Nem acusada, nem arguida, nem testemunha, apenas espiada

«Maria Adelaide Monteiro, que não foi acusada no processo-crime que está agora na fase de instrução, chegou a estar sob escuta e em março de 2014, quando o processo ainda não tinha rebentado, foi apanhada pelos investigadores num conversa em código com o filho José. “Como não podia utilizar qualquer expressão ou termo que referenciasse pedido de dinheiro, utilizava sempre conversas em sentido figurado”, explica o Ministério Público.»


Fonte

*_*

Como explicar o afastamento da mãe de Sócrates, dada na acusação como figura central nos mecanismos da alegada corrupção, do processo judicial em todas as suas fases?

Como explicar a ausência de qualquer outro membro dos dois Governos de Sócrates quando a tese da acusação implica tacitamente esses mesmos ex-governantes – numa qualquer responsabilidade nunca definida, sequer esboçada pelo Ministério Público – logo a partir de 2005?

Na resposta a estas duas singelas perguntas encontra-se a essência da “Operação Marquês”.

11 thoughts on “Nem acusada, nem arguida, nem testemunha, apenas espiada”

  1. A essência da “Operação Marquês” há muito que está desvendada, trata-se de uma
    réplica da anterior “Operação Face Oculta” que, por sua vez, foi um sucedâneo da
    “Operação Freeport”, todas visando José Sócrates e o PS só que, apesar das “mentes”
    brilhantes nunca conseguiram transformar as mentiras em verdades tão pouco, sur-
    giu uma garganta funda a por a boca no trombone como desejavam os “justiceiros”!
    A direita sentiu-se arredada do poder pela forma como José Sócrates irrompeu na
    política praticada pelos anteriores governos, com as suas propostas e visão assustou
    muita da gentalha encostada nas tetas do Estado, como algumas corporações e o
    próprio vazio dos partidos da direita cujo, único recurso foi jogar mão da calúnia com
    ajudada comunicação social afecta aos seus interesses!
    Todos assistimos à reacção dos operadores judiciais com as acções dos sindicatos dos
    juízes e dos procuradores à cabeça, um ministério público em roda livre … algo que,
    parece continuar nos dias de hoje, com a incompreensão das declarações finais do
    procurador no julgamento do caso Grilo, logo só quem não quer não compreende a
    verdadeira essência da “caldeirada” cozinhada sob a supervisão da D. Joana!!!

  2. A essência das acusações políticas está sempre contida na eterna luta entre o saber de esperteza somente feito e o saber esperto feito de inteligência.
    Foi assim a acusação de uns medíocres espertos politiqueiros contra Sócrates, o filósofo grego.
    Foi assim a acusação de medíocres politiqueiros xico-espertos contra Péricles, Fídias e Anaxágoras.
    Foi assim a acusação dos vendilhões do Templo contra Jesus.
    Foi assim a acusação dos falsos cientistas do canon religioso contra Galileu.
    Foi assim a acusação dos falsos moralistas contra Joana d’Arc e as Bruxas de Salém.
    Foi assim a acusação do medíocre Passos Coelho contra os miseráveis portugueses de que viviam acima das suas possibilidades e à custa dos do norte.
    Foi assim na acusação dos medíocres de Braga que fizeram chacota e chamaram louco mental ao inteligente artesão que fabricou o funicular movido a água.
    Foi sempre assim e é também na acusação dos calaceiros e medíocres magistrados na acusação do “processo marquês”; a melhor vítima para expiar a mediocridade geral é sempre aquele que se mostra mais inteligente e capaz.
    É assim ainda na não atribuição de culpa por cumplicidade quer da Senhora Mãe quer de elementos do governo do ex-PM Sócrates; é a mediocridade e indigência intelectual que os leva a construir uma narrativa de acusação tão ilógica que faz saltar à vista e à razão quão obscuras são suas ideias e os intentos que os determinam.
    O medíocre apenas esperto não suporta a superioridade da inteligência alheia e tanto mais quanto esta é inquieta, inovadora e visionária.

