Querem dar cabo do Chomsky com umas macacadas

Donde vem a linguagem humana? É questão quase tão difícil como a de saber para onde vai o PSD, mas não compliquemos. Noam Chomsky fez fama, e teoria, a defender a origem genética da linguagem, fonte que incluiria as estruturas que dariam origem às diferentes gramáticas. Assim, só o ser humano teria capacidade verbal. Esta posição assinala um retinto judaísmo, diga-se como curiosidade. Pois bem, então que fazer com os símios que revelam capacidades dialogantes análogas às dos humanos? Ou como lidar com um orangotango que aprendeu espontaneamente a assobiar? Enquanto se pensa nestas urgentes questões, o melhor é ver o vídeo onde Panbanisha, uma fêmea bonobo, consegue convencer com paleio um dos seus tratadores a largar o cão que tinha ao colo para andar com ela às cavalitas.

E, por favor, não contes nada disto ao pessoal do PC e BE, pois eles são bem capazes de aproveitar a deixa para irem partir umas montras no Rossio, denunciando a conspiração israelo-americana contra o grande Chomsky. Há pessoas que só encontram alguma paz de espírito quando destroem a propriedade alheia, pelo que todo o cuidado é pouco com esses macacões.

26 thoughts on “Querem dar cabo do Chomsky com umas macacadas”

  1. Ridículo…

    A blogada é tão estúpida e mal amanhada que fica-se a perguntar se o autor percebe o que lê…

    Ou sou eu que não percebo alguma reversão de humor?

  2. VALUPI,

    Um conselho, não ataques demais a esquerda à direita do anarquismo. Porta-te como um vizinho civilizado. É que, de repente, o estado criogénico a que ela voluntáriamente se submeteu, assim que os bonbons da democracia a fizeram esquecer temporariamente as inconveniências das ditaduras, pode ser interrompido a qualquer momento com uma injecção de bagaço a ferver.

    E fazes-me sorrir lembrando mais essa teoria dos tetranetos do Darwin: que o poder para a comunicação pela fala partiu duma mutação genética. Ficas avisado, não comas produtos alimentares importados de Nagasaki, porque um dia destes apanhas umas febres e quando menos esperas estás a falar japonês melhor que a Kazuko Matumata, estenógrafa imperial.

  3. começo a ficar enguiçado, meu caro, tão preocupado com a propriedade? A tal que é um roubo, bem vistas as coisas? Olha que isto vai tudo tremer mesmo, não tenhas ilusões, imaginava-te era mais desprendido mas pelos vistos não é o caso, uzi.

    fogo de palha,
    cães de palha,
    peckinpah

  4. fogo, concordo totalmente contigo.
    __

    Blondwithaphd, excelente, e construtiva, pergunta.
    __

    CHICO, estou avisado. Mas conta lá à gente: tu também metes o Darwin dentro do saco dos grandes conspiradores, né? Desconfio que sim.
    __

    Z, “a tal que é um roubo, bem vistas as coisas”?! Explica lá isso melhor. Um chinês, ou indiano, ou angolano, ou português, endivida-se, abre uma lojeca qualquer na Baixa e depois vem um grupo de fogosos anti-imperialistas, anti-globalização ou anti-Sócrates que resolve derreter-lhe a montra e queimar-lhe o interior. Quem é o ladrão?

  5. Valupi, Valupi,
    Lá está vc a dar explicações à borla. Lá está. É a concorrência desleal, e essas coisas.
    Então não se está mesmo a ver que a minha mercearia da esquina está para a filosofia, como o BPN para a economia-política?
    Que a D. Etelvina que vende as flores aqui no bairro é uma exploradora da classe camponesa? Um dia destes digo-lhe!
    A confusão sobre a propriedade excedentária, aquela que seria o tal roubo, equivale também às maçarocas que o macaco deixa cair enquanto apanha mais uma!
    O que ele leva é roubado? Certo? Não, errado! O que ele deixa é que foi roubado por ser excessivo… O que ele leva para comer é uma necessidade. Tá a ver a coisa agora?
    Cumps.
    MFerrer

  6. Ah Valupi, desculpa lá mas gostei de te ver zangado! Imagino uma rosnadela de todo o tamanho, nem sei como não me puseste de minúscula :)))

    não amigo, eu sou um bicho pachorrento, não fico contente com tudo partido e estragado, pelo contrário, nem faço isso aos outros, mas está uma coisa tramada no ar, sim, muita raiva, muito engano, esperemos que Portugal passe ao lado ou quase,

    mas também cheirei aí uma tirada política que não vejo razão: onde viste o Bloco a promover isso?

  7. VALUPI,

    É isso mesmo, e não penses que não é com uma certa relutância que ponho o senhor no saco: ninguém com barbas respeitáveis como as dele merece isso. Mas tinha defeitos de sobra, para alguém que recebeu e vai recebendo tantas manifestações de adoração.

