One thought on “Lar doce lar”

  1. não devias trazer para a praça pública a doença da filha do senhor – estou chocada com a tua insensibilidade: o autismo merece respeito.:-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.