não faz mesmo absolutamente nada, e quem se arrisca ainda a ser preso e a ir a julgamento, é o rapazito barbaramente atropelado e depois agredido .
    Tenho dito.

  10. Ó Jasmim isso das fotos no Diário Matinal não teria grande viabilidade porque não faltariam diversos adivo-gados das melhores firmas da praça nacional a oferecer os seus préstimos a sua esselência o engraxador, e, desde logo, a clamar que estavamos perante um grave atentado ao direito à imagem.
    Bem dizia o Tom Cruise no filme, a Firma, ” querem apanhá-los ? Apanhem primeiro os advogados deles . ”
    Erdogan, dá cá um saltinho, fazes falta .

  11. ora bem, até agora só foi badalada a versão do coitadinho. sugiro que a justiça apure o que de facto aconteceu não levando em consideração serem filhos do diplomata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.