Com os comunas é sempre a somar

Renato Teixeira, na defesa da honra da sua bancada, teve uma simpatia para com o Aspirina B, fornecendo bons elementos de reflexão e muitas verdades. Ele sustenta a análise nesse colectivizante número: há mais autores e ex-autores do 5 Dias do que telemóveis vendidos em Portugal (Continente e Ilhas).

Obviamente, o seu argumento é inatacável. E até proponho que mudem de nome: 365 Dias

7 thoughts on “Com os comunas é sempre a somar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.