Pastéis de nata & pastéis de Belém

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Presidente da República “teve uma intervenção importante” para o acordo alcançado entre o Governo e os parceiros sociais, que considerou ser “um marco decisivo” na história de Portugal.

Fonte

9 thoughts on “Pastéis de nata & pastéis de Belém”

  1. o àlvaro serve de empecilho enquanto os assessores não o calarem. Porém, já aqui disse, sendo o pastel de nata um produto vastamete internacionalizado, o Álvaro devia agora dedicar-se à promoção do bacalhau à lagareiro ou à zé do pipo.

  2. Então a “punhetas de bacalhau” é que iam ser um sucesso! E como este governo meteu o país numa sarrabulhada de todo o tamanho, o Paulo Portas podia aproveitar a fartura para a diplomacia económica, promovendo o “arroz de sarrabulho” de Ponte de Lima.

  3. Comecei a trabalhar há 45 anos e ainda apanhei o trabalho ao sábado…Salvo erro em 1970 ou 71 isso mudou mas agora estes bandalhos estão a minar os direitos do pessoal. Era a semana inglesa e agora é a semana merkel? Safa!

  4. Isso, afinal temos um futuro: põe-se o pessoal , nas 150 horas extra mais sábados mais feriados a fazer punhetas . exportamos a custo zero (parece é que os patrões se queixam do preço das portagens, gás e electricidade e água) e salvamos a nossa querida economia.

    Mais uma vez,o que é que os ão sei quantos assessores do álvaro andam a fazer, sem ser coçar os tomates pelos cantos?

  5. “Comecei a trabalhar há 45 anos…”

    tás reformado há uma dúzia e durante duas dúzias foste sindicalista por conta do patrão, portanto deves ter trabalhado meia dúzia como estagiário. ganda currículo, o gerómino pirescoxe deve tar-se a roer d’inveja com os teus contibutos para o pib & democracia nacionais.

    pega lá esta musiquinha e vê lá se descobres do que é que o gajo falava enquanto escrevias poemas de intervenção dedicados a guarda-redes do sportém.

    http://www.youtube.com/watch?v=VwcKwGS7OSQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.