Estado da direita: nevoeiro e borrasca

Passos Coelho regressa a 25 de março

🌫️

Passos em voltas. Ex-primeiro-ministro não quer rumores sobre regresso político e cancela participação num fórum

⛈️

Parece que o político mais preparado, o líder mais forte, a mais convincente e inspiradora promessa para voltar ao poleiro que a direita portuguesa consegue encontrar dá pelo nome de Pedro Manuel Mamede Passos Coelho, um jovem de 56 anos que actualmente dá aulas de não sei quê não sei onde, e que é o nosso melhor especialista no milagre da multiplicação de técnicos de aeroporto para o que seriam dezenas ou centenas de aeroportos na Região Centro, um craque sem rival neste planeta (e não só neste, há seres noutros mundos que conhecem a história e que já confirmaram não terem nos seus sistemas solares quem lhe faça sombra na matéria). A seu favor tem o registo de ter criado, formado e lançado um político extraordinário chamado André Ventura, também um valiosíssimo talento da direita portuguesa e fulano muito amigo de mandar portugueses emigrarem (sinal inequívoco de ter aprendido com zelo as lições do mestre).

Acontece que não está fácil. O nevoeiro é instável e volúvel. Pelo que este fascinante político – de tão boa memória pelo seu patriotismo e pela melhoria de vida que a classe média e os pobres lhe devem – está na fase de ter de dizer às crianças que lhe acendem velas e beijam os pés: “Acham que me apetece voltar a aturar os estróinas e os madraços que andam a comprar televisores, fazer férias com a família e a jantar fora acima das suas possibilidades? Pensam que tenho algum gosto em lidar com esses piegas a chafurdar na sua zona de conforto? Isso é um disparate.

5 thoughts on “Estado da direita: nevoeiro e borrasca”

  1. desde que o zézito não volte , o resto é pacifico para mim.
    os do psd metem pena , não perceberam que o passos arrumou as botas.

  2. Agora que os jardins estão na moda, como é que ainda não se lembraram de outro D. Sebastião de nome Alberto ? ao menos abria o circo de vez. era só rir.

  3. …………

    O PPD/PSD, tem um grande problema. Os seus mortos políticos, recusam-se a ser enterrados. Continuam a assombrar o líder de turno.

  4. Os coiros de sempre insistem no fel em que sempre mergulharam.
    O ódio do inimputável yo pelo ex- primeiro ministro Sócrates tolda- lhe de tal modo o raciocínio e a visão que ,infeliz e diarréico, não atina com quem modificou este país a um ponto tal que não pode andar meia duzia de quilômetros sem que tal seja palpável e indiscutível.
    A horda de seminaristas,escolásticos e burros, não aceitam que a realidade seja transformavel. Ficai onde jazeis, a Vida continua ! Olé !!!

  5. a mim nada me tolda o raciocínio , Samuel. sou injt , com bués ciência infusa , cientificamente conhecida por intuição introvertida. eu é que não tenho culpa que as emoções vos afectem dessa maneira cegante e secante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.