5 thoughts on “A menina dança?”

  1. De facto, não há nada melhor, para mantermos a boa forma física e mental, que um bom pezinho de dança. Vejam-se, por exemplo, aqueles fantásticos bailes que o primeiro-ministro proporciona à oposição no parlamento. Gosta tanto daquilo que, para mal dos pecados da oposição, nunca se balda e nada o impede de lá estar de quinze em quinze dias!

    A música talvez não agrade a alguns. É normal. Mas para a maioria dos eleitores o ritmo até que nem é mau: apesar da crise, do desemprego, do freeport, de ser arrogante, de vestir armani, etc. etc, não há meio das sondagens revelarem o tão esperado trambolhão nas intenções de voto.

    O Rangel, farto de sair de lá cheio de bolhas nos pés, pediu à chefe se não podia ir dançar para outro lado, mas parece que a música do Vital também não faz muito o género dele…

    Fico por aqui, senão corro o risco de me afastar, outra vez, da temática:)

  2. dançoterapia ,pois . só a lúdicoterapia lhe é superior. brincar e dançar pelo menos até aos 100. pena que a maior parte das pessoas associe certas actividades saudáveis apenas a uma dada idade e considere falta de juízo ver alguém adulto a brincar.

  3. mf , na mouche. Os da minha idade têm mais que fazer e com que,-supostamente- divertir-se. Os mais novos estão viciados em jogos electrónicos. Com quem é que se joga às cartas, Monopólio, Trivial ou um simples jogo do mata? E dançar (só porque sim) é quase tão improvável como acertar na lotaria, mas quando acontece é do melhor que há:)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.