Do que falamos quando falamos da decadência do PSD?

Disto, a bancarrota do intelecto:

O líder da bancada social-democrata, Miguel Macedo, considerou, esta segunda-feira, que as reações à escolha de Fernando Nobre para candidato a deputado e a presidente da Assembleia da República pelo PSD mostram que esta foi «acertada».

«Acho que foi uma escolha acertada, porque, se não tivesse sido tão acertada como foi, porventura não teríamos tido as reações que tivemos até agora», declarou Miguel Macedo, em resposta aos jornalistas, no Parlamento.

A comunicação social perguntou-lhe ainda se, no seu entender, Fernando Nobre tem perfil para ser presidente da Assembleia da República, mas Miguel Macedo escusou-se a prestar mais declarações sobre este assunto.

Fonte

5 thoughts on “Do que falamos quando falamos da decadência do PSD?”

  1. Ah, Ah! Pois. Mais uma luminária. Os votantes do Nobre nas presidenciais, obviamente não da área da direita, vaiam-no agora e insultam-no, dizem-se defraudados, acusam-no de se vender por um prato de lentilhas (ainda por cima completamente incerto) e isto, para Miguel Macedo, representa votos? De quem, podemos saber? E as figuras tristes que Nobre irá fazer na campanha?

  2. Incrível. Se os outros, que são maus, dizem que é mau, então deve ser bom. A falência intelectual mede-se realmente por isto: tudo é feito em redor das posições imaginadas do PS. Já nem combatem nada de concreto, apenas sombras e fantasmas.
    Bom, de qualquer maneira, Nobre deve estar neste momento em conversações avançadas com vista à definição das “razões familiares” que o vão levar, com “grande pena” de Passos Coelho, a ter de declinar o convite depois de o ter aceite, e levará Miguel Macedo a “indignar-se” com a “campanha suja” do PS que “afasta a participação da sociedade civil”. Isto se tiverem dois dedos de testa, o que, como o provam as palavras acima, é nesta altura bastante duvidoso. Se calhar insistem na asneira, com medo de admitirem erros.

    Quando dizem que Sócrates seca tudo à sua volta, se calhar tenho de lhes começar a dar razão. Mas não da maneira que pensam.

  3. Ó Vega9000, razão tinha eu para te pedir que aparecesses mais vezes. “Quando dizem que Sócrates seca tudo à sua volta, se calhar tenho de lhes começar a dar razão, mas não da maneira que pensam”. Soberba tirada! Como alguém dizia por aí, também eu estou deserto por ver o debate Sócrates/PPC!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.