Sócrates faz implodir o Aspirina B

TroiaSocrates.jpg

As imagens não mentem. E a supra regista o olhar malvado do nosso Primeiro, logo secundado pelo sorriso maquiavélico de Belmiro. O industrial, feliz por ver ir abaixo um blogue que tinha mais leitores do que os editoriais do Zé Manel Fernandes. O ministro, por estar apostado em sufocar a imprensa livre, e já só restava este blogue onde ainda se podia ler um ou outro elogiozinho à sua prestação. O resto da comunicação social está vendida, é tudo a dizer mal de quem se sacrifica no Governo para cuidar duma cáfila de ingratos. Como dolorosamente se sabe, Sócrates não tolera desvios ao seu plano de acabar com as vozes desafinadas.

Maneiras que pum! Isto também nunca deu dinheiro, nadinha. Prova da sua inutilidade, irrelevância e mau-gosto. Espero que este espaço, que é tão bonito e amplo, se conserve aberto ao público. E que as famílias venham até cá, no futuro, fazer piqueniques ou outras coisas.

36 thoughts on “Sócrates faz implodir o Aspirina B”

  1. O Belmiro está a pensar: “Até que enfim que aqueles gajos vão deixar de postar os meus artiguinhos de opinião do público, já me basta o Pacheco Pereira e o Rui Tavares nos respectivos blogues, pelo menos esses dão-me um dia de folga.”

  2. Tanto suspense.

    Realmente o bdE já foi à vida várias vezes, mas desta é que não acredito

    ahahhaa

    É impossível. Nunca um blogue colectivo de esquerda foi abaixo sem uma zanga pública.

    Só os de direita é que terminam em grandes festarolas e reabrem a seguir com outro nome.

  3. A Zazie, além de não ter a mínima graça, é sectária e maniqueísta até ao enjoo. Aposto que foram aquelas gargalhadas medonhas que enxotaram os frequentadores do Aspirina, conduzindo ao seu fim inexorável.

  4. É mesmo a sério, ou vocês estão a fazer uma peça teatral em vários actos, onde até o Sócrates faz um papelito?

  5. João Pedro da Costa e a sua atitude pseudomasocal…

    Give the man some attention, please, anything: a kiss, a knock on the head with a bicycle chain,whatever…, but do it!

  6. Nao foi isso que eu disse, Benâncio. Também não te vou explicar. Tira umas aulas de lógica, que esse raciocínio tá perro. Deve ser dessa companhia de cabeças de queijo que tu aí tens.

  7. Blog’residentes:

    Venho lendo os vossos comentários, post apost post, e vem-me´à memória um dos sítios mais agradáveis para se estar e beber café em Ponta Delgada.
    Chama-se ‘Tabacaria’ e é um café, esplanada e salão interior com balcão e mesas, por onde se entra; mais à frente tem um balcão de tabacaria, com utilidades várias, brinquedos, tabaco, isqueiros, jornais e revistas. E lá ao fundo, bem ao fundo e à direita tem uma boa sala de leitura com pequena biblioteca, para sentar e ler. Ás vezes, no mais das vezes, é tanta a gente e a barulheira nas primeiras duas salas que ninguém chega à da leitura. Ou se chega, não há leitura em condições com tanto fait divers.
    Deixei de ler na ‘Tabacaria’ por causa da confusão. Quando lá vou agora, raramente, é só pelo café. E pela confusão, também, um bocadinho. Não para ler.

    Tabaspirina?

    rvn

  8. Pelo João Pedro dizer que o blogue era feio, lembrei-me de uma coisa. É que todos os blogues são feios, inclusive o meu. O autor mais genial, se se pusesse a escrevinhar num blogue, não sei se perderia da sua substância.
    Um livro continua a fascinar-me. É um tesouro fechado que teima em querer esconder uma magia qualquer. O blogue expõe e estatela em demasia sem despudor e sem regras – quantas vezes.
    Resumindo, é verdade, o blogue é feio, mas eu direi mais: todos os blogues são feios (inclusive o meu, repito).

