Joana, come a papa

Paulo Campos é um bronco. Dizer que não sabia o que é o IDT faz duvidar da sua sanidade mental. Porque ninguém acredita. E deixa-se de acreditar no que seja dito a seguir. Mas se está a dizer a verdade, então ainda é pior. Por não saber o que é o IDT. E por não saber que não podia dizer não saber nesta situação. Em qualquer dos casos, é um bronco. Um bronco que na mesma noite consegue superar-se a si mesmo ao dizer que não percebeu, durante os primeiros dias da polémica, ser o ataque de Louçã a Sócrates uma consequência da sua conversa com a Joana. Obviamente, este melro brinca com a tropa.

A Joana disse algo incontornável: que o seu apoio ao PS era impensável. E assim parece. O seu discurso é de um fanatismo tão monótono que chegou a tornar interessante a cassete do Carvalhas nas manhãs da TSF, algo que cálculos em supercomputadores tinham previsto não ser possível de acontecer. E esse dado leva a que o caso esteja longe de estar fechado. Para quem se permitiu ficar calada durante uma semana, as justificações que deu cheiram muito mal. Primeiro, disse que o silêncio decorria de estar no seu período de férias, argumento ridículo e mentiroso. Depois, disse que ao partir tinha confirmado o convite, pelo que competia à imprensa investigar e descobrir quem o tinha feito, ela nada mais teria que dizer. Este será um argumento a la Paulo Campos, bronquite mental. Ficou-se pelas evasivas quanto à oferta de um lugar no IDT, ou algo equivalente, apenas realçando que não se vendia. E, finalmente, nada disse quanto às declarações de Louçã, o qual acusou Sócrates de ter feito o convite e a proposta.

Esta caso está longe do fim. Assim, Paulo Campos deve apresentar provas dos dois telefonemas referidos, um feito por si, outro feito pela Joana. Igualmente deve identificar quem lhe disse estar a Joana disponível para entrar nas listas do PS. A Joana deve esclarecer se recebeu a sugestão dos lugares em institutos por parte do Campos ou de outra personagem ainda não nomeada. E Louçã deve ser confrontado com o desenvolvimento do caso para que faça a confirmação da acusação a Sócrates ou a sua retractação.

O PS também é feito por material do calibre deste Paulo. Mas não são estas figurinhas que fazem o PS. Já o BE é cada vez mais uma papa onde a ética se desfaz como bolacha Maria e tem sabor a banana.

27 thoughts on “Joana, come a papa”

  1. Valupi, a malta não é bronca e percebe que o paulo campo teve que fazer o frete de “se” explicar para evitar males maiores. Restará sempre a dúvida, foi mesmo o paulo campo? Não me parece. Coitado do paulo foi a ele quem saiu a fava, nada mais.

    “A Joana deve esclarecer se recebeu a sugestão dos lugares em institutos por parte do Campos ou de outra personagem ainda não nomeada.” Ou então, acrescento eu, de figura já nomeada.

  2. acho impressionante que as pessoas achem grave alguém ter sondado alguém de outro partido para indagar da sua disponibilidade para integrar as hostes dos apoios a outro, algo que sempre se fez e sempre se fará em política. Só mostra bem a hipocrisia dominante neste país, porra! Isso faz parte do normal funcionamento da democracia, assim como o Louçã vai caçando ‘renovadores comunistas’ para ir buscar votos a essa franja, e etc.

  3. Isto são coisa menores, que servem propósitos maiores. Neste momento faz-se política de cernelha: os cabrestos dão cobertura a uma pega cobarde. Cobardolas de merda….não o enfrentam olhos nos olhos…

  4. A conversa da Joana com o Mário Soares sobre o assunto não será despicienda. A coisa promete. É mais um caso Lopes da Mota.

  5. Alguém pode acreditar que um Secretário de Estado, ainda por cima bronco como o Val atesta, e como todos os Secretários de Estado a viverem o pânico de perderem o lugarzinho, tomava uma iniciativa de convidar ou sondar, para o caso tanto faz, a Joana se não tivesse ordem para tal? Nem a brincar… Os broncos não sabem brincar.

  6. Vocês estão bem uns para os outros.
    Pronto, já sei, o Val agora vem daí e diz: ó Manel da Mata, vocês quem?

  7. eh pá isto é coisa de meninos dos papás carlos (amaral dias) e antónio (campos). os meninos encontraram-se em coimbra, ao tempo cheios de hormonas, devem ter dado uns pinotes e ficaram amigos. o paulo deve ter querido mostrar serviço a ver se passa a ministro e claro fez borrada. a joana viu nisto a possibilidade de se penitenciar perante o desvio fascizóide das presidenciais (ela já sabia que o louçã, na reconversão, não admite castigos pequenos e apenas dá perdão com a perpectiva de caça grossa).
    só não percebo porque é que a joana se foi aconselhar ao mário soares. estava com dúvidas? mas o marxismo não admite dúvidas, só certezas! enfim, apesar do esforço, acho que se queimou: roma não paga a traidores….
    de resto já vai sendo tempo de não ligar mais a isto pois os meninos têm-se em maior conta do que aquela que realmente valem. e a continuação da novela só lhes massaja o ego.