  3. até ao cofre mágico, que o filho tirou da cartola, a dona Adelaide aparece unicamente como pedinte depenada e pouco mais , logo , sem qualquer interesse para processos. foi o seu filhote, mailo amigalhaço , que a apresentaram agora, agora, como galinha dos ovos de ouro e a puseram sob os holofotes como padrinha da mafia.

    interessante é o silva não saber porque nomeou herdeiro da massaroca suiça o primo do zézito. vai se a ver pegou na lista telefónica e nomeou um ao calhas e calhou naquele…

  4. “padrinha da máfia” porque o pai lhe deixou uma fortuna e o irmão bateu as botas no Brasil sem deixar herdeiros directos pelo que ela veio a herdar também a parte que cabia ao mano ? Toda a gente em Vilar de Maçada sabe da história do Júlio do Volfrâmio, pá. E antigamente guardava-se a maçaroca em cofres (quem os tinha) e sempre era melhor que debaixo do colchão, pá.

    Yo, esses argumentos tão a ficar pro fracotes.

    Quanto ao Carlos se calhar não se “lembra” porque entretanto já tinha dado ao tal papel o mesmo uso que ao papel higiénico. Lembro-me de ter lido qualquer coisa sobre o tal papel ter tido um determinado prazo de validade findo o qual caducou, e há muito que já não estava activo. Se eu tivesse mais de 30 empresas e mais de 50 milhões de euros no banco e mais de 12 imóveis se calhar também não me lembrava …

    Yo confessa que tens inveja. De ambos.

  5. Valupi

    Eles são pulhas mas são religiosos. Meter nessas andanças uma Senhora de mais de 80 anos não. Têm medo de ir parar ao inferno.

  6. uma inveja doida , de facto . e sim , claro que não é nada demais não saber porque se nomeou herdeiro tal pessoa do nosso dinheiro… e sim , por uma coitada no meio da trama para ver se o juiz vai às lágrimas é uma estratégia de defesa ultra corajosa , própria de grandes guerreiros dignos de inveja. parece o filme do lars ,dancer in the dark.
    as cambalhotas que a orquestra do titanic dá para justificar o injustificável já vão para além do patético.

  7. e , certo a senhora herdou . cadê da papelada? tem de estar tudo numa conservatória , brasileira ou portuguesa , sobretudo se ” que ela veio a herdar também a parte que cabia ao mano”. antes de atirar palermices para o ar é melhor ir ler o código civil….

  8. porque , se aqui passam a vida a dizer que a acusação não tem provas , a defesa também não tem do que afirma , como é óbvio não se podem inventar histórias disparatas sobre a origem licita do dinheiro sem um único papelinho para o provar.

  9. Yo : uma coisa é um papel para justificar 250.000 €, outra é arranjar papeis para justificar os 43 .000.000 de Euros!
    Há sempre o caminho idêntico ao dos 16.000 kg de ouro encontrados na cave da residência do”suspeito ” José Sócrates! Um pelotaso,e quem vier atrás que feche a porta… da cela !!!

  10. ò vaca! a defesa não tem de provar nada, quem tem que apresentar provas das invenções acusatórias é o ministério público. o ó da joana da era cavaco tá a ir lentamente pela pia, já se sentem estrebuchos e vinganças fim de ciclo na corporação. culpar com base nos delírios justiceiros do alex & co. e a pedido de várias famílias já deu o que tinha a dar e acaba quando a cofina deixar de patrocinar, ou seja quando falir.

  11. Samuel , é preciso papeis para receber uma herança, um dele , o 1º, a seguir a apresentação da declaração de óbito, é o inventário dos bens a herdar ( imóveis, contas bancárias , contas bancárias , respectivos saldos , respectivos saldos , respectivos saldos , obras de arte e bla bla ) , para se pagar o imposto de selo ( calculado com base no valor do inventário ) e proceder à divisão dos bens pelos herdeiros , se houver mais que um. são actos públicos , que ficam registados.

    Ps ) agora para o boi , my love : a defesa tem de contestar as dúvidas da justiça com provas , não historietas . e não pode cometer perjúrio , mentir à descarada. e como uma herança deixa muito rasto em papelada rasto era facílimo de tirar as dúvidas ao juiz e ao povo.
    e o carlitos? já se lembrou porque nomeou herdeiro o primo do amigo? teve uma paixão à 1ª vista? ou o dinheiro não era efectivamente dele ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.