Perguntas simples

Os políticos que alimentaram o carnaval patético, e a miséria ética, das comissões de inquérito à “asfixia democrática” e aos “atentados à liberdade de expressão” – cujo matéria de facto resultava da violação da privacidade, de mentiras à canzana acerca de investimentos publicitários do Estado e de calúnias a respeito de um negócio que nem sequer existiu – estavam em Portugal quando o Ministro Relvas ameaçou e chantageou o jornal Público como não há notícia de alguma vez ter sido feito em democracia?

6 thoughts on “Perguntas simples”

  1. Estavam em Portugal, sim, numa jantarada, em Belém, com o chefe das tropas, a comemorar o assalto bem sucedido à democracia.
    Nada de estranhar que o Relvas tenha antecipado, ainda os canhões fumegavam da última refrega, que iria sair mais reforçado. Aí está ele, com os jornalistas do Público completamente domesticados, os colegas de classe apavorados com medo do desemprego e ele, o chantagista, a usurpar as funções do ministro da economia, na distribuição dos dinheiros da UE enviados para o emprego jovem.
    Vitória em toda a linha e um sorriso larguissimo em Belém. Queres melhor, Valupi?

  2. Pois é. Dir-se-ia que enquanto o Titanic adorna, hoje com um torpedo tríplice, algo se vai fechando. Comportas? In between: *

  3. Infelizmente , o silencio do PS e da esquerda em geral acerca deste caso, leva-me a pensar que aqui sim, toda a gente está comprometida, enquanto que o mesmo tipo de caso, com Socrates, era mesmo uma completa invenção .

  4. O silêncio de toda a esquerda, mas, com responsabilidades acrescidas, do PS, envergonha os que, como eu, deram tantas vezes, quase sempre, o voto a este partido. O pior é que nâo vejo ninguém à esquerda com vontade de fazer alguma coisa. O Soares ainda pigarreou, mas ninguém acredita na figura que deixou o governo do PS-Sócrates completamente só, numa altura em que tudo se abatia sobre ele por puro oportunismo e interesses inconfessados.
    Estamos bem fodidos. Mas talvez seja bom que isto vá até ao osso, para ver se o povo abre os olhos e ganha força para, ao menos, sacudir as moscas com as orelhas.

  5. Dizem, quando apertados, que esperam o resultado do inquérito aberto pela ERC,
    coisa para demorar uma semana e, já lá vão quase três…será um parto muito difícil,
    devido à cor da gravata que o “facilitador” Relvas usou no dis da sua audição!
    Quanto ao resto, contunuam a ser os mesmos hipócritas de sempre que, praticam
    o CULAMBISMO denunciado por M.E. Cardoso!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.