Não aconteceu, mas ainda pode acontecer

Notícias que se aguardam a qualquer momento:

Vítor Gaspar pede asilo político à Alemanha

Maria Luís Albuquerque confessa sentir-se toda trocada

Paulo Portas vai entrar para a JSD

O Álvaro, quando finalmente conseguir ser escorraçado do Governo, tenciona montar uma cadeia de pastéis de nata no Quebec.

Passos Coelho está a escrever a sua autobiografia, cujo título será “A ventoinha e eu”

7 thoughts on “Não aconteceu, mas ainda pode acontecer”

  1. Falando mais a sério: para a elite direitista deste país, a alternativa a esta caminhada para o abismo é continuar em frente. E depois: parece que as elites das esquerdas fazem-se de surdas aos elogios rasgados e incontidos do sucesso português da austeridade expansionista imposta pela troika e venerada pelo governo, parlamentares da maioria e pelo presidente economista. Por exemplo, Sampaio, o ex-presidente, habitualmente tão contido, vem pedir eleições, esquecendo deliberadamente o completo sucesso da governação portuguesas dos dois últimos anos, proclamada além-fronteiras. Anda tudo bêbado. Ou melhor, andam todos borradinhos diante da senhora troika, à direita e à esquerda. E o povo nâo percebe esta classe política. As suas eleites.

  2. A UE decidiu e tem de ser assim: empobrecemos a bem ou empobrecemos a mal. Ou seja, temos de passar a viver de acordo com as nossas possibilidaddes e não acima delas, como tem acontecido desde que entramos para a CEE. Chegou a hora do juizo final. Para a “UE interna” é a hora de ajustar contas com os sonhos loucos de Abril, acirrados pela entrada na CEE.

  3. «Não precisamos nem de mais tempo, nem de mais dinheiro. Queremos ir além da “tróica”!».

    O bandalho que disse isto ainda anda de cu tremido num carro com motorista e seguranças pagos por todos nós? Esta é que é a Pátria do Buíça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.