Na falta de prova ou demonstração, repetir

Há que repetir mil vezes esta mentira de Portugal não poder investir no seu futuro, ao mesmo tempo que cuida do seu presente, e continuar assim até às Legislativas. Querem ser outros a gastar o dinheiro.

5 thoughts on “Na falta de prova ou demonstração, repetir”

  1. Se não querem investir na modernidade e nos apoios sociais, querem investir em quê? No jogo da bolsa?
    Só dizer mal já começa a enjooar.

  2. Não sei o que “eles” querem. Eu só não queria mais infra-estruturas fantasmas.
    Querem gastar? Meus meninos, há muito por onde escolher.
    Abraço, Val.

  3. Diz que disse que…
    … afinal o troca-tintas do Paulinho Rangel já não ia para Bruxelas. Afinal vai, vai ficar com um pé lá e outro cá. Era previsível. Pode lá a Ferreira Leite dispensar de muleta um doutorado em vira casacas como este.
    … o BE tem que abrandar as críticas ao Sócrates porque sendo um partido parasita do PS governo voltará à sua expressão eleitoral normal se a direita for para o poder. Será por acaso que Louçã elegeu o ataque a Ferreira Leite como mote do seu discurso na noite eleitoral?
    … que o Paulo Portas deixou cair o PP do CDS. Estará já em curso a limpeza de imagem dos governos com Barroso e Santana? Consta que se a Feira da Agricultura de Santarém durasse até às legislativas seria possível que o CDS atingisse o espectacular resultado de 10%.
    … que o PCP está incomodado com a parcialidade da comunicação social. Só eles não conseguem perceber o quanto está tudo farto do mesmo discurso que debitam há 30 anos.
    … que o PS vai ganhar as legislativas. Por mil e uma razões das quais se destaca a memória dos portugueses do desastre de governações de Ferreira Leite que já experimentámos.

  4. “Querem ser outros a gastar o dinheiro.” aqui é que está a origem de toda esta verborreia bolsada pelo cavaco, pelo seu apêndice mfl e pelos economistas de direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.