    Para começar nem sequer foi original, né, e foi preciso algumas cunhas bater bastante para ficar à cabeça da lista; depois foi um malthusiano de primeira; falava de guerras com uma calma que nenhum gajo pacífico como eu admira; contribuiu indirectamente para o relançamento do colonialismo e as suas ideias até inspiraram os senhores do nacional socialismo. E ficou tudo com tanto medo de não sobreviver (survival of the fittest) que até nasceram teorias entre os seus seguidores segundo as quais dentro do nosso corpo há moléculas que se combatem umas às outras. Felizmente já mandaram essa, pela borda fora. Tudo muito marxista e luta de classes.

    Quanto à T da E, é doce livre. Quem quizer lambe. A minha ideia pessoal em relação à evolução é a de que houves mais mutações genéticas neste século que houve nos 20 que o precederam. E não houve nenhuma naturalidade nisso.

  8. Valupi, esses coisas todas que acontecem – é Deus! No princípio era o Verbo, e toda essa cena. O Darwin é um palhaço. Quanto ao comunista partidor de montras Chomski, tenho a impressão que nunca o leste, que foste à wikipédia buscar uma ideiazita sobre ele para depois fazeres «humor». Cada vez mais patético.

  9. MFerrer, eu desconfio muito da D. Etelvina. Essa coisa de andar a espalhar flores nas vidas tristes da populaça sempre me deixou desconfiado.
    __

    Z, nem zangado, nem vi o Bloco a promover isso (obviamente, pois não é algo que se promova assumidamente). Mas o que se pode ler em certos poisos de frequência BE e PC é um entusiasmo pelas revoltas de rua quando têm bandeira de esquerda. Se forem tipos a protestar contra os imigrantes, por exemplo, esses mesmos entusiastas passam para a extremidade oposta, e pedem a proibição das manifestações e dessa comunicação. Se tipos da extrema-direita resolvessem atacar sedes de partidos de extrema-esquerda ou agremiações a eles ligadas, seria o maior escândalo. Mas ter macacões a destruir bancos, automóveis e tudo o que lhes der na ideológica gana, transforma-se em lutas justas em nome do povo.
    __

    CHICO, defendes que há alterações genéticas artificiais? Muito bem. E quem as anda a fazer? A Maçonaria, os americanos, os judeus ou a GNR?
    __

    Nik, nem mais.
    __

    Paulo Poquelino, também tenho a mesma impressão que tu.

  10. creio que cá não vai ser assim Valupi, vai ser mais a puxar para o erótico_porno: da tanga ao fio dental, para o andrógino perfeito corar e a tonta da manela regurgitar?

  11. “Pois bem, então que fazer com os símios que revelam capacidades dialogantes análogas às dos humanos?”

    Eh Pá, meio mundo mundo já andava desconfiado disto, agora sabe-se também que certos símio revelam especial habilidade na arte de escrever! Ufa que sorte a minha ter tão pouco jeito para escriba!

  12. Valupi,

    Essa gente que citas aí são como tu, comem e calam-se, especialmente os gajos da GNR, quando não estão de serviço. E quanto mais comem, maiores são as probablidades de experimentarem ao vivo, nos corpinhos, as mutações genéticas “artificiais” de que tu falas. Olha, faz uma busca na internet: escolha a tua doença preferida e depois coloca “gene mutation” e aposto que vais ter algumas surpresas.

    Se não gostares desse tipo de trabalho, pega num calculador e divide 30 milhões de toneladas (de potássio, parte dele sempre radioactivo) por 6.4 bilhões de malandrecos como tu e vê quanto calha a cada um, atendendo a que um menino de três anos come um terço do que tu mamas nos melhores restaurantes da cidade. E não vás nessa de que mijamos a mistela: isso é para doutores de medicina.

    Portanto, isto não tem nada a ver com os maçoneiros (exceptuando um ou outro bio-físico de avental que anda a fingir que não percebe) ou judeus, muito embora os seus colegas Israelitas tenham reservas de 40 bilhões de toneladas do tal stuff em reserva no Mar Vivo, suficiente para mil anos, o que, conversa puxa conversa, alumia-me quanto às verdadeiras razões da criação do seu Estado (artificial, para te imitar)em 1948. Esquece Salomão e esquece David, que os senhores não têm culpa nenhuma.

    Ficas com uma boa dica. O Gama descobriu as especiarias e eu, como não tinha mais que fazer, deu-me para dançar o Kalicancro.

  13. Z, nesse caso, por cá vai ser melhor.
    __

    Ratatuille, larga o vinho.
    __

    CHICO, potássio?! Isto anda tudo fodido à conta do potássio?… Sim, eu desconfiava que houvesse uma explicação simples, mas não suspeitava que fosse o potássio, estava mais inclinado para o sódio.

  14. bem melhor Valupi. Aquilo lá na Grécia é um governo de direita mesmo, nós se tivéssemos um governo do flopes ou burroso é que havia um risco desse tipo, assim espero irreverência erótica que nos anima a todos :),

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.