Os vice-presidentes também são homens invulgares

Diogo Leite de Campos surge como a figura mais patusca do actual PSD. Sendo um dos vice-presidentes do partido, é uma janela aberta falante para os bastidores da rambóia em que se transformou a liderança de Passos. Tendo em conta que neste momento as ordens na São Caetano são para mandar calar todo e qualquer hominídeo com protagonismo na campanha, de Relvas a Nobre, tantos os disparates expelidos por aquelas bocas, temos de agradecer ao Câmara Corporativa o inestimável trabalho de recolha e arquivo das performances deste senhor que não tardará a sair de cena. Pode começar-se por aqui:

Passos Coelho amigo, o Sol está contigo!

3 thoughts on “Os vice-presidentes também são homens invulgares”

  1. E tenazes na sua invulgaridade. Conheço a deste há muitos anos, desde o tempo em que foi meu professor de Direito Fiscal…

  2. Parabens o senhor pela clareça. Se os os cidadãos podem saber que nesse partido pensam assim, acho que aclarará o voto.
    E como devemos chamar os que receveram dinheiro para salvar os bancos, as empresas que percevem ajudas de todas e variadas clases, e a administração dos fundos europeios? Só por dizer algo.
    Profesor de Direito Fiscal. Imaxino as suas aulas: Muita macro e muita pouca micro. Nada de impostos progresivos, pagar todos o mesmo. A redistrubução da riqueza pela via impositiva, igoal a puro leninismo.
    Nesta altura ainda há dinosaurios, que surpresa. Ou melhor seria dizer fdp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.