  9. We Are the Music-Makers

    We are the music-makers,
    And we are the dreamers of dreams,
    Wandering by lone sea-breakers,
    And sitting by desolate streams.
    World-losers and world-forsakers,
    Upon whom the pale moon gleams;
    Yet we are the movers and shakers,
    Of the world forever, it seems.

    With wonderful deathless ditties
    We build up the world’s great cities,
    And out of a fabulous story
    We fashion an empire’s glory:
    One man with a dream, at pleasure,
    Shall go forth and conquer a crown;
    And three with a new song’s measure
    Can trample an empire down.

    We, in the ages lying
    In the buried past of the earth,
    Built Nineveh with our sighing,
    And Babel itself with our mirth;
    And o’erthrew them with prophesying
    To the old of the new world’s worth;
    For each age is a dream that is dying,
    Or one that is coming to birth.

    Arthur William Edgar O’Shaughnessy

  10. Por acaso até acho que há blogues bonitos. São raríssimos mas existem. O meu é um blogue bonito. Tão bonito que nem preciso de postar nada. Basta olhar para o template

    “:O)))

    Mas é verdade que existem mais uns tantos. Há um lindíssimo mas não posso dizer porque a dona não quer.

    Eu nem queria ter blogue precisamente por não existir template perfeito. E ando com a porcaria do blogue às costas porque caí na esparrela de criar um template só para experiência

    “:O))

  11. Mas concordo com a claudia, o dela é feio. Mais feio ainda é o da pasteleira leonarda. Esse é um pavor.

    Mas pronto, não se pode ser perfeito em tudo. Eu até nem acho nada feioso este template do Aspirina.

    Agora o meu rico templatezinhonão o trocava nem que a peso de ouro.

  12. O Daily Mail dontem e a ferida que nunca mais sara:

    “Pedro Namora, a former Casa Pia orphan who witnessed 11 rapes on fellow orphans, during which they were tied to their beds, sympathises with the McCanns. He believes elements in the force have conspired to suppress both scandals, fearing damage to the country’s reputation.

    “Portugal is a paedophiles’ paradise,” said Mr Namora, now a lawyer campaigning on behalf of the Casa Pia victims. “If all the names come out, this will be an earthquake in Portugal. There is a massive, sophisticated network at play here – stretching from the government to the judiciary and the police.

    “The network is enormous and extremely powerful. There are magistrates, ambassadors, police, politicians – all have procured children from Casa Pia. It is extremely difficult to break this down. These people cover for each other, because if one is arrested, they all are arrested. They don’t want anyone to know.”

    Now 44, Mr Namora watched as friends sank into alcoholism, drug addiction and death after their traumatic childhood experiences at Casa Pia. “I was the only one who made it,” he said. “What could I do? I couldn’t keep silent.”

    He has received death threats and warnings about what will happen to his own children, after taking up the case when an orphan called “Joel” approached him, saying prominent paedophiles were using Casa Pia as a “supermarket for children”.

    Mr Namora has been threatened after fighting on behalf of the abused children he grew up with.

    After being telephoned by a stranger offering to pay off his mortgage, he was told the exact movements of his own three children, and warned that they and their father would come to a grisly end unless he shut up”.

    An open, warm man, Mr Namora makes an unlikely conspiracytheorist-But he believes the case, which he brought to light in 2003, will underscore Portugal’s growing attraction for paedophiles, which has seen six children disappear in recent years.

    One reason for this attraction is that the law was quietly relaxed last year, ahead of the forthcoming trial, meaning that repeat offences against the same child would merit only a single charge – and a lesser sentence.

  13. A Zazie podia ser um José Agostinho de Macedo com saias, mas com menos letras. O blogue dela aspira a ser o Punhal dos Corcundas da era bloguística. O template daquela coisa foi comprado numa loja chinesa de tudo a um euro.
    Em mamas ao léu é que ela cede completamente ao inimigo jacobino. E depois sujeita-se a que, entre a escassa clientela, lhe saia um troglodita qualquer chamado Dória a querer dar uns socos numas adolescentes nuas que ela lá expõe, citando para o efeito o Reitor de Fátima, adepto da pedagogia da porrada.
    Estranha Cocanha!

