16 thoughts on “Suspeita do dia”

  1. Estás enganado, Valupi… A suspeita do dia é outra: suspeita-se que o Pinto de Sousa é sogro de um tal de Carlos Guerra…

  2. OK, eu ajudo-te. Primeiro, tiras as correntes que te prendem às paredes da caverna socretina. A seguir, levantas-te e viras-te em direcção à luz que te fazia ver uma sombra do verdadeiro Pinto de Sousa. Ao fazeres isso perceberás que o verdadeiro Pinto de Sousa é, enquanto político, um profissional da aldrabice e da manipulação das consciências, e que a imagem que tinhas dele era mesmo só uma imagem, uma aparência criada para iludir os sentidos. Por último, caminhas em direcção à saída da caverna para poderes ver a luz do Sol (sol.sapo.pt) que está à tua espera. Perceberás então que a verdade, a raíz, o fundamento da imagem que tinhas do Pinto de Sousa é um absoluto de que todas as suas acções são cópias. E esse absoluto é a impostura. Mas vai com calma, pois, como disse Sócrates (o outro, o que não é impostor) no livro «A República», o confronto com a luz, com o seu brilho, com a verdade, é díficil e doloroso para quem está tão habituado à escuridão, como tu. Vá lá, Val… Vai abrindo os olhos, mas devagarinho, pois não queremos que a tua cegueira em relação ao Pinto de Sousa, se transforme, por excesso de luz, numa cegueira em relação à verdade.

  3. ds, deixa lá ver se entendi: o jornal Sol disse mal de Sócrates? Mas disse mesmo ou és tu que não pode beber e ler jornais a seguir?

  4. Eu disse para ires com calma, pá… Assim não vamos lá… Antes de tirares qualquer conclusão tens de ser capaz de relacionar diversos aspectos da realidade, tens de conseguir abstrair-te do mundo sensivel (e de interesses) para conseguires alcançar a Ideia de Impostura. Olha, por que é que não te deitas no divã? Pode ser que dessa forma consigas por reminiscência contemplar aquele absoluto. Que dizes?

  5. Digo para largares o vinho. E para não leres jornais com a tosga, porque começas a derrapar e o acidente é certo. Ficas com a inteligência toda amachucada.

  6. Eh pá, essa tua fixação no vinho, e essa tua ansiedade por eu não o largar, dá para desconfiar! Eu sei que é díficil o confronto com a verdade, mas isso também não é caso para te refugiares na bebida. Já te disse: abre os olhos devagar, devagarinho. Relaxa…

  7. Se a verdade de que falas te aparece com a forma de um elefante cor-de-rosa, entendo o teu pânico, mas a cura é ainda a mesma: larga o vinho.

  8. VAL,

    A alegoria da caverna explicada tintim por tintim. Este blogue começa a ser um caso sério. Deixem lá as vossas bebedeiras e mantenham a elevação.
    Bom fim-de-semana.

    PS: apesar do Pinto de Sousa ter sido arrogante e inimigo de muitos portugueses, penso que Manuela intimida mais. E o anátema lançado sobre a FP é da responsabilidade da dita. O Pinto de Sousa depois só quis mostrar que era capaz de fazer melhor do que a direita. Que complexos, Val!
    Às vezes até parece que só se pode governar com e/ou à direita.

  9. também acho,

    ds: belo naco de prosa! Mas por favor a ferrugenta é que não, o Pinto de Sousa sem maioria absoluta e logo se vê,

  10. no entanto, ds, os únicos políticos que alcançaram cadeira de poder que me lembro de não serem dissimulados foi o Vasco Gonçalves, ficou logo conhecido como ‘o louco’, e a Maria de Lurdes Pintasilgo que também ficou logo apodada de ingénua perigosa.

    eu não tenho capacidade de ver já o resultado da governação deste governo no país, mas quando a alternativa é de um cinzento atroz e amargo, não tenho dúvidas em dizer que prefiro que o socrates continue.

    e você?

  11. Não sabendo onde comentar isto, pelo título, escolhi ser aqui: o Socrates vendeu-se politicamente ao incidente de Albufeira. Não gosto. Fica mal.

  12. z, como já te disse noutra altura, entre a merda e a diarreia é impossivel fazer qualquer escolha. Não alinho com «males menores» ou votos úteis (à merda).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.