  8. Este caso, e para mim, tem a importância que tem qualquer questão de justiça. Louçã fez uma acusação que, a ser verdade, faz de Sócrates um político em quem não se deve confiar. Isto é grave o suficiente para ser explicado até ao último detalhe. Se for falsa a acusação, é Louçã que não merece qualquer confiança, seja para o que for na política.

    Foi Louçã quem colocou a questão neste nível último de definição ao lançar o seu ataque. Dizer que o caso deve ficar pelo que neste momento se sabe, é ser cúmplice da decadência que tem mantido a nossa democracia numa mediocridade cívica que nos perverte o presente e o futuro.

  9. val, percebo o teu ponto de vista. mas chegar a uma conclusão sobre o que cada um disse, se se tratava de uma simples abordagem ou de um convite firme e se foi de iniciativa pessoal ou com o conhecimento do board, é impossível de determinar pois cada um diz o que quer. e perante isto há que ser pragmaático e passar a outra. por exemplo confrontar o inocente do xico louçã com o convite do bloco a uma alegrista militante do ps: tráfico de influências mr. louçã?

  10. HÁ 5 DIAS ERA ASSIM NOS JORNAIS:

    1-NÃO ,NUNCA TELEFONEI…
    2-NÂO ,NEM CONHEÇO….
    3-NUNCA ME FOI APRESENTADA…
    4-NEM TENHO “AUTORIDADE PARA TAL”….

    SEXTA-FEIRA: BEM ,FOI SÓ UM “TELEFONEMAZITO”, EU SÓ QUERIA “AGRADAR AO CHEFE,ETC E TAL, COMPREENDEM NÉ????

    SABADO: EXIJO DESCULPAS ,TOU OFENDIDO,HUMILHADO, FOI UM TELEFONEMA DE AMOR….DASS. EU NEM SEI QUE DIZER…..QUERO ….ENFIM ,O QUE É QUE QUERO?????HÓ PÁ ACUDAM …AÍ DO LARGO DO RATO!!!…..LINDO, CADA CAVADELA SUA MINHÓCA,

    [

  11. Sócrates MENTIU o resto é trampa para ver se o português cai na esparrela de votar novamente no homem com falta de honestidade

  12. O PS, aliás, também é feito de material como o que escreveu um post aqui em baixo neste delicioso blogue de apoio a Sócrates a chamar prostitua à Joana Amaral Dias.

    Um verdadeiro vómito.

  13. assis, apesar das dúvidas, podemos ter opinião sólida sobre o acontecimento. E, neste momento, a Joana desmentiu Louçã, o qual tinha dito que foi Sócrates a fazer o convite pessoalmente. É este aspecto que me interessa, pois é relativo ao carácter dos intervenientes. E a questão do carácter é demasiado importante em política para se aceitar que fique uma difamação no ar. Por esse caminho, a democracia não tem condições de se realizar, pois ela pressupõe uma igualdade de direitos. Ao se dizer de alguém que é mentiroso, essa acusação retira-lhe credibilidade, diminuindo a sua capacidade de ser considerado como opção de poder. É por isso que não se tem feito outra coisa que não seja atacar o carácter de Sócrates, pois essa campanha diminui o seu poder eleitoral.

  14. De facto, acho mal que se ataque o caracter de Sócrates. É assim como gozar com um coxo porque tem um andar estranho.

    Já chamar prostituta a Joana Amaral Dias, não acho mal.

  15. E, neste momento, a Joana desmentiu Louçã, o qual tinha dito que foi Sócrates a fazer o convite pessoalmente

    Assim se camafula uma mentira

  16. Na verdade, o grosso desta história são ingenuidades, traições, aliciamentos, procuras de protagonismo e amizades de duvidosa solidez. Nada de muito invulgar em política. Mas o Louçã tem aparecido bastante mais enervado do que o habitual. Ele sabe que o seu eleitorado é volátil e como o BE não sabe e/ou não quer governar, pouco mais lhe resta do que criar enredos e atirar acusações para cima dos adversários. Esquece-se que está a minar o terreno que tem de pisar. Estes períodos eleitorais são tramados. E fica claro que o homem é de gritos. Mais um génio que o país teima em não compreender. Das duas uma: ou o país não tem espectro social e político para o seu nível, ou não é a canseira de estabelecer entendimentos e compromissos para melhorar a coisa que o motiva. O país pode esperar e calma e persistência não devem faltar ao Louçã. Quando tiver a maioria do eleitorado no bolso, então sim, vamos ver do que é capaz. Abunda fé neste BE. Ou então, pega nas suas tropas, coloniza a Berlenga e exige a sua independência para vermos bem o que é um estado verdadeiramente esquerdalhão e super modernaço. E o que não falta lá é oceano para o país poder crescer à vontade.