  14. O Pires volta a atacar, unido ao Namora do PCP. São as velhas afinidades entre a demagogia fascista e a demagogia comunista. Eles costumam aliar-se antes de se matarem uns aos outros…

  15. Na linha de Fátinha, retiro duas modestas conclusões da análise feita ao blogue da zazie.
    1º – A zazie não tem namorado.
    2º – A zazie precisa ser psicanalisada.

  16. ò Claudia a tua falta de perspicácia é notória, Tens esse vício de julgar todos à tua imagem.

    Primeiro- és toina porque estás a falar com a Sylvia, a maluqinha dos raptos da Opus Dei, julgando que se chama Fatinha-
    Segundo: estás a falar comigo tomando-me pela tua mãezinha.

  17. Mas és uma burrinha convencida que é gente. Ainda que não passes de uma tonta ignorante que usa das mesmas tricas que qualquer porteirita ranhosa.

    Já viste que passas a vida a fazer retratos negativos das outras mulheres?

    Nunca te disseram que os homens desconfiam das mulheres que dizem mal das outras?

    Olha, eu cá tenho uma vida bem preenchida porque, se há coisa com que nunca perdi tempo, foi com competições com outras.

    Só faz isso quem não se sente segura. E aqui, no mundo virtual, vir com competições de galinácia há-de ser absoluta perda de tempo.
    Para isso tens os chats com câmara de video, para mostrares a pachachinha no lugar do template.

  18. Ora v.s nem template, nem pachacha para amostra.
    E ainda por cima, quando lhes dá para se fazerem, só sabem esbarrar com os que nem gostam do sexo oposto

    “:OP

  19. São mesmo uma autêntica desgraça estas pin ups do Aspirina.

    O que lhes vale é que eles também acham que é tudo html que fluida azul na altura do período.

    ehehe

  20. A Sylvia anda a ler os comentários do Cocanha. Agora quer-se fazer ao Dória maçon mas eu cá não meto cunhas.

    Bem podes tirar o cavalinho da chuva que não tenho vocação para chaperon. E tu, desde piratas vermelhos a priáticos cor-de-rosa, sempre soubeste andar aqui na blogosfera para os sacares sozinha.

    Boa sorte e desampara-me a loja que eu não tenho pachorra para galinhas desesperadas por galo.

  21. Só foi pena teres apagado o blogue. Era tão lindo e tinha coisas tão giras. E clientela com loucura à medida. Com aqueles relatos dos raptos da Opus Dei ainda apostava que conseguias sacar um bode esperança. Bem usado mas ainda assim, ao bode ainda deitavas as unhas .Agora sem blogue nem aquela foto de bimba no avatar vai ser mais difícil.

  22. Lá estás tu a falar da tua mãezinha.

    és muito burra piquena. Não estou em saison para essas questões mas ia jurar que nem tu aos 20 aninhos foste algo que se aproximasse a mim…

    É assim. Quem é verdadeiramente bonita também não perde tempo a medir beleza com as outras. Ora tu até já te vi a competir com uma senhora quase sexagenária…

    Já viste a desgraça que para aí vai?

    “:OP
    Para falar francamente nunca liguei a essas questões ainda que não me tenha faltado nada. Mas não conheço uma única rapariga inteligente e bonita capaz de andar no mundo virtual a medir esteticas com pessoas que não conhece.
    isso garanto-te. Nem no mundo virtual nem em parte alguma.

    Há-de ter faltado alguma educação caseira. É que assim, se não és fufa, só dás mau aspecto.

  23. Ou a tua mãezinha nunca te ensinou nada disto?

    Se andas no mundo virtual para vender pachachinha toca de ir para o lugar certo onde haja alguém interessado em espreitar.

    A tua mãezinha também te podia ensinar estas coisas, já que tens esse défice de género.

  24. Até te digo mais. Sou capaz de adivinhar quem é giro e quem é feio, apenas pelo que postam.

    E olha que até agora nunca me enganei. Isto de beleza também se tem a que se merece. Se a tens, pega antes na câmara e deixa-te de tentativas de intelecutalices que por aí só a mongo é que deitarias a unha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.