O triunfo dos escaganifobéticos – II

Miguel Portas tem a desdita de andar lá fora a ganhar a vida, emigrante, num trabalho bem difícil: rodeado de estrangeirada burguesa, corrupta e imperialista. Agora, após 5 anos de tortura, nem suporta ouvir falar na União Europeia e suas chatices:

José Sócrates e Vital Moreira não querem que nas próximas eleições europeias se discuta Portugal, querem que seja uma grande conversa de sofá sobre assuntos que não têm nada a ver com as nossas vidas. Eles gostariam, mas não vão ter essa sorte. José Sócrates vai ter que responder e começará a responder em 07 de Junho e continuará a responder no final de Setembro ou inícios de Outubro.”

Os assuntos europeus não têm nada a ver com as nossas vidas, diz o cabeça de lista do BE ao Parlamento Europeu. Acredito. Isto é, acredito que o Miguel expressa o seu pensamento com rigor. E que faça todo o sentido ir para a campanha eleitoral fazer as seguintes revelações:

Quando José Sócrates fala em investimento público são palavras, porque os resultados, os números, estão aí para dizer que o único número de que ele tratou foi da boa vida do sistema financeiro português, com os resultados que são conhecidos no BPP e no BPN.

É isso: falar em investimento público são palavras. E quem o poderá negar? Por outro lado, os números estão aí para dizer que o sistema financeiro português está bem tratado, goza de boa vida. Isto é dito por um deputado europeu da esquerda verdadeira, incapaz de mentir. Vai daí, temos de olhar para os resultados que são conhecidos no BPP e BPN, solicita o bloquista. Ou seja, temos de reconhecer que Sócrates pôs toda aquela gente a ser investigada, destituída dos seus cargos e poderes; e até já conseguiu engavetar um dos cromos mais difíceis. Ah, ganda Sócrates, magano dum cabrão, que derrubaste o BPP e BPN só com as tuas palavras.

Ou continuam os mesmos de sempre a pagar as dificuldades, ou, por uma vez na vida, quem vai pagar as dificuldades é quem nunca o fez. Esta é a questão que este ano nas europeias e nas legislativas está verdadeiramente em jogo.

Portas sabe bem o que quer, e tem o dom de transformar os temas complexos em raciocínios básicos. Europeias e legislativas, provavelmente também as autárquicas e as eleições no Sporting, um só combate: que, por uma vez na vida ― não mais, não é preciso mais ―, aqueles que nunca pagaram as dificuldades, que as paguem. E quem são eles? Não sabes? Porra, não sabes mesmo?! Que totó…

Recordando as palavras do presidente brasileiro, Lula da silva, que recentemente afirmou que a actual crise se devia “a homens louros de olhos azuis”, Portas disse concordar e avançou “dois tipos de homens louros com olhos azuis com responsabilidades: os banqueiros e especuladores e os políticos”.

Homens, e louros, e de olhos azuis. Correspondendo a dois tipos: os banqueiros (i), os especuladores (ii) e os políticos (iii). Não tem como enganar, é matemático. Eis a malta que vai pagar. Então, que fazer para os levar a pagar? Votar no BE, olha a estupidez da pergunta. O BE pretende ter uma ranchada de deputados em Bruxelas perfeitamente inadaptados à função. Porque eles irão para lá sabendo de gingeira que os assuntos europeus não têm nada a ver com as nossas vidas. Assim, ficam com tempo livre para passar os 5 anos seguintes a perseguir homens loiros de olhos azuis. Irão atrás deles incansavelmente, dia e noite, seja onde for que eles estejam: restaurantes, bares, discotecas, hotéis, saunas, ginásios, festas particulares, casas-de-banho públicas. De cada vez que apanharem um, só o deixam partir depois de pagar. Mui justamente, aliás. E, meus amigos, uma coisa é certa: é muito mais fácil encontrar esses espécimenes lá pelas bélgicas do aqui na moirama.

Os escaganifobéticos sabem-na toda.

10 thoughts on “O triunfo dos escaganifobéticos – II”

  1. Valupi,estás feito ao bife com estes comentadores de “nova geração” tipo Sinhã, ou mesmo publicitários à boleia, género Carlos Santos! Nunca mais conseguirás falar a sério. Talvez sheltox para as meldas resulte….

  2. Esta concepção de que a aprendizagem é utilizar as ideias dos outros a nosso gosto até me arrepia a espinha. Como se não bastasse estarmos sempre a levar com o lula pra cima ou o sócrates pra baixo e ainda tivemos que gramar com aquela cópia tosca do anúncio da antena1 para promover o 1ºdemaio.
    É como roubar a bola ao vizinho, vá de pontapé para o ar e… cum´raio, até já sabemos dar uns toques.
    Mas será que ninguém consegue mudar esta merda à primeira! É que isto fede!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.