22 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. se é para discutir o pós-troika deveria convocar a maia, a madame min e a santa da ladeira.

  2. Quem me mandou foi nossa Senhora e S. Jorge. Muito preocupados com a sua saúde, pedem-lhe que se demita. A sua esposa já foi avisada, como aliás é costume

  3. O senhor presidente representa o que de pior existe no ser português.
    Muito sinceramente mas sem qualquer esperança, desejo-lhe as melhoras.

  4. Ó meu caro, (eu em particular chamo-lhe outra coisa) porque é que o conselho de estado foi anunciado pelo ganda nóia?

  5. Porque é que Poço de Boliqueime desapareceu do mapa e no seu lugar nasceu Fonte de Boliqueime, tendo mais tabuletas na Auto-Estrada do que Vilamoura e Loulé juntas?

    De que está à espera para colocar o mesmo número de tabuletas nos acessos para a Quinta da Coelha?

  6. Apesar de o tamanho ser o adequado, o Ganda Noira não precisava de ter uns dentes da frente maiores para ser utilizado como pé de cabra?

  7. É verdade que o Ganda Noia não pode ser corrido do concelho de estado per ter sido o guarda livros de todas as falcatruas realizadas durante os seus mandatos, e poder dar com a língua nos dentes?

  8. -Perguntava-lhe se concordava com os exames de avaliação psicológica que os condutores de veículos de passageiros são obrigados a fazer.
    -De seguida perguntava-lhe se concordava que se realizasse um exame nesses moldes aos responsáveis por conduzir o destino de um País.
    -Finalmente, pedia-lhe para me recordar como era mesmo o “…sorriso das vacas…“.

  9. Era para ter comentado antes e ter dado nota que o Carlos César deu hoje da vergonhosa marcação do Conselho de Estado para o Dia dos Açores e para mais sem ter mandado uma mensagem (nem o Passos Coelho). Usem pins com a bandeira de Portugal e tenham esse tipo de comportamento. VERGONHA!!! Quanto açoriano estou sentido por este “esquecimento” das instituições que (des)governam o nosso país…

    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=652894&tm=9&layout=123&visual=61

  10. primeiro, metia os dedos na goela e vomitava-lhe nas trombas.
    Depois, como não se pode dialogar conversas de jeito com senis mau carácteres, insultava-o…e mandava-o respeitar a nossa senhora coitadinha, que nunca sonhou ver-se associada com javalis.

    Mas agora somos governados pelas crenças da Maria???
    Já nos basta a herança das mulheres de atenas…
    http://www.youtube.com/watch?v=YE9rfrvyzOo

  11. mas depois agradecia pela tragédia lusa, mais ou menos grega, com a sensação desilusória de que o Qi da besta nunca entenderá o “agradecimento”, porque cada tragédia é uma bêncão de fátima, da qual a Maria é intérprete e o cavacus subhumanus porta-
    voz:
    http://www.youtube.com/watch?v=JnOAYO8aOrU

    É um casal PSICOPATA. Isto não é suficiente para uma revolução?Tanto como quanto contra o Marcelo….Primavera. Está tudo entorpecido?

  12. Depois da saída do Mário Soares, DIZIA-LHE QUE TINHA NOJO DELE E DAQUELA GENTALHA TODA E, HUMILDEMENTE, DEMITIA-ME, ROGANDO-LHES A SEGUINTE PRAGA:

    «Vós, que da dor de um Povo inteiro zombais descaradamente, sejai MALDITOS para todo o sempre!»

    (inspirado nas palavras de Vítor Hugo, in “Le Roi S’Amuse”).

  13. As palavras ditas por mim, ao Bobo da Corte e inconspícuo BUFÃO, no 1º Acto (I Quadro) da Ópera que resultou desta peça de Victor Hugo («Rigoletto», com libreto de Franc.º M.ª Piave), são exactamente estas:

    «Tu, che di un padre, ridi al dolore: SI MALEDETTO!»

    Ao que ele responde, aterrado:

    «Che sento? HORRORE!»…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.