Libertem o Freeport

Hoje noticia-se uma informação a que os procuradores do Ministério Público Paes Faria e Vítor Magalhães terão tido acesso quando há mais de quatro meses foram a Londres. Pergunta: corromper um acto eleitoral com fugas ao segredo de Justiça destinadas a atacar o PS faz parte da missão do Ministério Público? Ou, de facto, já chegámos à Madeira, o bastião inamovível da Política de Verdade?

Seja o que for que resulte da campanha negra, seja qual for a organização do poder, o pós 27 de Setembro vai deixar muitas pessoas associadas a um período de profunda decadência moral e cívica em Portugal. Mas a vida vai continuar, haverá memória e coragem.

15 thoughts on “Libertem o Freeport

  1. Quero ver o que fica depois de 27/9, quando o ministério público, a fenprof e as suas manifestações em véspera de eleições, a comunicação em geral, com algumas excepções…ah, sim, e também os vários partidos da oposição, todos actualmente muito concordantes na defesa do voto inútil (voto que visa derrubar o governo sem criar saídas) tiverem acabado de arrepanhar os cabelos contra Sócrates. O que ficará para nos governar? Tou a ver coisa muuuuuito preta.

  2. Felizmente a sr. d. manela já não estava ao pé, senão até tinha corado com tanta jovialidade espontânea do seu querido líder democrático.

  3. Meus amigos:contráriamente ao que disse um líder do PSD,eu e todos vós, certamente,desejamos que a política implique um comportamento ético, que haja transparência nas atitudes e nos processos. A verdade é que neste caso parece ter havido qualquer coisa que não se passou dentro do rigor e transparência exigíveis! A um político, seja PR , PM ou qualquer outro, devemos reclamar competência, honestidade e vontade de servir.Neste caso nem sei se haverà algum político implicado.Acredito que o nosso PM nada tenha a ver com o que se passou, pois acredito nele, mas isso não obsta a que não se procure saber o que se passou, e que os prevaricadores, se é que os houve,sejam exemplarmente castigados.

  4. verissimo, isso é o que todos (ou muitos) querem, a começar pelos socialistas. Mas a questão não é essa, antes a do aproveitamento de uma investigação em curso para denegrir um político, um Governo e um partido. Quem protesta contra as fugas ao segredo de Justiça não protesta contra o apuramento da verdade, é precisamente ao contrário.

  5. Val,

    Convém não nos distanciar-mos do essencial e que bem trazes no teu post. Convém bater tanto quanto possível na mesma tecla e por todos os meios: segundo o Correio da Manhã, jornal insuspeito, mas com acesso (como os demais) ao famigerado “segredo” da nossa triste justiça, José Sócrates, não tem contra ele qualquer suspeita de ter recebido luvas, mas, ainda, e de acordo com as mesmas fontes, história do primo gordo foi tão mal contada e é tão pestilenta quanto falsa.

    Convém referir e anotar bem, que, o MP e PJ já sabiam disto tudo e não é de agora. Mesmo assim existem fugas melimétricas ao processo. Pergunta-se: a quem beneficia o Freeport. A quem? Quem tem tirado dividendos desta história? Quem?

    O meu tirocínio está feito. Os mesmos que agora tiram proveito do caso Jornal Nacional das 6.ªs, têm andado a lambuzar-se com o Freeport. Será que chega dizer: que façam bom proveito? Isto não exige um levantamento da sociedade civil contra a asfixia democrática da calúnia?

  6. Paulo, não posso concordar mais contigo. Os que enchem a boca com a Verdade são os que mais se agarram às mentiras, e isto com a cumplicidade do PCP, BE, professores e ressabiados. É o que há; seja assim, então. Mas o bandido para ficar com o ouro vai ter que dar o corpo ao manifesto, não espere meiguices.

