Tu que votaste neste palhaço, não acordas todos os dias corado de vergonha?

Quase dois anos depois das eleições, o Governo de coligação PSD/CDS já nomeou 4463 pessoas: 1027 para os gabinetes ministeriais, 1617 para cargos dirigentes da administração pública e 1819 para grupos de trabalho e outras nomeações. Em média, ministros e secretários de Estado nomearam já mais pessoas por gabinete do que Sócrates nos seus dois primeiros anos de mandato.

Fonte

__

«Está na altura de racionalizar a dimensão do Estado», disse o líder social-democrata numa conferência na Universidade Lusófona, em Lisboa, salientando que o «exemplo» de austeridade «tem de ser dado pelo próprio Governo».

«Um Governo seco, enxuto, disciplinador e frugal. Desde logo na sua composição». É assim que Pedro Passos Coelho defende a composição do Executivo. «Não podemos ter um Governo que tenha 16 ministros, mais o primeiro-ministro, e dezenas de secretários de Estado», salientou.

«Temos de ter um Governo que se possa sentar-se à volta de uma mesa e que, com o primeiro-ministro, possa responder pelas decisões que são tomadas. E isto pode-se fazer com um Governo muito mais pequeno e com um número de ministros não superior a dez», disse.

2.159.742 portugueses, incluindo o próprio, quiseram que esta alimária destruísse o País com estes e outros monumentos ao populismo e à estupidez

11 thoughts on “Tu que votaste neste palhaço, não acordas todos os dias corado de vergonha?”

  1. E as pessoas já nem protestam. Gastaram as munições todas contra Sócrates. A sondagem para as autárquicas diz-nos que o povo está resignado. Por ele, povo, venham trinta e três anos desta direita mandona. Agora o povo sabe quem manda. Reencontrou-se com a sua cultura de novecentos anos, a do servo submisso ao seu senhor, e murmura no seu íntimo: “foi uma estupidez querer subir ao patamar dos senhores e viver acima do que somos. Os servos.

  2. O que é que quer dizer “Em média, ministros e secretários de Estado nomearam já mais pessoas por gabinete do que Sócrates nos seus dois primeiros anos de mandato”? Que há menos nomeações no total, é isso?

    Pelo teor do post, os 2.159.742 portugueses fizeram melhor em confiar no Passos que em outras alimárias como a que escreveu este post!

  3. “Pelo teor do post, os 2.159.742 portugueses fizeram melhor em confiar no Passos que em outras alimárias como a que escreveu este post!”

    tens toda a razão em confiar no maior aldrabão português depois do cavacoiso. foi o primeiro primeiro-ministro que organizou uma deslocação oficial com fins partidários para ir a vila real comemorar o 87º aniversário do papá à custa dos portugueses e não há um único jornalista, unzinho, que pergunte ao pedrinho se aquela encenação toda foi uma viagem de governante, campanha autárquica ou familiar.

  4. “Acho que nem tudo é mau, por exemplo a atitude do governo no caso dos swaps foi para mim um exemplo a que o país não estava habituado.”

    uih… uih… bués de clarificador, assim ficámos todos esclarecidos, fez-se justiça, poupou-se dinheiro em investigações embaraçosas que seriam arquivadas por falta de prova e os envolvidos foram poupados ao vexame público, apesar de alguns até se orgulharem disso. mais um exemplo de como se afaba a coisa, o cavacóide que se cuide. oh almeida! esses blogues de lamber o cú ao regime já deram o que tinham a dar, não vai tempo para mais lombas, segue o pacheco que tem o catavento bem oleado.

  5. 1. Maria Luís Albuquerque era directora financeira da REFER.
    2. A REFER contratou swaps tóxicos enquanto Maria Luís Albuquerque era a sua directora financeira.
    3. Maria Luís Albuquerque é nomeada secretária de Estado e tutela o IGCP.
    4. O IGCP, sujeito às orientações de Maria Luís Albuquerque, define o que são swaps tóxicos.
    5. O IGCP, tutelado por MLA, vem dizer que os swaps tóxicos contratados pela REFER enquanto ela era directora financeira não são, afinal, tóxicos — apenas exóticos.
    6. A REFER fica com os prejuízos e Maria Luís Albuquerque continua a ser secretária de Estado de Vítor Gaspar (um ministro tóxico ou exótico?).
    7. Maria Luís Albuquerque é promovida a justiceira dos SWAPS.
    8. É demitida uma fracção da gente envolvida, mas Maria Luís Albuquerque, milagrosamente, passa entre os pingos da chuva como se não fosse nada com ela.
    9. Os demitidos são invariavelmente gente ligada ao PSD que faz oposição a Passos, deixando vislumbrar aquilo que claramente se afigura como um saneamento interno.
    10. Patetas como o Rui Almeida, que votaram nos intrujas que nos governam, saem da toca para dizer que este governo afinal é de aplaudir.

  6. @lfp: O intruja que andou incansável a debitar falsidades e demagogia para ganhar uma campanha eleitoral nomeou nos primeiros 6 meses, tanta gente como o Sócrates nos primeiros 2 anos. Isto é um facto! O navio está claramente a ir ao fundo e tu fazes parte da banda de imbecis que continua a tocar concertina tendo já a água pelo joelho. Pena que eu tenha que partilhar o barco com gente tão labrega.

  7. “E as pessoas já nem protestam. Gastaram as munições todas contra Sócrates. A sondagem para as autárquicas diz-nos que o povo está resignado. Por ele, povo, venham trinta e três anos desta direita mandona. Agora o povo sabe quem manda. Reencontrou-se com a sua cultura de novecentos anos, a do servo submisso ao seu senhor, e murmura no seu íntimo: “foi uma estupidez querer subir ao patamar dos senhores e viver acima do que somos. Os servos.”

    Ó Maria Abril, até no nome acertaste! Repeti o teu texto para que mais uns tantos o leiam e sintam bem a dor de alma que é lê-lo de tão, tão verdadeiro que é. Doi muito mas, apesar disso, obrigado pela forma tão certeira com que tão bem soubeste pôr o dedo na ferida, ali no lugar onde mais doi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.