    Mas o mais curioso desta novela foi vê-lo decretar que o caso Joana está encerrado. Os portugueses e a comunicação social… trenca, não tinham percebido. Tiveram que ouvir de viva voz. O caso Joana está encerrado, porra. Ele que divulgou a história e a promoveu e alimentou, fartou-se. Ponto final e não se fala mais disso porque todos temos que perceber que o mais importante para o país é sempre o que ele tem para dizer a seguir. O Louçã está a revelar-se um verdadeiro pau para toda a obra: promove a festarola, cola os cartazes, atira foguetes e apanha canas, dá o baile e no fim ainda faz questão de levar os foliões a casa, de os por a dormir e lhes aconchegar as mantinhas. Já não restam dúvidas, este senhor faz-se.

  17. Quanto mais ideológicos os políticos são, mais eu fujo deles! Nem quero saber se a Joana Amaral Dias se arma em vedeta ou se os seus defensores acham que é uma grande figura. Isso são questões menores que não interessam a ninguém nem deveriam interessar, mas os saloios ou ignorantes gostam disso. Para mim, o discurso da Joana Amaral Dias é todo ele ideológico e normalmente, essas pessoas só vêem para o mesmo lado e não conseguem ser imparciais ou quando parecem que estão a ser muito objectivas, trazem logo uma série de preconceitos ou falsidades no discurso. A esquerda é que destruiu este país nos últimos 30 anos fazendo o papel costumeiro de força de bloqueio. Foi na lei das rendas com o resultado de casas a cair de velhas no meio das cidades e depois surgem aqueles paladinos a espumar raiva da boca como o terrorista do Arménio Carlos, Romão Lavadinho, o génio da banalidade Seguro, Eduardo Cabrita, Betencourt Picanço entre outros cromos do atraso deste país pela constante veborreia comuna contra os bancos, propriedade e iniciativa privada etc. Essa gente parou no tempo na revolução russa de 1917! Ainda vivem como se tivessem em 1974! Atrasados mentais! Discutir temas sérios como a imigração com critérios, dependência energética, demografia, critérios na atribuição dos subsídios de inserção, arabização da Europa, fronteiras, educação, etc é que estes idiotas não discutem! É só facilitismos e libertinagem. É só direitos e nada de deveres! Depois, andam feitos parvos desde o início deste governo a tentar lança o caos nas ruas para Portugal se transformar numa Grécia para assim chegarem ao poder! Miseráveis! Estes comunas queriam era que Portugal se transformasse numa Venezuela, Cuba ou Corei do Norte! É só direitos e zero deveres, tudo de graça a tal política de desgraça que nos trouxe até aqui. Depois, fartam-se de mentir confundindo quem nada sabe numa política de populismos que é vazia e apenas pretende atingir o poder com populismos e política de sargeta. Viva o Pingo Doce que lhes deu uma lição! Uma empresa nacional de sucesso que dá trabalho a milhares. O que querem estes comunistazecos?

    12:07 AM
    Anónimo disse…
    Que o homem se chateasse e se fosse embora de Portugal? Isso era o que eles queriam e o resultado seriam os investidores todos a sair e o país a sair do Euro como esses idiotas defendem, chamando a uma ajuda de “Pacto de Agressão”? Isso é o que eles fazem todos os dias ao país! Aquela ala esquerda do Parlamento devia era ser toda corrida de lá! Os modelos de sucesso são os países do norte da Europa que arrumaram a casa há 20 ou 30 anos mas os palhaços de esquerda querem é exemplos de Venezuelas, Cuba ou Coreia do Norte! Atrasados mentais, na Europa já não há disso e em todos os países evoluídos é tudo governos de direita. Esses anarquistas das manifs mais a escumalha do movimento esCOLA que só andam é na ganza é fruto dos facilitismos de esquerda sem critérios nenhuns de imigração nem de segurança. Alguns meios de comunicação como a RTP cheia de socialistas também deviam levar uma vassourada. Quem quiser aprender alguma coisa para não dizer asneiras que vá ao youtube ver todos os programas do Medina Carreira “Olhos nos olhos” entrevistado pela Júdite de Sousa ou vá até à feira do livro e compre o livro. Os enrascadinhos das manifs não passam de gente mal informada ou desinformada mais os ditos radicais escumalha. Ainda não perceberam que saíram da revolução industrial de um modelo de pleno emprego e a indústria se deslocalizou para o oriente. Depois andam feitos parvinhos a querer direitos num país pobre. A culpa disto, foi também a mentalidade socialista das facilidades, créditos para tontinhos de casas a 30 anos, carros, consumos, etc. Onde estavam estes patetas todos das manifs mais os políticos de esquerda que agora se vitimizam num populismo idiota há 5 ou 10 anos atrás? Então só agora é que descobriram as dívidas nos hospitais? nas autarquias? nas energias? na parque escolar? na Madeira? Onde estavam na construção dos estádios do Euro? Andaram a enganar as pessoas todo esse tempo e agora ainda têm a lata de se armar em vítimas para defenderem o criminoso Sócrates? Só mesmo com ovos podres na cara e quanto ao povo ignorante daqueles que só vêem os 4 canais, começem por ler ou ver o programa “Olhos nos olhos” para abrirem bem os olhinhos porque são grunhos que os têm bem fechados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.