  7. Os procuradores do fiasco

    Sugiro aos meritissimos procuradores que leiam Miguel de Cervantes (D. Quixote de La Mancha).
    Quatro séculos atrás, já o citado autor falava sobre o Freeport…
    E já agora, resolvam rapidamente esse assunto, menor, sobre o desvio de fundos na Sociedade Promotora do Projecto.
    Este caso, envolvendo o Engº Sócrates, será conhecido como uma vergonha para o Ministério Público.

  8. jrrc, o Sócrates não era engº era filósofo. O rigor fica bem, sobretudo a quem tem tantas certezas.

    Acho imensa piada a muita gente que está tão convencida, mas tão convencida que sabe a verdade que dá dó!

    A prudência é o melhor remédio, digo eu.

    Imaginai alminhas de Deus, que no dia 12 de Novembro de 2009 o actual primeiro ministro vem a ser arguido no processo. Com que cara iríeis ficar? Provavelmente os “seguidores” de Isaltino tinha o mesmo discurso, depois foi o que se viu.
    Não sei o ainda primeiro ministro teve alguma coisa a ver com o caso, mais, não sei se o caso em sí não é uma inventona.
    Mas vós pelos vistos estais, tão mas tão certos que não é assim que dá para pensar que de tanto olhardes para o sol ficastes deslumbrados.

    A tese do valupi ainda posso comprar agora as outras valha-nos Deus!

    O MP não precisa casos que o envergonhem. Contra isso já está vacinado, pois, raros são os que lhe credibilidade. Não são seguramente necessários exemplos, pois não?

    Ah já me esquecia, jrrc, o Sócrates não era engº era filósofo. O rigor fica bem, sobretudo a quem tem tantas certezas.

  9. esta coisa do Ministério Público deve ser uma ranhosice do pior, quando devia ser algo de exemplar. Que tristeza, e nem sei como se pode resolver isto, são outros que parecem inimputáveis.

  10. Tenho tanta certeza que o Sócrates é Engº, como inocente no freeport…
    Aliás, o único engº cujo diploma foi escrutinado pela PGR.

    Em Novembro (?), o mínimo que espero é o internamento compulsivo da Manuela Moura Guedes, que parece estar à beira de um ataque de nervos( para se poupar um suicídio).

    Novembro é um bom mês para leituras,pelo que recomendo o Primo Basílio, do Eça. Esse sim, um primo à altura.

  11. A respota é fácil
    Já chegámos à Madeira

    Se hà (?) um processo de impugnação aos magistrados que estão a investigar (?) o Fripó – “Já estou farto disto – PGR” – continua, entretanto, a haver fuga ao segredo de justiça ???

    Eu como deixei de perceber disto aguardo os finalmente

    E como acredito muito no Correio da Manha (de manhosos) que tem como director o Eduardo Dâmaso, rapaz muito ligado a estas matérias, muito lido e auscultado nas tv´s
    penso que não tenho que me preocupar

  12. jrrc

    Ao que consta Sócrates era filósofo, mas se porventura te referes ao ainda primeiro ministro de Portugal, bom então, tenho a dizer que tanto quanto sei é licenciado em engenharia, o que não é bem a mesma coisa que ser engenheiro, assim como se pode ser licenciado e medicina e não ser médico ou em direito e não ser advogado.

    Está agora claro? Provavelmente já conjecturavas que punha em causa a licenciatura do Sr.

    Quanto ao freeport eu só sei de uma pessoa que posso ter a certeza que é inocente! Quanto aos demais nem condeno nem inocento. Como dizia a minha santa avó, não ponho a mão no fogo por ninguém.

    Se for culpado espero que seja condenado, se for inocente, olha, pena que tenha passado por isto! Mas lá que a coisa é esquisita isso é e que gente próxima já é arguida também é verdade.

  13. Ibn Erriq:
    Sejamos claros: se, porventura algum engº quiser falar sobre estágios para a ordem: estou aqui…
    Mas duvido…..
    Se fores engº…e quiseres explicações…diz..mas não te envergonhes a seguir…
    Comecemos pela Fabriequipa….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.